Pão francês é comum e popular nas padarias de todo o Brasil

Inicio » Agronegócio » Pão francês é comum e popular nas padarias de todo o Brasil
11/10/2020 Por
Pão francês é comum e popular nas padarias de todo o Brasil

Carro-chefe no setor de panificação, o pão francês ainda é a grande isca para atrair clientes. Se você já está sentindo aquele cheirinho saindo da padaria, sabe do que estamos falando. Afinal, a rotina pode ser corrida, mas o hábito da maioria dos brasileiros é o mesmo pela manhã: comer um pão francês fresquinho. Isso porque o brasileiro não costuma alimentar-se direito fora de casa, mas sabe que ele combina com tudo.

Sem falar que o pão francês interfere diretamente no agronegócio, já que sua presença no mercado tem relação direta com a produção e cultivo do trigo. Afinal, esse ingrediente ainda ajuda a manter nossa balança comercial em equilíbrio frente a demais insumos que são importados.

Pão francês

O que é pão francês?

Pão francês é um alimento rico em carboidratos, sendo ainda considerado o carro-chefe no setor de panificação. Sua presença ainda é capaz de impulsionar todo o segmento de alimentação, pois há quem diga que ele nunca sairá de moda.

Além do mais, como características marcantes, um pão francês é versátil e prático de consumir. Até porque ele é ideal ao compor sanduíches e até para acompanhar pratos e refeições. Embora seu custo seja acessível, ainda há empresários e adeptos da profissão que investem alto no mercado de pães mais sofisticados.

De qualquer forma, sua receita é tão simples quanto prática: água, farinha de trigo, fermento e sal. Sem contar que, por requerer leveduras simples, a produção de sua massa demanda pouco tempo de descanso e preparo. Isso por si só já facilita a vida de um padeiro e até do cliente que não perde muito tempo ao esperar sair a próxima fornada de pão francês quentinho.

Enfim, como curiosidade sobre o pão francês, saiba que sua origem começou antes da Primeira Grande Guerra, no início do século XX. À época, algumas padarias tentavam imitar um pão que era famoso na cidade de Paris.

Aliás, esse projeto já era cilíndrico, curto, com casca dourada e até o miolo branco. A partir de então, a receita foi tendo pequenas mudanças, mas terminou por ser uma das bases da nossa panificação, culminando no pãozinho francês como conhecemos hoje.

Ingredientes e calorias do pão francês

O tipo mais popular, o famoso pão francês tem sua produção com ingredientes bem simples, mas seu gosto e aroma são irresistíveis. Na sua produção, a maioria das receitas inclui a presença de água, fermento, farinha refinada, açúcar e sal. Realmente, uma receita básica e descomplicada.

Talvez seja por isso que o resultado é um alimento consumido há milênios pela humanidade, já que sua aparência também é irresistível. Além do sabor, o pão francês conquista pelo aspecto da casquinha crocante, dourada e fina, além de um miolo branquinho e bem macio.

No entanto, embora este alimento seja versátil e simples, caindo bem em refeições que vão do café-da-manhã ao jantar, você precisa ficar por dentro dos ingredientes e calorias do pão francês. Isso porque, como ele é muito popular, algumas combinações podem transformar um simples lanche em uma refeição nutritiva e completa.

De qualquer forma, com várias padarias seguindo suas receitas, fique atento ao escolher de que forma vai consumir seu pão francês e acertar na moderação. Aliás, por ser produzido com um ingrediente que é a farinha branca, ao ser ingerido em excesso, pode resultar em casos de obesidade, diabetes e sobrepeso.

Enfim, o pão francês costuma ter baixa quantidade de fibras, minerais e vitaminas, mas é rico em carboidratos. Sendo assim, apenas numa unidade com cinquenta gramas pode conter, em média, até cento e cinquenta calorias e quase trezentos mg de sódio.

Pão francês

Características do pão de sal

Antes de você ir a uma padaria, alguns pontos são importantes para saber antes de escolher um pão de sal. Ou seja, existem meios para você comprar o pão francês ideal. Para isso, saiba que os primeiros atributos estão presentes nas suas características externas.

Começando pela sua crosta, o ideal é ela estar homogênea, levemente brilhante e com uma tonalidade amarelo-dourada. Além do mais, analise também uma das características mais presentes do pão francês: o corte na parte superior. Isso porque ele indica que o processo de produção está nas normas de qualidade.

Para isso, ele precisa ser regular e fino, além de ser único e com as bordas bem destacadas. Já seu aspecto precisa estar bem assado, sendo crocante por fora, mas macio no miolo. Vale ressaltar que sua integridade deve ser total, sem esfarelar nem apresentar deformações.

Falando em miolo, a cor precisa ser branca, quase creme, sem a presença de buracos ou estrias. Além do mais, sua textura precisa ser elástica e macia, como uma sensação de algodão.

Enfim, o sabor de um pãozinho francês bem feito tem que ser delicado, mas adocicado e levemente ácido.

Pão francês

Cultivo do trigo

O agronegócio brasileiro está se preparando para uma alta nos preços de alguns grãos e cereais, e isso inclui o principal ingrediente do pãozinho francês: o trigo. Tudo graças ao já previsto atraso na janela ideal para semeio de safras em estados como São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná. Com isso, o fato pode atrair mais produtores visando o cultivo do trigo para atender à demanda.

Aliás, no estado do Rio Grande do Sul, há uma expressiva área que costuma receber apenas culturas que visam uma cobertura de solo. Entretanto, conforme dados do Cepea, o estado tem previsão de receber esse maior contingente para cultivo de trigo.

Com isso, a oferta do produto nacional desse cereal pode atingir a maior marca do último ano. Como resultado, essa demanda pode impactar cotações ainda no próximo semestre. Por outro lado, em relação aos seus derivados, a notícia é que grande parte dos moinhos locais já estão abastecidos.

Ainda assim, de acordo com o Cepea, também há um possível risco de alta nos preços do farelo e até da farinha. Isso porque o preço do trigo a granel já está alto, e deve chegar ao mercado e atingir também a comercialização do pão francês. É esperar para ver.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo