Jenipapo é um fruto amplamente encontrado na América Tropical

Home » Agricultura » Jenipapo é um fruto amplamente encontrado na América Tropical
31/10/2019 by
Jenipapo é um fruto amplamente encontrado na América Tropical

Jenipapo, fruto nativo encontrado no Brasil entre a Ilha de Marajó até São Paulo, garante ganhos financeiros para famílias de baixa renda, além de centenas de empregos no mercado informal

O jenipapo é amplamente utilizado como fortificante, uma vez que estimula o apetite, além de combater a anemia. Porém, o princípio ativo genipina, encontrado nas folhas, assim como nos frutos, mostra-se eficaz na redução de tumores em cultura de células cancerígenas.

Jenipapo é um fruto rico em ferro e cálcio, bem como hidratos de carbono. Além disso, é fonte de vitaminas B1, B2, B5 e C, bem como possui princípios ativos como, por exemplo, genipina, manita e cafeína, eficazes no tratamento de doenças do fígado e baço.

jenipapo

O que é jenipapo?

Jenipapo é o fruto do jenipapeiro, de nome científico Genipa americana L, pertencente à família Rubiaceae, originário do norte da América do Sul.

A árvore de jenipapo pode medir entre 5 a 15 m de altura. Ademais, seu tronco geralmente é reto, além de casca lisa de cor verde-acinzentada.

Suas folhas são simples, opostas, decussadas, além de adensadas nas extremidades dos ramos, medindo entre 10 a 35 cm de comprimento.

Apresenta flores brancas quando novas e amareladas, de 20 a 45 mm de comprimento, dispostas em inflorescências subcimosas, terminais ou subterminais. Além disso, exalam uma fragrância suave, característica da espécie.

A fruta jenipapo apresenta formato de baga globosa de 20 a 15 cm de comprimento por 7 a 9 cm de diâmetro de cor parda, bem como casca membranosa, fina e enrugada contendo 50 a 80 sementes por fruta e pode pesar entre 200 a 500 g.

Para que serve jenipapo?

O nome jenipapo é originário do Tupi-guarani, nhandipab = jandipap, que significa “fruto que serve para pintar”.

Tradicionalmente, a casca do tronco tem sido utilizada pelos índios para pintarem o corpo de negro. Além disso, é empregada na tintura de tecidos, bem como de utensílios domésticos.

Tanto a casca do jenipapeiro quanto o jenipapo verde possuem uma substância denominada genipina, corante natural violeta ou azul-escuro, que ficou popularmente conhecido como jenipapo azul.

O corante azul é amplamente utilizado na alta gastronomia para o preparo de diversos pratos como, por exemplo, o creme inglês de azul de jenipapo, sobremesa que faz parte do cardápio de um restaurante em São Paulo.

Entretanto, essa substância transforma-se em corante azul quando solúvel na água e no álcool. Porém, quando em contato com o ar, torna-se preta.

O jenipapo fruta raramente é consumido in natura quando maduro. Entretanto, é bastante utilizado no preparo de doces cristalizados, compotas, além de sorvetes e refrescos.

Ao mesmo tempo, quando colocado em infusão de álcool, presta-se ao preparo de um saboroso licor.

Além disso, se submetido à fermentação, obtém-se um vinho de excelente qualidade. Ainda, de suas flores aromáticas, são extraídos óleos essenciais.

jenipapo

Benefícios do jenipapo

O jenipapeiro é uma árvore da qual quase tudo é aproveitado. De suas flores aromáticas, são extraídos óleos naturais. Além disso, possui propriedades tônicas sendo utilizadas na fabricação de cosméticos, bem como febrífugas.

A sua madeira, dura e flexível, é fácil de trabalhar. Por isso, é utilizada na marcenaria, na fabricação de cabo de machado, bem como de tamanco.

Ainda mais: é utilizada em construções rurais, além da produção de lenha e carvão. Por outro lado, sua casca, rica em tanino, é utilizada para curtir couro.

Da mesma forma, tanto suas folhas quanto seus frutos são utilizados como forrageiro e consumidos pelo gado.

A princípio, a polpa do jenipapo é amplamente utilizada pelos indígenas como repelente de insetos. Além disso, contém fenol, substância com propriedades bactericida e germicida.

Os frutos possuem propriedades adstringentes e anti-inflamatórias. Do mesmo modo, são utilizados como diurético e digestivo.

Além disso, o jenipapo auxilia no tratamento de enterite, hidropisia, asma e anemia. Sua casca também é utilizada no tratamento de úlceras de origem escorbútica e para reduzir o inchaço do fígado e do baço.

A infusão feita com as cascas é empregada no tratamento de gonorreia, bem como de outras doenças venéreas. Já sua raiz é utilizada como purgativo.

Além disso, a goma retirada do tronco da árvore é utilizada contra enfermidades oftalmológicas em forma de colírio.

Propriedades do jenipapo

Apesar de ser uma excelente fonte de proteína, ferro, fósforo, cálcio, além de fibras e vitaminas B1, B2, B5 e C, o jenipapo tem sido explorado de forma extrativista e cultivado em pequena escala em diferentes regiões.

Seu cultivo ocorre, principalmente, em pequenos pomares, assim como em roças de alguns grupos indígenas.

Sua produção, entretanto, destina-se, na maioria das vezes, à produção de licor de forma artesanal.

De acordo com dados do CEAGESP, em 2017 foram comercializadas 16,22 toneladas de jenipapo, sendo seus principais municípios fornecedores Guandú (BA), Eunápolis (BA) e Serra (SP).

Atualmente, no varejo, o quilo do jenipapo pode ser encontrado a partir de R$ 16,00 aproximadamente, dependendo da região.

Acompanhe, abaixo, os valores nutricionais encontrados em 100 gramas do fruto:

  • Valor energético: 113 kcal;
  • Proteína: 5,20 g;
  • Lipídios: 0,30 g;
  • Carboidratos: 25,70 g;
  • Fibras: 9,40 g;
  • Cálcio: 40,00 mg;
  • Fósforo: 58,00 mg;
  • Ferro: 3,60 mg;
  • Retinol: 30,00 mg;
  • Niacina: 0,50 mg;
  • Vitamina B1: 0,04 mg;
  • Vitamina B2: 0,04 mg;
  • Vitamina C: 33,00 mg.

jenipapo

Bolinhas apimentadas de jenipapo

As receitas com jenipapo geralmente são preparadas com o jenipapo verde, que as deixam com uma coloração azulada.

Entretanto, essa receita de bolinhas apimentadas é preparada com o fruto maduro. Como resultado, temos uma mistura de sabores que combina doce, salgado e apimentado realmente surpreendente. Anote a receita!

Você irá precisar de:

  • 300 g de polpa de jenipapo, sem pele e sem sementes;
  • 150 g de açúcar;
  • ¼ xícara de chá de água;
  • 1 colher de café de sal;
  • 2 colheres de sopa de pimenta vermelha em flocos;
  • Mistura de 1 colher de sopa de pimenta vermelha em flocos + 2 colheres de sopa de açúcar + 1 colher de café de sal para empanar.

Modo de preparo:

  1. Em primeiro lugar, passa a polpa da fruta pelo processador até obter uma mistura homogênea;
  2. Em seguida, transfira a mistura para uma panela e adicione os demais ingredientes;
  3. Misture bem todos os ingredientes e deixe em fogo baixo;
  4. Assim que levantar fervura, cozinhe por 10 a 15 min até que o líquido evapore e a massa desgrude do fundo da panela;
  5. Retire do fogo e deixe esfriar;
  6. Finalmente, faça bolinhas pequenas e empane com a mistura de pimenta, açúcar e sal;
  7. Guarde as bolinhas em vidro fechado. Sua conservação é de até uma semana fora da geladeira.

O jenipapo, em virtude de seu grande potencial para processamento, é bastante utilizado na indústria caseira. Desta maneira, seu cultivo é importante não apenas como fonte de alimento, mas para garantir ganhos financeiros para centenas de famílias de baixa renda, além de empregos no mercado informal.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo