Pancetta é um tipo de carne de origem suína, curada e seca

Inicio » Agronegócio » Pancetta é um tipo de carne de origem suína, curada e seca
08/11/2020 Por
Pancetta é um tipo de carne de origem suína, curada e seca

A pancetta é uma carne italiana que ganhou o coração dos brasileiros. Embora tenha a aparência do nosso amado bacon, a pancetta tem um sabor diferente. De fato, ela conquistou todo o território nacional pela sua leveza e praticidade.

Veja a seguir como fazer pancetta e quais as principais receitas com ela!

Pancetta

O que é pancetta?

Pancetta é um embutido de origem italiana feito a partir da barriga de porco. Para a sua fabricação, é usada a parte central da gordura de cobertura da meia carcaça do animal, utilizando ou não o couro.

As raças de suínos mais utilizadas para fabricação de pancetta são a landrace, a pietran, a duroc e a large white. De forma geral, os porcos devem pesar pelo menos 160 kg e ter no mínimo 9 meses de idade no momento do abate.

N receita tradicional de pancetta italiana (ou pancetta arrotolata), além da barriga, é utilizado uma parte da costela. Logo após o corte, a carne é enrolada e temperada com sal de cura, cravo, pimenta, canela, vinho branco, entre outras especiarias. Depois disso, ela é deixada maturando por pelo menos 4 meses.

No Brasil, a barriga de porco geralmente é usada sem muitos condimentos. O mais comum entre os brasileiros é prepara-la assada na churrasqueira ou no forno, usando somente sal e limão. Sem dúvidas, o sabor é marcante e surpreendente, combinando com uma série de preparações complementares.

Devido à sua aparecia, muitas pessoas confundem a pancetta com o bacon. Entretanto, não há nenhuma semelhança no preparo e no gosto dessas carnes.

Pancetta é o mesmo que bacon?

Embora os dois embutidos sejam feitos com a mesma carne, a barriga do porco, existe bastante diferença entre pancetta e bacon. Em primeiro lugar, a pancetta teve sua origem na Itália, enquanto o bacon vem na Inglaterra.

Embora a apresentação deles seja parecida, o processamento é realmente bem distinto. A pancetta é curada com sal e outras especiarias, enquanto o bacon é salgado e defumado. Dessa forma, apresentam sabores bem diferentes.

De forma geral, a pancetta é mais carnuda e tem um sabor mais leve do que o bacon. Em resultado, ela costuma ser preparada como prato principal ou acompanhamento.

Por outro lado, o bacon tem sabor mais forte e costuma ser mais gorduroso, combinando muito bem com grelhados, ensopados, assados, tortas ou outras carnes. De fato, o seu sabor defumado fica bem proeminente na receita!

Pancetta

Como fazer pancetta em casa?

Vez por outra pode ser difícil encontrar a pancetta arrotolata pronta para vender. Entretanto, aprender como fazer pancetta não é difícil, embora seja demorado. Confira a receita a seguir!

Ingredientes:

  • 1,5 kg de barriga de porco;
  •  25 g de sal;
  • 3 g de sal de cura;
  • 3 g de fixador;
  • 12 g de açúcar mascavo;
  • 2 g de pimenta do reino;
  • 2 dentes de alho picados;
  • 1g de noz moscada.

Modo de preparo:

Em primeiro lugar, misture todos os temperos em um recipiente. Em seguida, esfregue-os na barriga suína e coloque tudo dentro de um plástico zip, ou seja, aqueles que podem ser muito bem fechados. A carne ficará na geladeira por sete dias e deverá ser virada diariamente para que o tempero seja absorvido uniformemente.

Passados os sete dias, a carne deverá estar mais firme. Se isso acontecer, significa que a carne está curada. Caso contrário, pode ser necessário deixa-la no tempero por mais um ou dois dias.

Ao final desse processo, deve-se retirar o excesso de tempero, enrolar a carne de forma que a pele fique na parte exterior e amarrar com um barbante, sempre verificando se não há bolsas de ar no interior da peça.

Por fim, envolva a barriga de porco curada em filme plástico e pendure-a em um lugar úmido e fresco, com temperatura entre 10 °C e 14 °C. Se o local que a pancetta for pendurada for seco, a carne ficará dura. Por isso, o ideal é que o ambiente tenha umidade em torno de 70%.

A pancetta curada estará pronta depois de duas semanas, ou quando perder cerca de 25% do seu volume inicial. Depois disso, ela pode ser conservada em geladeira por 3 semanas. Se precisar de maior durabilidade, embale a pancetta a vácuo e congele. Dessa forma, ela durará por até 6 meses.

Pancetta

Como fazer pancetta assada?

Uma das formas mais comuns de fazer pancetta é assada. Por isso, a receita a seguir pode ser feita tanto na churrasqueira como no forno. Veja!

Ingredientes:

  • 1 peça de pancetta;
  • Suco de 6 limões;
  • Sal grosso, folhas de louro e pimenta do reino a gosto;
  • 500ml de água (se o preparo for no forno).

Modo de preparo:

Antes de mais nada, faça furos na parte carnosa da barriga de porco. Em seguida, adicione os temperos e deixe marinando por cerca de 2 horas.

Quando a carne tiver absorvido o tempero, embale no papel alumínio se for levar para a churrasqueira ou, então, acomode a carne em uma assadeira e cubra com papel alumínio, cuidando para que a parte brilhante fique em contato com a pancetta.

A receita estará pronta depois de uma hora e meia. Se preferir fazer a pancetta no forno, quando a carne estiver assada, retire o papel alumínio e deixe a pele dourar até que fique parecendo pururuca.

Como fazer pancetta frita?

Outra forma deliciosa de comer a barriga de porco curada é fritando. De fato, essa é a receita mais fácil e saborosa. Confira!

Ingredientes:

  • ½ kg de pancetta picada em cubos;
  • Sal a gosto;
  • Óleo para fritar.

Modo de preparo:

Antes de mais nada, coloque o óleo para esquentar. Enquanto isso, tempere a carne com sal. Então, quando o óleo estiver bem quente, frite os cubos por aproximadamente 10 minutos.

Essa receita de pancetta frita combina muito bem com molho de pimenta com maionese. Para fazer esse molho, bata no liquidificador 4 colheres de maionese com a quantidade que achar necessário de pimenta dedo de moça. Por fim, basta mergulhar a barriga de porco frita no molho e se deliciar!

Considerações finais

Em resumo, a pancetta tem tudo a ver com o cardápio brasileiro, mesmo sendo típica da Itália. De fato, suas diversas formas de preparo prometem agradar diversos paladares!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo