Inseticida é produto eficiente na proteção de cultivos

Inicio » Agricultura » Inseticida é produto eficiente na proteção de cultivos
21/03/2019 Por
Inseticida é produto eficiente na proteção de cultivos

Inseticida é importante para manter a alta produtividade da agricultura

O uso de inseticida é importante na agricultura. Isso porque o controle de pragas é mais que necessário para manter a produtividade vigorosa e sem riscos de grandes perdas.

O inseticida tradicionalmente conhecido pode trazer riscos para a saúde humana e o meio ambiente, já que o agroquímico possui substâncias que afetam negativamente o bem-estar do universo. Todavia, a agricultura orgânica, por exemplo, apresenta métodos sustentáveis para se livrar dos fungos; evitando a utilização desse tipo de produto.

Inseticida sendo aplicado em plantas

O que é inseticida?

Inseticida é um produto extremamente comum na agricultura brasileira. Sua utilização é conhecida por promover segurança ao solo em relação ao controle de pragas. O uso de inseticidas é um dos principais responsáveis por ajudar no desenvolvimento de novos cultivos, de modo que, cada vez mais, aumente a demanda de exportação dos vegetais, por exemplo.

Como a disseminação das pragas em plantações afetadas é algo que ocorre de maneira rápida, estar atento a periodicidade de aplicação dos inseticidas é importante. Caso contrário, em caso de contaminação, os fungos podem propagar doenças e acabar com a produtividade das plantas, diminuindo a rentabilidade da fazenda. Assim, fazendo com que o agricultor tenha enormes prejuízos em seu território.

O uso periódico é de suma importância para a qualidade do plantio. Porém, deve ser feito sempre em quantidade controlada, pois é grande o risco de afetar a saúde das plantas e vegetais.

Piretróide 

O piretróide é bastante conhecido pelo mercado da agricultura, uma vez que os inseticidas possuem alto teor dessa substância. Considerada sintética, essa composição popularizou-se nas áreas urbanas por ser usada no controle de pragas e insetos.

A composição de produtos com piretróide surgiu da necessidade de afastar essas pragas de determinadas propriedades – geralmente em áreas urbanas. O efeito do inseticida age diretamente nesses seres indesejados, visto que estimulam o sistema nervoso deles causando euforia e excitação.

No caso de aplicação de inseticidas em ambientes fechados, existem aqueles produtos sem odor, para evitar transtornos ao proprietário do local. Porém, caso haja presença de criança no lar em questão, é recomendável que ela não esteja presente nas horas seguintes a aplicação. Isso porque, mesmo sem ter cheiro, o produto pode ser prejudicial para a saúde e, inclusive, gerar sérios problemas neurológicos.

O uso desse tipo de produto dentro de uma residência só será totalmente efetivo caso o número de pragas seja baixo. Em caso de grandes infestações, poderá ser necessário contratar empresas especializadas no controle e remoção de pragas.

Além do piretróide, outras composições são comuns em inseticidas, como:

  • Carbamatos
  • Organosfosforados
  • Organosclorados

Todas essas composições tornam maior a efetividade do inseticida, independentemente de sua finalidade; trazendo a proteção desejada ao solo. Hoje, o Brasil é um dos maiores consumidores de inseticidas em todo o mundo. De acordo com ANVISA, o mercado brasileiro importa cerca de 1 milhão de toneladas de inseticidas anualmente.

Grandes agências de saúde emitem alertas e organizam comitês para incentivar o uso de inseticidas biodegradáveis, para evitar agressões ao meio ambiente. Entretanto, a demanda de sintéticos em todo o país ainda é muito grande.

Inseticidas para cupim

Cupins são indesejados em qualquer ambiente no qual estejam presentes, visto que são capazes de deteriorar tudo o que veem pela frente. Conhecidos por habitar ambientes cercados por madeira, esse tipo de praga também é muito presente no campo.

Na agricultura, costumam encontrar árvores e enfraquecê-las, fazendo com que percam todas as suas qualidades físicas e nutricionais. Caso medidas não sejam tomadas, a árvore pode vir a cair.

Entre as principais medidas para cuidar do cultivo, podemos citar:

  • Barreiras físicas: Os cupins são insetos que se aproximam por terra, ou seja, andando. Por isso, construir uma barreira física impedirá que eles se aproximem da árvore, evitando problemas. É importante que essa barreira tenha parte na superfície e parte soterrada no solo. Além disso, o seu material deve ser feito com algo que o cupim não posso deteriorar, como a areia, por exemplo.
  • Despistar o cupim: Uma forma de atingir o sucesso é despistar os cupins com outros tipos de alimentos. Geralmente, agricultores utilizam rejeitos do gado próximo aos cultivos, assim mudando o seu atrativo.
  • Rotatividade dos cultivos: O solo, quando utilizado sempre para a mesma finalidade, acaba enfraquecendo, e isso também pode facilitar o ataque dos cupins. Por isso, fazer rotatividade de cultivos pode ajudar para que a terra permaneça forte e os cupins não se sintam atraídos pelas produções.

Caso todas essas técnicas falhem, será necessário o uso de inseticida, para assim se livrar das pragas ali presentes.

Inseticida caseiro, feito com substâncias vegetais

Inseticida caseiro

Agricultores que estejam começando a investir nesse tipo de trabalho pode ser que ainda lidem com baixa rentabilidade do local. Nesse caso, pode ser necessário o uso de inseticida caseiro, que pode ser altamente eficiente.

Dentre os principais inseticidas caseiros estão:

  • Alho: A mistura da água e alho no liquidificador pode ajudar a afastar pragas dos ambientes. O forte odor da planta inibe os insetos de se aproximarem.
  • Cebola: Assim como o alho, a cebola pode ser misturada unto a água, para assim ser utilizado na horta. Basta batê-la no liquidificador e utiliza-la com algum objeto que borrife água.
  • Vinagre com orégano: O orégano fervido junto ao vinagre pode se tornar grande vilão as pragas. O seu forte cheiro faz com que lagartos, por exemplo, se afaste das plantações.

Inseticidas caseiros geralmente são feitos para ser manejados em pequenas propriedades, pois fazê-los trará alta demanda de trabalho, o que muitas vezes prejudica as atividades da fazenda.

Para evitar problemas, é recomendado testar os inseticidas naturais quando o solo estiver livre de qualquer problema. Assim, caso a composição falhe e pragas cheguem até os cultivos, dê tempo de afastá-los com um agroquímico eficiente.

Além disso, o uso do inseticida natural deve ter periodicidade para ser efetivo. Por não conter substâncias prejudiciais ao meio ambiente, ele pode demorar mais tempo para que seja eficaz.  De maneira geral, o inseticida é importante para a qualidade do solo e toda a produtividade do cultivo. Porém, é necessário atentar-se a maneira como esses inseticidas são aplicados para não afetar a saúde do meio ambiente.

Tags: ,

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo