Indústria de transformação gera mais de 7 milhões de empregos no Brasil

Inicio » Agronegócio » Indústria de transformação gera mais de 7 milhões de empregos no Brasil
29/04/2019 Por
Indústria de transformação gera mais de 7 milhões de empregos no Brasil

A indústria de transformação transforma matéria-prima em produto final

A indústria de transformação, como o nome sugere, gera produtos por meio da transformação de matéria-prima. Os processos realizados nesse tipo de indústria permitem que apenas uma matéria-prima dê origem a uma infinidade de produtos diferentes. Esse setor gera milhões de empregos e movimenta e contribui para o desenvolvimento do país.

A indústria de transformação compreende empresas que possuem atividades de transformação física, química e biológica de materiais, substâncias e componentes para obtenção de novos produtos.

Indústria de transformação

O que é indústria de transformação?

Indústria de transformação é, portanto, a expressão usada para classificar sistemas que consistem em transformar um elemento em outro ou uma matéria-prima em um bem.

O setor de produção agrícola, por vezes, promove a transformação de um produto em outro. Todavia, nem toda produção agrícola pode ser definida como indústria de transformação. Tanto esse setor como a atividade extrativa de vegetal ou mineral são, portanto, fornecedores de matéria-prima para a indústria de transformação.

Matéria-prima, por sua vez, é a definição dos componentes, substâncias e materiais usados na indústria de transformação. Esses artigos têm origem não só na produção agrícola, mas na mineração, pesca, extração florestal, etc.

A matéria-prima nem sempre é um produto em estado bruto. Ela pode ser um produto resultante de processo de transformação que ainda será submetido a outra mudança.

Um exemplo é o papel. Ele é feito através da transformação da celulose, uma matéria-prima. Por outro lado, pode ser usado por outra empresa para a produção de cadernos, livros ou guardanapos.

Quando se fala em indústria de transformação, é comum que venha à mente uma grande fábrica, que produz de forma massificada.

No entanto, segundo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), as atividades artesanais e manuais podem ser incluídas na classificação. Para isso, basta que haja transformação de um elemento em um produto novo.

Tipos de indústria

A indústria de transformação é um dos diversos tipos de indústrias existentes. Os tipos de indústrias envolvem as mais variadas classificações que são usadas de acordo com a atuação e produção de cada uma delas.

As indústrias surgiram no século XVIII com a Revolução Industrial, que teve início na Inglaterra. Desde então, o mundo passou por transformações profundas e o processo industrial acompanhou essas mudanças. Por essa razão, surgiram novas classificações para os segmentos industriais e não há um padrão quanto a isso.

No entanto, existem algumas classificações mais conhecidas. São elas:

  • Indústrias de Base: também chamadas de indústrias pesadas ou indústrias de bens de produção, são as que desenvolvem atividades extrativas e de bens de capital.
  • Indústrias Extrativas: extraem matérias-primas vegetal ou mineral como petróleo, madeira, minério, carvão mineral, entre outras.
  • Indústrias de Bens de Capital: produzem equipamentos e máquinas. Estão neste grupo as metalúrgicas, siderúrgicas, petroquímicas e navais.
  • Indústrias Intermediárias: fazem a ponte entre as indústrias de bens de produção e as de bens de consumo. Ou seja, coletam as matérias-primas processadas pelas indústrias de base e produzem equipamentos que serão usados nas indústrias de bens de consumo.
  • Indústrias de Bens de Consumo: produzem artigos que são diretamente voltados para o mercado consumidor.
  • Indústrias de Ponta: são aquelas que utilizam alta tecnologia na fabricação. Envolvem mão-de-obra qualificada e equipamentos de alta complexidade.

Indústria de transformação

Indústria de transformação no Brasil

Embora o Brasil seja um país em desenvolvimento, a indústria de transformação no Brasil é a nona maior do mundo, com participação de 1,8% no PIB industrial global. A atividade, portanto, coloca o país na 30ª colocação entre as maiores exportadoras de manufaturados, segundo informações da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Apesar dos números positivos, a atividade industrial no Brasil é desigual entre os estados. A região Sudeste, a mais industrializada, concentra 70% do total do valor da produção industrial do Brasil. Além disso, o estado de São Paulo o principal destaque da região, representa 51,8% de toda a produção industrial do país.

No Brasil, a indústria de transformação do plástico é o quarto setor que mais emprega. Atualmente, há mais 11 mil empresas transformadoras de plásticos em atividade no país. Ao todo, são mais de 325 mil postos de trabalho gerados, principalmente, no Sul e Sudeste.

A indústria de transformação brasileira, de acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) é responsável por quase 7 milhões de empregos formais, o que equivale a 14,7% de todos os setores da economia.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo