Maracujá tem no Brasil o seu país líder em produção e consumo

Inicio » Agricultura » Maracujá tem no Brasil o seu país líder em produção e consumo
27/09/2019 Por
Maracujá tem no Brasil o seu país líder em produção e consumo

Há mais de 150 espécies de maracujá nativas do Brasil

Líder mundial de produção de maracujá, o Brasil produz toneladas do fruto por ano. E mesmo assim o número produzido é considerado abaixo do ideal, considerando a qualidade do solo e a adaptação do plantio a climas tropicais.

O Brasil, além de maior produtor, é também o maior consumidor da fruta em suas mais variadas formas. Seja em suco, chás, doces ou consumo in natura, o maracujá faz sucesso de norte a sul. As regiões Nordeste e Sudeste do país são os maiores produtores da fruta, com Bahia e Sergipe liderando a região nordestina, e São Paulo e Minas Gerais liderando a outra ponta.

Maracujá

O que é maracujá?

Maracujá é uma fruta que se origina do maracujazeiro, nome popular da Passifloraceas. Essa planta é uma trepadeira que pode chegar até 10 metros de altura. É lenhosa e de crescimento rápido. As folhas contêm passiflorina, uma espécie de sedativo natural.

O aspecto da fruta é arredondado. A fase mais conhecida da casca é quando o fruto está maduro, pois fica amarelo. A mesma cor se encontra na polpa e o que se encontra igualmente em abundância são as sementes, ou caroços. Por isso, a fruta é mais consumida na forma de suco ou outros derivados.

No entanto, o consumo direto da polpa não sofre restrições, a não ser que você não goste de frutas azedas. Não que seja o caso do maracujá, pois há tipos doces e azedos; mas mesmos os doces, quando consumidos direto na casca, apresentam um azedinho mais acentuado.

E por falar em tipos doces e azedos, para diferenciar uma da outra é preciso analisar a casca. Se a casca for enrugada, o fruto (a sua polpa) é mais doce. Se a casca for lisa, é sinal de que o tipo de maracujá é mais azedo. Além da fruta, também vale citar o doce de maracujá, que é muito popular entre os fãs da fruta.

O maracujá é nativo da América Central e o Brasil conta com mais de 150 espécies nativas. Uma das explicações da proliferação do fruto no país é por se tratar de espécie de plantio que necessita de clima tropical.

Plantio de maracujá

O maracujá, ou melhor, o maracujazeiro, precisa de muita luminosidade para vingar em um solo. Além disso, precisa de sol por tempo superior a 11 horas diárias. Por isso, é considerado uma espécie de planta de clima tropical e subtropical.

Aqui no Brasil, os cultivadores estão preferindo o plantio nos meses de inverno, ou seja, abril e junho. Durante essa época, o crescimento é vegetativo. A floração então ocorre em setembro e, a colheita, já no mês de novembro.

Maracujá

As mudas normalmente são plantadas em covas já adubadas de 40×40 centímetros. A adubação, por sinal, deve ser feita um mês antes do plantio. Recomenda-se sempre fazer a análise do solo para a escolha do adubo.

Mas se não for possível tal estudo, recomenda-se a seguinte mistura:

  • Dez litros de esterco curtido de curral;
  • Duzentas gramas de superfosfato simples;
  • Cem gramas de cloreto de potássio.

Outra possibilidade na falta de esterco de curral é utilizar o de galinha. Nesse caso, dois litros.

Ao fazer as covas, recomenda-se espaçamento de dois a três metros e meio de cada uma. O parâmetro será o que tiver em mãos para realização dos trabalhos a se fazer no campo, ou seja, instrumentos e maquinário.

Maracujá no Brasil

Como informamos de começo, o Brasil não só é o maior produtor mundial de maracujá como também o maior consumidor. Naturalmente, é o maior exportador. E quais dados temos se transformarmos esses títulos impactantes em números?

O Brasil anualmente produz 14 toneladas de maracujá por hectare. Isso significa produção anual de 1 milhão de toneladas. As espécies mais cultivadas não só no Brasil como no mundo são o maracujá-amarelo (com cerca de 95% da produção mundial), o maracujá-roxo e o maracujá-doce.

No Brasil, o consumo da fruta ocorre principalmente na forma de suco.

Suco de maracujá

E por falar em suco de maracujá, ele é o terceiro mais consumido no Brasil. Fica atrás apenas do suco de laranja e de caju.

O suco de maracujá, ao contrário do que muitos pensam, não tem efeito sedativo, pois o que tem esse efeito são as folhas do fruto. Por isso, se está lidando com problemas de insônia, recomenda-se fazer o preparo do chá de maracujá a partir das folhas da planta.

Mousse de maracujá

O termo “mousse” vem do francês la mousse que significa “espuma” ou “espumante”. Nada mais apropriado para esse doce espumoso, leve, mas com textura estável.

A mousse pode ser feita tanto com ingredientes doces como salgados. O que não pode faltar são claras batidas em neve ou no creme de leite batido. No caso de receita salgada, a mousse pode ser servida como entrada; no caso de doce, naturalmente, como sobremesa.

A história da origem da mousse de maracujá tem várias versões. A primeira delas é de que a mousse tenha sido inventada por um artista francês no começo do século XX. O primeiro nome da mousse teria sido “maionese de chocolate”.

Outra versão aponta que teria sido uma princesa espanhola de nome Anne quem apresentou o prato aos franceses quando se casou com o Rei Luís VIII. Isto em 1615.

Por fim, uma das versões é de que o doce tenha surgido – e aqui fique claro que estamos falando da receita da mousse que inclui vários doces e frutas – na Roma antiga. Tal receita consistia em uma mistura de mel com vinho.

Posteriormente, no século XIX, veio a ganhar o nome de “mousse” um doce aerado que era preparado pelos ingleses.

Maracujá

Benefícios do maracujá

A ingestão do maracujá propicia vários benefícios aos seus consumidores.

A fruta é rica em vitamina A, vitamina C, sais minerais e fibras. Tal conjunto certamente proporciona vários benefícios do maracujá. Alguns deles estão apresentados em seguida.

  • Saúde do coração

A farta quantidade de fibras presentes no maracujá colabora para a redução do colesterol ruim. Esse efeito ajuda a evitar algum bloqueio no fluxo do sangue, bloqueio que costuma causar AVC, problemas cardíacos e infarto.

  • Prevenção de câncer

A vitamina C é conhecida por ser um poderoso antioxidante que combate os radicais livres no organismo. Tratam-se de pequenas células de má formação que tentam se completar prejudicando e deformando outras células, dinâmica que propicia o desenvolver de doenças crônicas como o câncer.

  • Visão

Outro aspecto do corpo que se beneficia das ações das vitaminas A e C e dos flavonoides é a visão. O consumo de tais nutrientes colabora para evitar o envelhecimento da retina e a perda da visão. Além disso, consumir maracujá também ajuda a melhorar a qualidade da visão.

  • Digestão

Por ser um alimento muito rico em fibras, o maracujá facilita a digestão de alimentos e auxilia na capacidade absorção dos nutrientes.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo