Coccidiose prejudica a absorção de nutrientes das aves

Inicio » Veterinária » Coccidiose prejudica a absorção de nutrientes das aves
20/02/2019 Por
Coccidiose prejudica a absorção de nutrientes das aves

Doença coccidiose atinge aves e deixa pecuaristas no prejuízo

Muito comum no Brasil, a coccidiose aviária prejudica as aves – em especial as galinhas – dando muito prejuízos ao avicultor.

Coccidiose é causada por protozoários que causam lesões na pele dos animais, provocando uma série de sintomas importantes que debilitam o animal; podendo, inclusive, levá-lo a morte em casos mais graves.

galinhas com coccidiose

O que é coccidiose?

A coccidiose é uma doença causada por um agente que adentra na mucosa intestinal dos animais. O principal sintoma desta doença é a diarreia. Também chamada de eimeriose, a doença é causada pelo protozoário Eimeria, que atinge animais em qualquer faixa etária. No entanto, geralmente, os mais jovens são os principais afetados.

Esta doença está presente, especialmente, em criações de aves confinadas e jovens. Mas vale citar que a principal consequência da doença coccidiose é a má absorção de nutrientes.

A infecção acontece pela ingestão de oocistos esporulados (ambientes de desenvolvimento de parasitas expostos ao ambiente e envelhecidos). Este vírus está presente nos alimentos, na água e até mesmo na cama do aviário.

A galinha de criação está sujeita a sete tipos de vírus:

  • E. acervulina
  • E. maxima
  • E. tenella
  • E. brunetti
  • E. necatrix
  • E. mitis
  • E. praecox

Sintomas da coccidiose

Dentre os sintomas mais comuns da doença, podemos citar:

  • asas caídas
  • anorexia
  • quebra de penas
  • diarreia intensa
  • presença de sangue nas fezes
  • anemia
  • apatia

O quadro de tratamento nem sempre é efetivo, e a doença pode levar ao óbito do animal em muitos casos.

Esta infecção é também comum em jovens ovinos, e responsável por óbitos e um significativo atraso no desenvolvimento de rebanhos inteiros. Para evitar contaminar o resto dos animais, é importante identificar com rapidez a doença e tratar fora de confinamento.

O parasita desta doença provoca modificações estruturais no intestino das aves. Este fator leva a um encurtamento do órgão, que resulta em um índice menor de absorção de nutrientes.

Controle da coccidiose em aves

Como maneira preventiva, é importante estar atento para oferecer um manejo adequado aos animais, por exemplo. Fazer a desinfecção do ambiente e mantê-lo sempre em boas condições de higiene são medidas essenciais e ótimos métodos de prevenção.

Para evitar que o animal seja contaminado por meio da alimentação, é indicado utilizar anticoccidiano na ração ou mesmo vaciná-los. Há duas vacinas contra este agente: a viva atenuada e a virulenta. No entanto, a atenuada é a mais recomendada pelos veterinários.

Outro cuidado importante é com o ambiente em que os animais descansam. Por isso, garantir a capacidade de absorção do material de que é feita é importante para evitar umidade recorrente.

O galpão onde as aves são criadas também necessita de muita ventilação. Isso porque o confinamento é um dos responsáveis pela alta transmissão de diversas doenças.

galo com coccidiose

Reduzir o número de aves no confinamento também é uma maneira preventiva, pois reduz a umidade no ambiente. Além disso, manter os nebulizadores e bebedouros do local sempre em ordem ajuda a evitar futuros vazamentos.

Uma maneira de evitar esta e demais doenças é a partir da biosseguridade. O termo se refere a métodos de medicina preventiva para qualquer local de produção e; portanto, sua aplicação é uma das formas de garantir a prevenção da doença.

Dessa forma, fica clara importância da preocupação do avicultor em relação a coccidiose. Além disso, também fica provado que é possível evitar a doença com medidas simples e relativamente baratas.

Agro20 | Portal Vida No Campo