Nata é a gordura do leite, muito usada em várias receitas

Inicio » Agronegócio » Nata é a gordura do leite, muito usada em várias receitas
02/10/2020 Por
Nata é a gordura do leite, muito usada em várias receitas

A nata é bastante presente em nosso cotidiano, e as pessoas que não gostam dela com certeza já retiraram-na do leite na hora de ferver, não é mesmo? Pois saiba que a nata pode ser usada em múltiplas receitas.

Você já sabe que o leite vai em quase todos os bolos, doces, pães e uma série de receitas em todo o mundo, mas talvez não saiba que a nata não é dispensável. Existem utilizações específicas para a gordura do leite e você vai entender isso melhor a seguir.

Nata

O que é nata?

Nata é a camada de gordura que se forma na superfície do leite, geralmente quando o mesmo é aquecido. Ela também pode ser chamada de gordura do leite ou creme do leite. Para se ter noção, ela é tão utilizada na culinária que é considerada um laticínio à parte do leite.

O procedimento de separação da nata é geralmente feito no meio industrial por um processo de centrifugação, bem como ao esquentar o leite. Assim, qualquer pessoa que comprar leite integral e esquentá-lo no fogão terá altas chances de ver a nata na superfície do leite. Isso acontece porque as moléculas da nata e do leite em si se comportam de maneira diferente em altas temperaturas.

O processo de centrifugar separa a nata, que possui a densidade maior que o leite. Esse, por sua vez, é separado para o comércio. A temperatura só auxilia no processo.

Não existe muito segredo quando se trata de falar sobre o que é nata, mas suas utilidades são inúmeras. Você poderá conferir mais sobre isso ao longo do texto.

O leite desnatado é o leite sem nata?

Exatamente. O leite passa por processos em que a gordura dele é removida e ele fica mais leve. É extremamente indicado para quem está de dieta, com problemas de saúde de origem cardíaca ou respiratória. A vantagem está no fato de que ele não perde nenhum nutriente, somente a gordura.

O leite integral mantém a sua taxa de gordura e sua nata, de maneira que é bastante recomendado para crianças e adolescentes. Mas existe a exceção de pessoas que estão acima do peso, pois essas devem evitar o leite integral e optar pelo desnatado.

Também existe o meio-termo que é o leite semi desnatado, pois ele remove apenas uma porcentagem da nata. Dessa forma ele é mais leve que o integral, mas não mais que o leite desnatado. Como leite desnatado sofre alterações no sabor, essa é uma opção para aqueles que realmente não gostam do integral.

Vale ressaltar que todos os leites podem ser utilizados em receitas diversas, incluindo o desnatado. A remoção da gordura não causa grandes efeitos em receitas, mas existem as que utilizam especificamente a nata e são elas que vamos conferir em seguida.

Nata

Receitas com nata

Inúmeras coisas que utilizamos no dia a dia são feitas à base de nata, mas acabamos confundindo, achando que são feitas de leite. De certa forma, a nata provém do leite, mas não se esqueça que ela é considerada um laticínio à parte, portanto, pode ser usada em situações em que o leite não serviria.

Um exemplo simples é que o próprio creme de leite é basicamente nata. Sim! Aquele mesmo que é vendido em caixinhas e latinhas em inúmeras receitas, mas que as pessoas pensam que é feito de leite batido. Na verdade, cremes de leite são feitos à base de nata.

O chantilly é outro exemplo, pois é feito do creme de leite (portanto, da nata) em um processo em que é misturado com açúcar e batido. Mas o leite precisa ter bastante gordura para conseguir se transformar no chantilly, então, esses de caixinha e latinha dificilmente podem ser utilizados.

É claro que todos conhecem os bolos de nata ou biscoitinhos de nata, que são bem famosos. Além de serem bastante comercializados, também são feitos nas casas com certa frequência. Essas, sem dúvida, são duas receitas com nata que se destacam.

Tipos de nata

Saiba que, dependendo do modo de extração e tratamento da nata, elas podem acabar apresentando diferentes características distintas, daí surgem os tipos de nata, que são baseados na quantidade de gorduras presente em sua composição. Você pode entender isso mais abaixo.

Nata fresca

É basicamente o que encontramos no creme de leite, utilizada para cozinhar, portanto, é a mais comercializada e geralmente a mais barata. Possui um teor de gordura abaixo de 25%, o que a torna inviável para a produção de chantilly.

Nata para rechear

Essa é a utilizada para a produção do chantilly, quando batida e misturada com açúcar, chegando até a faixa de 37% de gordura. Para ser considerada apta para recheio precisa ter no mínimo 30% de gordura, ou não se torna chantilly. Ela possui uma consistência mais firme e macia e, quanto mais é batida, mais suave e leve fica.

Natas de untar

Esse tipo é utilizado para processos industriais, na fabricação de alguns cremes e manteigas, possuindo o teor de gordura acima de 50%. Não são utilizadas na cozinha e geralmente são pouquíssimo inseridas nos alimentos de maneira direta.

Nata

Natas variadas

Também é possível inserir outros produtos químicos nas natas e criar molhos, como o molho azedo. São tipos de natas variadas e modificadas para ter seu sabor alterado.

Nata tem contraindicações?

De maneira alguma, mas é claro que deve ser consumida com moderação. Se isso for feito em uma dieta adequada, não deverá haver nenhum problema, portanto, as pessoas que estão com dúvida devem buscar auxílio médico e nutricionista.

Ela, por si só, é bem saudável, mas pode ser gordurosa demais para algumas pessoas. Possui uma alta taxa de proteína e é bastante nutritiva, sendo excelente para quem busca uma alimentação rica.

Hoje falamos sobre um laticínio extremamente rico e bastante utilizado no nosso cotidiano, ao ponto de ser considerada algo separado do leite. Mesmo que tenha uma taxa de gordura alta (até porque ela é essencialmente gordura), é recomendada para crianças e jovens em crescimento, assim como para uma dieta balanceada.

Mas é preciso lembrar que a nata que não é indicada para pessoas fazendo dieta ou com problemas cardíacos e de pressão, sendo recomendado, inclusive, que evitem o leite integral, optando pelo desnatado.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo