Hidroponia é sistema de cultivo que economiza recursos e investimentos

Inicio » Agricultura » Hidroponia é sistema de cultivo que economiza recursos e investimentos
11/05/2019 Por
Hidroponia é sistema de cultivo que economiza recursos e investimentos

A hidroponia consiste no desenvolvimento das plantas sem a utilização de solo

Na hidroponia, as plantas crescem em uma solução de água e nutrientes. Além disso, essa técnica permite que as raízes sejam suportadas por um meio diferente do solo.

A hidroponia pode ser feita tanto em pequenos cultivos, feitos em hortas e plantações dentro de casa, como também em grande escala voltada para comercialização.

Hidroponia

O que é hidroponia?

Hidroponia é uma palavra de origem grega em que “hidro” significa água, e “ponos” significa trabalho. Neste tipo de cultivo, a água é a portadora dos nutrientes que garantem o desenvolvimento da planta. Para que haja sucesso no cultivo, entretanto, a água deve conter uma mistura ideal de macro e micro-elementos que satisfaçam todas as necessidades das plantas.

Tanto no solo quanto na água, as plantas absorvem os nutrientes em forma de íons (um termo da linguagem química que significa átomo ou grupo atômico eletricamente carregado) dissolvidos em oxigênio.

No caso da água, porém, os nutrientes e o oxigênio absorvidos pela planta têm que ser repostos. Este é, em síntese, o princípio da hidroponia.

Portanto, hidroponia é, em resumo, uma forma de executar o plantio sem a participação do solo; que estimula o desenvolvimento da planta por meio do controle dos volumes de água, sais minerais e oxigênio que ela recebe.

Agricultura hidropônica

A hidroponia pode ser utilizada no cultivo de diversos tipo de plantas e flores. No entanto, é na agricultura que a técnica é mais amplamente empregada.

No sistema hidropônico é possível cultivar os mais diversos tipos de elementos, incluindo:

  • hortaliças
  • frutas
  • flores
  • cereais
  • plantas medicinais

Em resumo, os vegetais hidropônicos são aqueles que de desenvolveram extraindo nutrientes de uma solução aquosa. No Brasil, a agricultura hidropônica produz sobretudo hortaliças.

Como é feita a hidroponia?

Por não depender do uso do solo, um projeto de hidroponia pode ser implementado tanto em áreas urbanas como em locais com sérias restrições à agricultura.

Hidroponia

A horticultura hidropônica, por exemplo, é cada vez mais empregada com sucesso em projetos sociais com o intuito de garantir alimentação de qualidade para a população pobre.

A técnica hidropônica também pode ser utilizada com fins didáticos e como atividade de lazer em hortas comunitárias, além de escolas e universidades.

Alface, agrião e outros produtos são cultivados na água através de estruturas verticais de tubos (hidroponia vertical). Entretanto, o pH da água deve ser rigorosamente controlado para que a planta encontre, enfim, condições ideais para se desenvolver.

A solução que vai alimentar a planta, todavia, deve ser preparada de acordo com a espécie semeada. Dessa forma, a alimentação atenderá às necessidades específicas da planta.

Um bom projeto hidroponia deve ter uma estrutura de tubos com furos, bombas para distribuir a água e estufas. Embora pareça uma uma técnica moderna de cultivo, existem indícios de que os povos sumérios, como os chineses, já utilizavam horticultura hidropônica há mais de 2 mil anos.

Hidroponia orgânica

No Brasil, as espécies hidropônicas não são aceitas como orgânicas. No entanto, há agrônomos e produtores que já começam a questionar essa definição, sobretudo no que respeita à aquaponia.

Portanto, mesmo com a utilização quase nula de agrotóxicos no cultivo de uma planta hidropônica, ela não é considerada orgânica.

Espécies de hidropônicas mais comuns

De modo geral, as espécies de plantas hidropônicas mais comuns são:

  • Alface: é uma verdura de fácil adaptação ao sistema hidropônico porque possui um sistema radicular pequeno. Essa característica permite, por exemplo, um cultivo de alta densidade, pois possibilita que região mais compacta possa criar muitas mudas sem dificultar seu desenvolvimento. A alface hidropônica pode até mesmo ser cultivada de forma caseira, em sacadas, varandas ou quintais, sem prejudicar seu crescimento e qualidade.
  • Tomate: O tomate tem um sistema radicular maior e mais invasivo, por isso requer um espaço maior para seu cultivo. Caso contrário, perde sua qualidade de desenvolvimento.
  • Morango: essa fruta apresenta uma adaptação muito boa ao sistema hidropônico uma vez que possui um sistema radicular menor.
    O morango é muito delicado, por isso pode absorver uma grande quantidade de agrotóxicos, além de ter dificuldade para se adaptar em outras estações do ano. Com a técnica hidropônica, porém, é possível ter morangos mais saudáveis e sem o uso de qualquer toxina em todos os meses do ano.

Vantagens da hidroponia

A hidroponia, além de possibilitar economia de tempo e de mão-de-obra, permite ao produtor programar melhor a produção. Por dispensar o manejo do solo, tem a oferta constante de produtos.

A técnica permite ainda melhor aproveitamento dos fertilizantes. Além disso, dispensa a utilização de máquinas e implementos agrícolas. É, portanto, um trabalho mais leve e econômico se comparado ao cultivo em solo.

A técnica hidropônica é ideal para países ou regiões nas quais não existem condições favoráveis à agricultura tradicional. Por ser uma produção exclusivamente controlada pelo homem, a hidroponia não depende do clima nem das condições do solo para se desenvolver.

Hidroponia

Hidroponia é uma técnica econômica

Graças às estruturas verticais, a hidroponia pode ser realizada em espaços bastante restritos. Apesar disso, a técnica possibilita o desenvolvimento pleno das espécies, que crescem com as mesmas características das que são cultivadas no solo, mas com a vantagem de se desenvolverem com mais rapidez.

A agricultura hidropônica possibilita a colheita de produtos cultivados apenas um mês após a plantação. Dessa forma, a técnica torna-se extremamente vantajosa não só para consumo próprio, mas também para a venda.

Cultivo sem danos ao meio ambiente

Além disso, a hidroponia contribui para a diminuição da agressão ao meio ambiente, uma vez que evita a degradação do solo e elimina técnicas agressivas como queimadas e desmatamento.

As soluções vendidas para a nutrição das hortas hidropônicas já vêm corretamente dosadas e equilibradas, por isso o desenvolvimento do plantio é rápido e pleno neste tipo de agricultura. Para além disso, a prática anula o desperdício de recursos utilizados, tanto dos nutrientes quanto da água.

O cultivo de vegetais hidropônicos está se expandindo, tanto no Brasil como no mundo. O crescimento da hidroponia é, sobretudo, resultado da elaboração de meios cada vez mais eficientes de produção. No Brasil, o sistema é empregado em todas as regiões, apesar das grandes diferenças climáticas entre elas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo