IATF é inseminação artificial que pode melhorar a produção nas fazendas

Inicio » Pecuária » IATF é inseminação artificial que pode melhorar a produção nas fazendas
13/09/2019 Por
IATF é inseminação artificial que pode melhorar a produção nas fazendas

IATF gera melhor genética e maiores lucros

O programa de IATF, ou Inseminação Artificial em Tempo Fixo, gera maiores lucros e melhor mérito genético.

Com a IATF, até 50% das fêmeas matrizes podem ser inseminadas em um dia.

IATF

O que é IATF?

IATF é a sigla usada para Inseminação Artificial em Tempo Fixo. Em linhas gerais, a IATF é um programa que consiste em inseminar um grande grupo de bovinos em apenas um dia.

A prática é classificada como uma biotecnologia que auxilia na IA (inseminação artificial). O processo é realizado com a utilização de um DIB (dispositivo intrauterino bovino), que provoca o cio (estro).

Além disso, são usados hormônios sintéticos. O mais usado talvez seja o progestagenose, hormônio que se encarrega de sincronizar a ovulação bovina por meio de protocolos.

Programa IATF

O programa IATF vem sendo amplamente utilizado em razão da seleção genética, economia e racionalização no manejo de rebanhos bovinos. Afinal, a inseminação artificial por tempo fixo (IATF) é uma ferramenta popular, econômica e reprodutiva relativamente simples.

Sem dúvida, a IATF é considerada uma tecnologia ideal para aumentar o mérito genético geral dos rebanhos, adicionando à operação de carne bovina, desse modo, importantes e significativos aumentos na lucratividade.

Para tanto, o programa envolve a sincronização da ovulação do rebanho através do uso de substâncias exógenas. Isto é, injeção, inserção ou implantação de hormônios a serem inseminados artificialmente em um período controlado.

A sincronização permite que os produtores utilizem bovinos de alta indexação de todo o mundo para a inseminação artificial e a melhoria genética de seu rebanho. E o melhor: tudo isso em um mesmo dia e ao mesmo tempo.

IATF

Por que adotar o programa?

A princípio, a inseminação artificial permite que os produtores aumentem a toda a lucratividade de seu sistema através de:

  • Partos mais fáceis;
  • Incidência reduzida de anestro pós-parto;
  • Melhoria de fertilidade;
  • Proles mais uniformes de bezerros;
  • Genética superior.

Um lucro superior é consequência de uma genética superior. Então, através do programa, animais de alta indexação são capazes de gerar ganhos genéticos para produtores de carne bovina.

Isto é, a sincronização permite que vários animais sejam usados ​​para melhorar uma infinidade de características a cada nova geração. Da fertilidade e traços estruturais ao genótipo de alta precisão.

Além disso, há o fator de aumento nas gravidezes. Sincronizar o rebanho resulta em um ciclo de cio extra para as fêmeas matriz durante uma estação de reprodução padrão de 42 a 44 dias. Efetivamente, um produtor pode ter 50% das suas fêmeas matrizes concebidas no primeiro dia de implementação do programa.

IATF

Benefícios da IATF

A implementação da IATF traz vários benefícios aos criadores bovinos, entre eles:

  • Elimina a necessidade de observação do cio, atividade que demanda muita mão de obra e gera muitas insatisfações;
  • Reduz estimadamente cinquenta por cento das quantias de animais de repasse;
  • Programa a estação de monta com maior precisão;
  • Diminui o intervalo entre um e outro parto;
  • Produz proles superiores devido ao ganho genético provindo da inseminação artificial e monta natural. Isto é, uma vez que a necessidade do animal diminui, torna-se viável realizar a seleção dos melhores exemplares dentro do lote de reprodutores.

Além disso, a IATF ainda gera bezerros com pesos maiores à desmama e abate de bois mais novos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo