Fertilizantes e suas consequências para o plantio e a natureza

Inicio » Agricultura » Fertilizantes e suas consequências para o plantio e a natureza
08/03/2019 Por
Fertilizantes e suas consequências para o plantio e a natureza

Como o uso de fertilizantes impacta na agricultura

O uso de agroquímicos e fertilizantes pode, de muitas formas, ajudar e prejudicar a zona rural. E é importante que a qualidade do trabalho no setor do agronegócio seja compatível com seus lucros e a qualidade de seus produtos.

Os fertilizantes estão presentes nos territórios agrícolas desde o século XIX para melhorar a produção das plantas e revigorar a fertilidade do solo. Desde então, foram criados centenas de versões deles, no intuito de agradar o meio agrário – juntamente com suas produções e o meio ambiente.

Fertilizantes

O que são fertilizantes?

Os fertilizantes são compostos químicos que favorecem a nutrição do solo e contribuem com a qualidade de sua produção. Embora muito usado no setor do agronegócio, os fertilizantes possuem um alto custo – tanto para o bolso dos agricultores, quanto para a natureza, já que degrada e polui o meio ambiente.

A diferença entre adubo e fertilizante se dá pelo fato de que o adubo é um fertilizante orgânico e natural, que não prejudica a natureza e o território de produção. Enquanto o fertilizante químico é uma composição que interfere direta e indiretamente na fertilização do solo, na poluição de geradores de água e no surgimento de pragas.

Os principais tipos de adubo utilizados na agricultura são:

  • fertilizantes minerais – ou inorgânicos: são fertilizantes industriais constituídos por composições específicas para aplicação no solo ou diretamente nas plantas;
  • fertilizantes orgânicos: nutritivo ao solo e às plantas, é um fertilizante composto por resíduos animais e vegetais;
  • fertilizantes organominerais: são desenvolvidos por materiais orgânicos; visando o melhoramento do solo e a qualidade da plantação;
  • biofertilizantes: produzido com base em estercos e vegetais, é um adubo orgânico que mantém a preservação do meio ambiente.

O consumo de fertilizantes orgânicos diminuiu com o passar dos anos, abrindo espaço para maior uso de fertilizantes inorgânicos. Apesar de mais prejudiciais à saúde ambiental quando comparados aos orgânicos, estes ainda causam impactos menores que os agroquímicos.

No Brasil, é necessário todo o cuidado no cultivo para que os produtos não sejam prejudicados. Pois, com isso, seria gerado um atraso para o mercado interno de forma geral.

Vantagens dos fertilizantes

Para que mantenham seu crescimento de maneira adequada e correta, as plantas necessitam de atenção em diferentes aspectos. Água, luz, ar, ferro, zinco e outros nutrientes que contribuem para a qualidade do cultivo devem ser observados.

Fertilizantes

Também é importante que os agricultores conheçam seus plantios para evitar situações que possam atrasar as produções. Embora tenham grandes impactos na agricultura, há características divergentes entre o adubo orgânico e o adubo químico; este passa por processos industriais que os tornam menos sustentáveis.

Algumas características do uso fertilizantes orgânicos são:

  • por ser natural, é um processo mais demorado;
  • melhora a estrutura do solo;
  • dispõe nutrientes para a plantação;
  • aumenta a proporção de matéria orgânica do solo;
  • intensifica a saúde do solo.

Além do uso de fertilizantes visando cuidar da área agrária, é essencial que os produtores saibam sustentar todas as necessidades de um cultivo agro. Isso, pensando desde os cuidados com o solo até o processo de comercialização e consumo. Tendo sempre em vista que as plantações devem ser tratadas de maneira cuidadosa e específica para manter sua qualidade.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo