Macronutrientes são indispensáveis para o desenvolvimento das plantas

Inicio » Agronegócio » Macronutrientes são indispensáveis para o desenvolvimento das plantas
22/09/2019 Por
Macronutrientes são indispensáveis para o desenvolvimento das plantas

Os macronutrientes são mais exigidos em termos de quantidade para alimentar as plantas

Todo organismo necessita de nutrientes para sobreviver e desenvolver-se. Alguns nutrientes são mais requisitados do que outros, mas todos têm sua importância para o fornecimento de energia. Os mais requisitados, por isso considerados essenciais, são os macronutrientes. Por outro lado, os menos importantes são chamados de micronutrientes.

Mesmo nessa divisão de nutrientes há outras divisões. No caso dos macronutrientes, há os macronutrientes principais e os secundários. A divisão também ajuda na agricultura para separar por ordem de importância e prioridade os elementos a serem investidos para um bom crescimento do plantio.

Macronutrientes

O que são macronutrientes?

Macronutrientes são nutrientes que ajudam a fornecer energia e, no caso das plantas, participam de seu processo de metabolismo. Não apresentam carbono nas suas constituições, por isso são considerados inorgânicos.

Por serem essenciais, muito requisitados pelos organismos vivos, são chamados de macronutrientes e geralmente são encontrados em quantidade variada na própria terra de cultivo das plantas.

Alguns exemplos de tipos de macronutrientes:

  • Nitrogênio;
  • Potássio;
  • Magnésio;
  • Fósforo;
  • Cálcio;
  • Enxofre.

Todos eles são nutrientes que – devido a sua importância para manutenção de um bom quadro de saúde dos seres e para o desenvolvimento vigoroso – são classificados como macronutrientes.

Cada um tem a sua importância para que a nutrição seja equilibrada e harmoniosa, bem como benéfica à formação e crescimento da planta.

Vamos comentar do papel e a importância dos macronutrientes para o bom desenvolvimento das plantas. Entre os principais exemplos de macronutrientes, podemos citar os seguintes.

Macronutrientes

  • Potássio

O potássio está incluso na categoria de macronutrientes principais. Ele é um dos mais abundantes nas plantas. Gerencia o fluxo de gases e da água das plantas. Também ajuda o plantio a ser mais resistente a pragas e doenças.

Além de tudo isso, auxilia no transporte e armazenagem de carboidrato, bem como regula a locomoção dos nutrientes pelo organismo.

  • Cálcio

O cálcio se enquadra na categoria de macronutrientes secundários, apesar de ser muito requerido pelos plantios. Atua no crescimento de raízes, pois é encontrado na forma de sulfatos, silicatos e carbonatos.

O cálcio é importante para compor a parede celular, portanto, contribui para a estruturação da planta. Também ajuda na germinação de grão de pólen.

Já no solo, trabalha reduzindo a acidez do mesmo e diminuindo a toxicidade do alumínio, assim como do manganês e do cobre.

  • Enxofre

O enxofre se enquadra na categoria de macronutrientes secundários. Não é tão requisitado pelas plantas, mas nem por isso deixa de cumprir função importante.

Melhora a qualidade nutritiva dos cereais e torna as hortaliças mais suaves, macias. Também atua na defesa para proteger as plantas contra pragas e doenças e ajuda a reduzir o teor do nitrato em plantas forrageiras.

O enxofre é encontrado tanto livre na natureza – nesse caso em alguma região vulcânica – ou por meio de matéria orgânica na forma de sulfetos e sulfatos.

macronutrientes

  • Fósforo

Centra-se no desenvolvimento de tecidos e está presente na composição do DNA.

  • Magnésio

Tem papel fundamental para a realização da fotossíntese por causa da abundância de clorofila, elemento que contribui para que as folhas fiquem mais verdes, vivazes.

  • Nitrogênio

O nitrogênio está entre os macronutrientes que desempenham papel importante para a estruturação das plantas. Também é responsável pela floração e frutificação e, ainda por cima, deixa os frutos mais suculentos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo