Maxixe tem origem africana e faz bem ao sistema imunológico

Inicio » Agricultura » Maxixe tem origem africana e faz bem ao sistema imunológico
11/07/2019 Por
Maxixe tem origem africana e faz bem ao sistema imunológico

Maxixe ajuda a prevenir o colesterol alto

Ele é rico em fósforo, ferro, magnésio, cálcio, sódio, zinco, betacaroteno, complexo B e vitaminas C. Estamos falando do maxixe, esse extraordinário alimento extremamente nutritivo e benéfico para o bom funcionamento do organismo humano. Sua série de nutrientes pode ser consumida em diversas receitas, tais como sucos, saladas, refogados e conservas.

Suas folhas favorecem o sistema imunológico quando substituem a couve em sucos verdes. Além disso, o maxixe contém zinco, um aliado da boa cicatrização na pele e na prevenção do colesterol e das complicações na próstata.

Maxixe

O que é maxixe?

Maxixe é uma hortaliça super nutritiva introduzida no Brasil na época colonial. Originário da África, o maxixe chegou ao país por intermédio dos escravos. Uma vez no Brasil, não demorou a integrar a culinária nordestina, tornando-se um dos ingredientes típicos.

Seu nome, “maxixe”, se origina do Banto, uma das línguas africanas. Ele compõe a família da melancia, abóbora, melão e pepino. Sua aparência é de uma trepadeira, uma planta rasteira e natural dos climas quentes.

Nos países latinos, é consumido largamente pela culinária popular. No Brasil, sobretudo nas regiões norte e nordeste, o maxixe é um ingrediente tradicional em cozidos, moquecas e ensopados.

De modo igual, é comum encontrar maxixe recheado, inspirado principalmente na herança da culinária árabe. De acordo com a gastronomia africana, as folhas do maxixe são comestíveis e nutritivas. Se refogadas, seu sabor assemelha-se a um tradicional espinafre.

As propriedades do magnésio e cálcio presentes no vegetal e também em diversas receitas com maxixe são de grande ajuda para a saúde venosa e cardiovascular, bem como na manutenção óssea.

Do mesmo modo, aqueles que mantêm o hábito dos exercícios físicos têm no cálcio um componente essencial para evitar as contrações durante a prática das atividades.

Como escolher o maxixe

Por ser um vegetal exótico, muitos consumidores podem ser assaltados pela dúvida ao escolher um maxixe de qualidade. Abaixo, separamos algumas dicas úteis na hora de fazer a feira e escolher a melhor hortaliça.

  • Prefira frutos de cor uniforme, de consistência firme e espinhos aprumados;
  • Evite os frutos de cor amarelada, pois é indício de que estão passados e apresentarão semente dura e sabor desagradável;
  • Não machuque o fruto, isto é, não crave as unhas ou aperte sem delicadeza. Caso contrário, seu fruto murchará rápido e escurecerá nos lugares onde foi ferido;
  • Você pode optar por comprar o fruto embalado, uma vez que se encontra já ralado e devidamente lavado. Contudo, lembre-se de que a validade do produto embalado é mais curta do que da hortaliça fresca.

Maxixe

Como conservar o maxixe

Embora forneça benefícios imprescindíveis à saúde, o fruto da maxixeira tende a murchar e amarelar rápido e com muita facilidade. Dessa forma, é essencial que o consumidor saiba preservá-lo.

Primeiramente, essa hortaliça não pode ser armazenada por mais de três dias em temperatura ambiente. Em contrapartida, pode ser conservada por cerca de uma semana se bem refrigerada na geladeira. Para isso, utilize um saco plástico e guarde na gaveta inferior da mesma.

Tipos de maxixe

Embora o fruto da maxixeira seja chamado por muitos nomes e às vezes até confundido com o seu parente chuchu, existem algumas diferentes entre eles. Em especial, podemos citar duas variedades comuns de se encontrar no mercado: o maxixe liso e o maxixe do reino.

Maxixe liso

Esse tipo pode causar alguma estranheza no consumidor que está acostumado ao maxixe espinhoso.

O que determina se um maxixe tem espículas flexíveis e macias, ou se é liso, são seus genes. Este par de genes em questão pode assumir a forma duplamente dominante ou duplamente recessiva.

O maxixe liso, por sua vez, é o resultado do cruzamento entre a espécie C. Longipes e Cucumis anguria. Essa espécie de fruto pode ser consumida em fatias, com ou sem casca, bem como cozida por inteira. Se picadinha, ainda pode compor uma salada de maxixe com pepinos e chuchu.

Maxixe do reino

Essa espécie, também conhecida como chuchu de vento, é nativa da América do Sul. Sendo largamente cultivado no Peru, o maxixe do reino é um fruto exótico e nada convencional.

Devido ao seu núcleo oco, seu aspecto interno pode ser comparado ao de um pimentão. Esse fruto é ideal como protagonista de pratos recheados, pois seu interior pode ser preenchido de acordo com a criatividade do cozinheiro.

Algumas dicas que podem entrar no recheio são verduras, lula, berbigão, siri, camarão e outras carnes.

Como preparar maxixe?

O maxixe é super versátil e dá espaço para os mais variados modos de preparo. Entre eles, podemos listar:

  • Cozido: um cozimento simples e clássico, utilizando a panela de feijão;
  • Cru: na salada, preservando todos os seus nutrientes intactos. Corte-os em rodelas e acrescente limão, sal e outros frutos verdes, se assim desejar;
  • Refogado: em um refogado. Deixe o maxixe por último, para que não murche por cozimento em excesso;
  • Maxixado: esse prato é típico do Nordeste. A maxixada é um cozido colorido e deliciosamente temperado. Ele leva carne, quiabo, maxixe, abóbora e adicionais a gosto.

Maxixe

Receitas com maxixe

Anote essa receita de maxixe fofo super fácil e deliciosa para integrar o seu cardápio.

Ingredientes

  • 4 maxixes fofos;
  • Alho, sal e pimenta a gosto;
  • Água;
  • 1 cebola picada;
  • 1 colher de sopa de óleo;
  • 300 gramas de carne moída.

Modo de preparo

  1. Refogue a cebola, carne e temperos em uma panela com óleo;
  2. Comece a pingar a água até que a carne esteja cozida;
  3. Corte uma tampinha na extremidade do fruto e retire suas sementes;
  4. Use a carne temperada para rechear o fruto. Volte a fechar a tampinha com palito;
  5. Cozinhe o maxixe coberto de água até a metade. Espere até que estejam macios e escorra antes de servir.

Como plantar maxixe

Para plantar esse fruto, você pode retirar as sementes do maxixe maduro ou amarelo, ou comprar em pacote.

Se você optar por sementes do fruto, limpe cerca de quatro sementes e deixe no sol para secarem. Se optar por sementes de pacote, ignore esse passo.

Em seguida, preencha um vaso médio com 50% de terra preta ou vegetal, 25% de húmus e 25% de esterco. Por fim, regue e ajeite a muda do maxixe na terra de modo a deixá-la firme no vaso.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo