Metrite afeta produção de leite e pode levar animal à morte

Inicio » Veterinária » Metrite afeta produção de leite e pode levar animal à morte
08/04/2021 Por
Metrite afeta produção de leite e pode levar animal à morte

Quando o assunto é pecuária e gado leiteiro, nós já sabemos que a reprodução dos animais e a produção de leite de qualidade é fundamental. Além disso, a saúde dos animais que movimentam as produções é uma das prioridades para garantir crescimento nos negócios. Um dos problemas reprodutivos que mais afetam os animais com infecções uterinas é a metrite.

De acordo com um estudo divulgado em 2009, a metrite representam 29% desses problemas infecciosos, atrás apenas de retenções de placenta e abortos. Em outras palavras, estamos falando de uma doença comum e que precisa da atenção dos produtores de gado.

O que é metrite?

Metrite é o nome dado a uma doença que afeta o útero de vacas logo após o parto. A metrite afeta uma das camadas mais profundas do útero, assim como o endométrio. A inflamação acontece no período de duas semanas após o nascimento do bezerro e afeta o sistema de reprodução do animal.

Além disso, uma característica importante do animal que está com a doença é a queda na produção de leite, sendo um impeditivo no equilíbrio da produção e um prejuízo financeiro para os produtores.

Apesar de ser uma doença que pode até matar o animal, a metrite bovina é bastante comum. No entanto, antes disso, é uma inflamação que pode levar o animal a abortar o feto e afeta o período para estabelecer uma nova prenha.

Metrite

Conheça 4 sintomas de metrite em vacas

Quando os produtores estão atentos e conhecem os sintomas clínicos da doença, não é difícil identificar a metrite bovina. Conheça alguns indícios da doença:

  • Produção de leite prejudicada: as vacas que estão com a inflamação têm a produção de leite drasticamente diminuída.
  • Perda de apetite: os animais têm uma perda de apetite considerável, desenvolvendo uma apatia à alimentação. Do mesmo modo, a doença provoca o emagrecimento da vaca e causa desidratação. Se o seu animal pariu há pouco e está sem fome e desidratado, é um indício.
  • Febre e depressão: os quadros de metrite bovina causam uma febre intensa no animal. Além disso, é possível identificar depressão e um animal bastante abatido.
  • Secreção: os animais com metrite eliminam uma secreção com pus, com característica esbranquiçada e odor forte.

O que causa metrite bovina?

Diversas causas podem provocar infecção uterina. Veja as principais:

  • Higiene deficiente: a higienização mal feita na manipulação do animal é uma causa bastante comum para metrite. Ambientes sem uma limpeza efetiva são ambientes propícios para que partos sofram com contaminação.
  • Retenção de placenta: muitas vezes, restos da placenta da vaca ficam retidos dentro do animal, presos no útero.
  • Parto difícil: é possível que um parto difícil facilite para que lesões sejam causadas no útero do animal. Especialmente quando não se tem o cuidado necessário com a manipulação do bezerro.
  • Imunidade baixa: os animais com baixa imunidade estão susceptíveis a diversas doenças, inclusive a metrite. Imunidade comprometida facilita que infecções se alastrem e afetem os órgãos do animal.
  • Involução uterina: quando o útero do animal tem dificuldade para voltar ao seu tamanho original, movimento normal após o parto.

Neste artigo você conheceu causas e sintomas de metrite, doença que afeta vacas no período pós-parto. A busca por ajuda profissional é fundamental para garantir a total recuperação do gado leiteiro.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo