Ordenha mecânica garante agilidade na produção leiteira

Inicio » Pecuária » Ordenha mecânica garante agilidade na produção leiteira
01/04/2021 Por
Foto: Cow milking facility and mechanized milking equipment
Ordenha mecânica garante agilidade na produção leiteira

Os produtores de gado leiteiro sabem que uma ordenha bem feita é fundamental para manter a saúde do animal e a alta lucratividade. Com o avanço da tecnologia na pecuária, a ordenha mecânica foi um grande ganho na produção, já que promove o aumento de produtividade do leite brasileiro.

E por falar em leite, o Brasil é um grande produtor do alimento, utilizado na produção de tantos outros derivados. O Censo Agropecuário do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que a produtividade de leite cresceu 62% em 11 anos no país. E a ordenha mecânica, sem dúvidas, contribui para isso.

Dessa forma, a produção de leite por vaca, em 2006, era de 1,6 mil litros. Já em 2017, a produção por animal foi de 2,6 mil litros por ano. Em 2019, dado mais recente do Instituto, a produção de leite no Brasil foi de 34,8 bilhões de litros, sendo Minas Gerais e Paraná os Estados que lideram o ranking de produção.

vacas pintadas em ordenha mecânica

O que é ordenha mecânica e por que ela é importante?

Existem dois tipos de ordenha na produção do leite:

  • Ordenha mecânica: esse tipo de ordenha utiliza um equipamento automatizado no úbere da vaca, fazendo a ordenha de maneira rápida e segura. O animal é conduzido até o local onde a máquina está e é feita a retirada do leite.

O leite cru, considerado nestes dados do IBGE, é retirado das vacas por meio de ordenhas mecanizadas, passando por refrigeração e tornando inviável o desenvolvimento e proliferação de bactérias.

No entanto, para garantir segurança neste processo, os produtores devem seguir constantes práticas de higienização. Dessa forma, o animal estará mais protegido de doenças (como a mastite) e o leite não sofrerá contaminação.

  • Ordenha manual: já a ordenha manual é um processo em que o tratador manipula o animal e retira o leite. O processo é bastante simples, pois não exige muitos equipamentos. Além disso, pequenos produtores se beneficiam dele, pois não exige grandes investimentos.

No entanto, a higiene também precisa de constantemente observação, pois garante um leite de qualidade e um animal saudável.

Quais as principais vantagens da ordenha mecânica?

Já que a automatização desse processo está ganhando espaço há anos, vale a pena destacar quais os principais benefícios de escolher este tipo de ordenha.

  • Não é necessário ordenhar apenas um animal por vez. Ao contrário disso, centenas de vacas podem ter o leite retirado em pouco tempo, mais de uma vez por dia.
  • Estabelecimento de uma rotina para o animal. Ou seja, as ordenhas costumam ser programas e isso faz com o que o animal siga horários fixos para a ordenha. A prática de uma rotina também é fundamental para a saúde dos bichos.
  • E por falar em estresse, a ordenha mecânica diminui a possibilidade de o animal ficar estressado. Por fim, é um processo rápido e ágil.

É importante sempre destacar que a qualidade do leite não se afeta com a escolha de ordenha mecânica ou manual. O que indica um processo seguro é ter equipamento limpos, desinfetados, ordenhadores que conheçam protocolos de segurança e garantam um processo que respeite a saúde do animal.

Imagem: Jcomp/Freepik

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo