Pato é ave importante para a economia e culinária mundial

Inicio » Agronegócio » Pato é ave importante para a economia e culinária mundial
03/10/2020 Por
Pato é ave importante para a economia e culinária mundial

Animal que faz sucesso no Brasil, pato também possui importância para a economia. Encontrado em vários países, o pato é uma espécie que também se caracteriza pelas características migratórias, sendo capaz de percorrer longas distâncias e se reproduzir sempre em novas áreas. Podendo viver tanto em água doce como salgada, é possível encontrar este animal em todas as estações do ano, independentemente de serem regiões quentes ou frias.

Em muitas regiões do mundo, o pato também é visto como um animal que pode ser criado como de estimação. Outra característica da ave que faz muito sucesso é a qualidade da carne e dos ovos, que movimentam a economia de muitos países. Nas décadas passadas, as penas do pato também eram utilizadas para a confecção de roupas.

Pato

O que é pato?

Pato é o nome mais comum aplicado para os animais da espécie Anatidae, grupo que também envolve os marrecos e os gansos.

São muitas as espécies diferentes que habitam o planeta, mas o principal habitat ainda continua sendo a margem de rios, lagos e pantanais. Também é possível encontrar alguns patos que costumam viver próximos aos grandes mares, por exemplo.

Normalmente, os patos possuem uma alimentação baseada em grãos, vegetais e sementes. É a busca por alimentos que pode fazer com que os animais percorram longas distâncias atrás de uma maior oferta alimentícia. Para a reprodução, o animal precisa de um espaço oco em tronco de árvores ou áreas do solo em que exista a passagem de água para depósito dos ovos.

Na América Latina, é comum encontrar a espécie “pato-mergulhão”, principalmente na Argentina e no Brasil. Ele se caracteriza por contar com cabeça e pescoços negros, além do restante do corpo em tons de cinza. Com pés vermelhos e bico negro, ele normalmente habita florestas tropicais e regiões do cerrado, sempre aproveitando o contato direto com as águas claras.

Pato na economia

Por ser um animal extremamente interessante para o comércio, o interesse pela carne de pato passa por uma crescente em todo o planeta. De acordo com uma pesquisa publicada pelo jornal Estado de Minas em 2015, os empresários que focaram na criação e na venda do animal conseguiram aumentar, em média, 20% do lucro em comparação com os anos anteriores.

Mas apesar de uma alta procura dos países estrangeiros para exportação, ainda há uma dificuldade no Brasil. São poucos os empresários focados na criação do animal.

Apesar de ser uma venda extremamente lucrativa, que gira em torno de R$ 27,00 por quilo, a tradição brasileira ainda reforça que a criação de frangos acaba gerando um lucro maior. E a ideia é alimentada, principalmente, pelo aquecimento do mercado interno.

Porém, a culinária mundial aproveita a carne de pato para uma série de pratos sofisticados. O país em que o item passa por maior valorização é a França, que acrescenta a iguaria em uma série de menus sofisticados.

Até 2019, a Arábia Saudita era um importante cliente do Brasil, direcionando 100% de toda a exportação de carne de pato ao nosso país. Hoje, a relação comercial está descontinuada.

Pato

Comportamento do pato

Famoso por ecoar o som “quack”, é importante destacar que nem todas as espécies possuem essas habilidades. Muitos machos costumam ser mais silenciosos, evitando a emissão de qualquer ruído. As fêmeas se destacam mais pelas questões vocais, podendo emitir uma série de sons diferentes. Ainda, segundo especialistas, estes ruídos são capazes de ecoar no ambiente.

Hoje é comum a criação do pato como animal doméstico, o que fez com que diversas espécies se adaptassem a esta nova condição. O mais conhecido é o “pato de Pequim”, que está presente em uma série de fazendas.

O pato de estimação não dá tanto trabalho, precisando apenas de uma alimentação regulada e de espaço para movimentação, sem esquecer de uma área banhada por água.

Uma curiosidade sobre o comportamento do pato é a forma como ele trata as crias após a gestação. A fêmea costuma andar bastante ao lado das novas criaturas, sempre procurando boas fontes de água para que o desenvolvimento da espécie continue. Os patos filhotes não podem iniciar o nado imediatamente, mas entram na água assim que as penas começam a ficar mais secas.

Benefícios do pato

O pato animal é extremamente benéfico quando discutimos a qualidade da carne. Ela traz uma série de minerais de cobre, que auxiliam o organismo a manter um ritmo interessante referente a saúde física e mental. Além disso, a eliminação do colesterol ruim, a capacidade antioxidante e o auxílio no crescimento muscular também são itens extremamente destacados.

Outro benefício do pato é a concentração de ácido pantotênico na composição da carne. Esta substância é extremamente eficaz no trabalho direto com o sistema nervoso, por se tratar de uma espécie de complexo B. Dessa forma, o cérebro receberá mais energia e o corpo estará preparado para um maior número de atividades. O alimento é muito eficaz no controle do estresse e da depressão.

Além da redução da ansiedade, o pato também é extremamente importante no controle da digestão. O acúmulo de vitaminas B3 na composição faz com que o aparelho digestivo seja mais eficiente, sendo capaz de absorver todos os tipos de gorduras boas, proteínas e carboidratos. Este elemento é muito importante para quem mantém o controle da diabetes.

Pato

Fortalecimento do corpo do pato

Por contar com uma série de minerais, a criação de patos estimula uma alimentação extremamente saudável e que deixa carne do animal fortalecida. Com isso, o consumo traz ganhos incríveis para o estímulo de todo o sistema imunológico.

Será cada vez mais raro ver o corpo ser atacado por doenças comuns, como gripes e resfriados. Também haverá uma aceleração do metabolismo em relação à formação de cicatrizes e outras feridas externas.

Para as mulheres, o pato também traz um ganho extremamente interessante. Trata-se de uma maior hidratação da pele, gerada pela gordura boa que esta carne traz. Dessa forma, será muito mais fácil fazer a manutenção da umidade dos poros, apresentando uma pele fresca em praticamente todos os momentos. Em caso de pele muito seca, também será possível apresentar uma consistência maior.

Tags:

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo