Marreca é uma espécie comumente encontrada na Amazônia brasileira

Inicio » Agronegócio » Marreca é uma espécie comumente encontrada na Amazônia brasileira
03/10/2020 Por
Marreca é uma espécie comumente encontrada na Amazônia brasileira

Existem diferentes variedades das espécies de marreca que são criadas para produção de carne e ovos. Esses animais são comuns da América e foram domesticados facilmente para a sua produção em cativeiros na Amazônia, bem como em outras regiões rurais do Brasil. Algumas espécies de marreca não são capazes de voar.

A marreca de asa branca, popularmente conhecida também pelo termo “cabocla”, é uma das espécies mais conhecidas do animal. O modo de criação é diferente de outras aves, pois estas são aves aquáticas. Os produtos vindos desse animal podem ter alto valor no mercado.

Marreca

O que é marreca?

Marreca é o nome dado a algumas espécies de aves aquáticas que podem chegar até 1,5 kg e possuem características semelhantes aos patos. Entretanto, é preciso ressaltar que marrecas e patos são aves diferentes. A principal diferença fenotípica é, além dos tamanhos, a presença das carúnculas sobre os bicos dos patos, que não existem nos marrecos.

Ademais, os marrecos não voam, são aves aquáticas que precisam de grande disponibilidade de água. A principal característica comportamental  do marreco que o diferencia do pato é que ele abandona o filhote e não costuma chocar os seus ovos.

Existem algumas raças de marrecas, como a marreca cabocla, a  marreca caneleira e a marreca de java.

Criação de marreca

Os ovos das marrecas não são chocados por elas mesmas, portanto, para a produção e criação desses animais, é preciso ter chocadeiras, as quais podem ser aves como as galinhas e também elétricas.

Os marrecos são animais rústicos que não necessitam de grandes estruturas, apenas boa disponibilidade de água.

Marreca

Criação de pato

Os patos, no geral, são aves pouco maiores e mais alongadas que os marrecos e possuem comportamento distinto. Eles são menores que os gansos. São aves igualmente aquáticas, vivendo comumente em água doce.

Existem algumas espécies de pato. O pato ave já originou o nome de localidades como a própria cidade no sul do Brasil, Pato Branco. Dentre as raças de pato, podemos destacar pato do mato e pato mergulhão.

Existem raças híbridas utilizadas na criação de pato. As características do pato podem variar das do marreco, e a cruza de espécies pode resultar em diferentes tipos de pato.

Marreca

Aspectos da criação de marreca

Os ovos dessas espécies de aves possuem grande valor econômico e suas propriedades são diferentes dos ovos de galinha. Para isso, a alimentação desses animais deve ser balanceada, os quais ganham peso realizando refeições 4 vezes por dia. Os marrecos comem ao mesmo tempo que ingerem água, então, nunca ofereça rações secas.

Aos 6 meses de vida, a marreca inicia o primeiro ciclo de reprodução, e na presença de um reprodutor ela produz ovos férteis. Assim, a produção de ovos de marreca não é tão densa quando comparada à produção de ovos de galinha.

Além disso, elas abandonam os ovos – se criadas soltas, pode até ser difícil de encontrá-las.

Um casal de marreca da raça pequim pode ser comercializado por cerca de cem reais e em um ano já é possível aproveitar a carne do animal.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo