Murici é uma fruta nativa das regiões Norte e Nordeste do Brasil

Inicio » Agricultura » Murici é uma fruta nativa das regiões Norte e Nordeste do Brasil
23/09/2019 Por
Murici é uma fruta nativa das regiões Norte e Nordeste do Brasil

O nome científico é Byrsonima crassifolia, mas pode chamar de murici!

Essa é uma fruta nativa das regiões Norte e Nordeste do país, só que também pode ser achada em áreas de serra e perto do mar. Murici é conhecida desde a época do Descobrimento do Brasil pelos povos indígenas pelo termo “Mureci”. Originalmente, a palavra se refere a “uma pequena árvore”. Nos dias de hoje, o murici é conhecido por diversos nomes ao longo do território nacional: murixi, muruci e até fruta de jacu.

Apesar das dimensões pequenas, essa fruta conta com um aroma e sabor intensos e bem particulares. De modo geral, quem experimenta se impressiona pela originalidade. Além disso, a tonalidade amarelada quando atinge o ponto de maturação também desperta o interesse. E, sem dúvida, você terá vontade de saborear o murici quando descobrir que é utilizado para preparar sucos, guloseimas, sorvetes, geleias e até licores!

murici

O que é murici?

Murici é, basicamente, uma árvore oriunda das regiões mais úmidas e que ficam perto de locais com água, como os rios, as lagoas e o litoral. Embora não seja muito famosa pela sua utilização no segmento de paisagismo, é uma planta muito bonita, especialmente na floração. É destaque entre as frutas do Cerrado.

Vale salientar que há outras espécies como, por exemplo, o arbusto. Além disso, essa árvore se caracteriza pelo fruto muito pequenino, comestível e com um gosto levemente ácido. A árvore possui entre 6 a 16 metros de altura média com folhas bem lisas e que podem alcançar até 13 centímetros.

Já a frutinha não chega a ter nem um centímetro e surge sempre em cachos. Quando fica maduro, o fruto se torna bem mais macio. De modo geral, as sementes possuem meio centímetro de comprimento com uma tonalidade marrom.

Byrsonima crassifolia

Como citado anteriormente, o nome oficial desta árvore/fruta é Byrsonima crassifolia. Ela pertence à família Malpighiaceae e integra a ordem Malpighiales. Do mesmo grupo da aceroleira, essa arvore também pode ser achada tanto nas Ilhas do Caribe quanto nos países da América Central.

Segundo os historiadores, o murici já se encontrava em situação semidomesticada quando foi descoberta pelos colonizadores europeus. Os primeiros portugueses a pisarem na Amazônia se depararam com essa fruta, que fazia parte da alimentação dos povos indígenas. Afinal, esse é item muito nutritivo e relevante para a rotina alimentar.

murici

Benefícios do murici

Caso você nunca tenha experimentado esse fruto tipicamente brasileiro, o gosto e o cheiro lembram bastante o queijo. Além disso, essa é uma alternativa de alimento importante para indivíduos que residem em locais de ocorrência natural dessa espécie.

Os benefícios do murici são inegáveis. Trata-se de um alimento com ação medicinal, sendo utilizado como desinflamante, antibacteriano, antifúngico e antifebrífugo. Isso acontece porque esta é uma poderosa fonte de fibras e minerais, tais como a vitamina C, o potássio, o cálcio, o magnésio, o zinco, o cálcio, os carotenoides e os polifenóis.

Para que serve murici?

Nas áreas com clima semiárido e no Cerrado, a fruta murici conta com um grande potencial de produção e na economia. Tudo por causa de seu poder nutricional e as variedades culinárias. Uma das alternativas mais populares na gastronomia nordestina é uma refeição bem simples, mas muito nutritiva: a cambica de murici.

Por causa do gosto agradável, a fruta tem grande procura nas feirinhas livres e nos estabelecimentos comerciais da região visando o consumo in natura. No entanto, o murici também pode ser transformado em sucos naturais, picolés, bebidas alcoólicas, doces, conservas e até em farinha.

Outra função muito nobre que está sendo atribuída à árvore se refere ao reflorestamento. No estado de Alagoas, uma iniciativa a fim de replantar uma grande quantidade de murici em praças e espaços públicos foi colocada em prática recentemente. O objetivo desta ação foi impedir a extinção desta espécie no local.

Falando ainda do potencial econômico do murici, o seu fruto já possui um mercado muito bem estruturado nos estados do Norte e Nordeste brasileiro. Além disso, a cor das frutas e o grande número de flores amareladas fornecem uma belíssima contribuição visual quando plantadas em ambientes abertos e/ou arejados.

Como plantar murici?

Conforme a revista Globo Rural, a Byrsonima crassifilia é uma árvore frutífera e bastante propagada em todo o território nacional. Entretanto, essa é ainda uma fonte de renda pouquíssimo explorada pelos agricultores e produtores rurais do país. Diante disso, é interessante aprender como plantar murici.

Nos dias de hoje, o potencial econômico desta planta é pouco e/ou quase nada aproveitado no cenário nacional. Algo que deve ser modificado o quanto antes, uma vez que esta pode se tornar uma opção viável e rentável nos lugares menos favorecidos do Norte e Nordeste.

Afinal, a árvore é considerada de pequeno porte e altamente precoce. Portanto, esta é uma planta muito fácil de ser cultivada, porque não demanda muito espaço para o seu desenvolvimento. Mais uma ótima razão para apostar na planta murici daqui por diante.

murici

Além disso, os especialistas atestam que a fruteira é muito bem avaliada com relação aos seus fatores botânicos, bem como as questões biológicas reprodutivas. Porém, os estudos e as tecnologias necessárias para o cultivo no campo e o processamento da fruta em escala industrial ainda são em pequeno número.

Essa falta de pesquisas, apuro técnico e capacidade industrial resultam em um negócio de risco. Ou seja, o produtor interessado em investir nesta produção acaba por não ter certeza da rentabilidade de seu trabalho.

Em contrapartida, a árvore conta com grande rusticidade e excelente rendimento em solos arenosos. A frutífera também aguenta passar por meses com falta de água após atingir de maturação e raramente sofre com ameaças. Conforme a Globo Rural, o murici não costuma ser afetado por enfermidades ou pragas.

  • Começo do plantio

Escolha caroços oriundos de plantas naturais, de pomares ou ainda de mudas, que são comercializados em viveiros. Caso a preferência seja pelas sementes, tenda a oportunizar a germinação quando são colocadas para secar ao sol. O ideal é que o processo de armazenamento acontece 30 ou 60 dias antes de serem semeadas.

  • Espaço

Não escolha locais com alta incidência de ventos fortes, porque tanto os ramos quanto os troncos do murici são quebrados com muita facilidade. Especialmente nos primeiros 365 depois do cultivo, bem quando estão repletos de frutos.

Plantada debaixo de muito sol, a pequena árvore pode alcançar até seis metros de altura com diâmetro de copa com média variando de 7 até 10 m.

Para assegurar a multiplicação do murici, opte por espaços onde haja muitas abelhas, já que elas levam o pólen entre as flores do maracujazeiro e as da castanheira-do-brasil.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo