Papagaio do mar é ave que leva a vida de forma semelhante aos pinguins

Inicio » Meio Ambiente » Papagaio do mar é ave que leva a vida de forma semelhante aos pinguins
12/10/2020 Por
Papagaio do mar é ave que leva a vida de forma semelhante aos pinguins

O papagaio do mar é uma ave exótica e que se parece muito com os pinguins, no entanto, a conservação da espécie tem sido motivo de preocupação para especialistas. O nome papagaio do mar foi dado à espécie, porém, são animais muito diferentes dos papagaios que conhecemos. São aves com excelente capacidade tanto de nadar em busca de alimento, vivendo em regiões costeiras do norte, como também voam muito bem.

Infelizmente a poluição dos mares pode estar prejudicando a espécie de papagaio do mar, a qual ainda intriga cientistas a respeito de sua evolução, comportamento e interação social.

Papagaio do mar

O que é papagaio do mar?

Papagaio do mar é o nome dado a três espécies distintas de aves que habitam regiões costeiras. São elas a Fratercula arctica, Fratercula cirrhata e Fratercula corniculata.

Devido ao nome, uma dúvida frequente que pode surgir é: papagaio do mar fala?

Até os dias de hoje, não foi verificada a capacidade de fala desses animais. Não são criaturas até então domesticadas, em vista de serem aves marinhas, o que torna difícil a sua adaptação a ambientes distantes do mar.

Características do papagaio do mar

Essas aves, da espécie Fratercula arctica, podem chegar a 30 centímetros de altura. Possuem bico curvo e que lembra o formato do bico de papagaio, porém, mais achatado e maior. As cores desse animal são semelhantes às dos pinguins, possuem dorso negro e peito branco.

O bico colorido com tons de laranja torna a ave simpática e diferente de outras aves. Uma curiosidade é que, ao ser exposto à luz negra, o bico assume uma coloração brilhante.

Os pés desse animal são semelhantes aos pés de pato, a sua pelagem e o formato de suas asas oferecem boa capacidade de natação. Eles entram no mar à procura de alimento, fazendo parte do grupo de aves pescadoras. Alimentam-se de crustáceos, peixes pequenos e até mesmo pequenas enguias.

O seu bico permite que a ave consiga apanhar diversos peixes pequenos de uma só vez. Além disso, a sua língua é dotada de ganchos que fazem com que o peixe fique preso e não escape. Do mesmo modo, a sua visão contribui para a sua agilidade e eficiência ao capturar a sua presa.

Podem pesar pouco mais de 400 gramas. Esses animais passam mais tempo dentro da água e na beira do mar do que em terra firme. Quando voam, conseguem alcançar quase 90 km/h, o que faz dessas espécies aves velozes. Esse fator é possível graças a sua incrível capacidade de realizar cerca de 400 movimentos por minuto com suas asas, pois possui forte musculatura.

Papagaio do mar

Reprodução dos papagaios do mar

O papagaio do mar forma casais na época de reprodução. Normalmente podem ser vistos em duplas, já que ambos cuidam da prole. A época de reprodução desses animais costuma ser entre os meses de março e maio.

Depois da cópula, a fêmea realiza a postura de apenas um ovo, o qual deverá ser chocado tanto pela fêmea quanto pelo macho. Devido a isso, o papagaio do mar pode gerar até 20 filhotes durante a sua vida, pois possui expectativa de vida de 25 anos apenas. Esse é um ponto negativo para a manutenção e perpetuação da espécie.

Papagaio do mar de chifres

O Fratercula corniculata, ou papagaio do mar do Oceano Pacífico, é conhecido por possuir acima de seus olhos, listras pretas que dão origem ao seu apelido de papagaio do mar de chifres. O formato do seu bico é ainda pouco mais acentuado que as outras duas espécies de papagaio do mar. Possui apenas as colorações amarelas e laranjas no bico.

Estes animais costumam formar parceiros fixos pelo resto de suas vidas, podendo ser encontrados em regiões frias, assim como os demais, e o seu ciclo reprodutivo é semelhante ao das outras espécies.

Papagaio do mar de penachos

Este é o papagaio do mar do Oceano Pacífico da espécie Fratercula cirrhata. Esta ave é encontrada mais ao norte do oceano. O seu bico é vermelho e possui tufos acima da cabeça, o que lhe dá uma aparência bem diferente de seus parentes.

São os maiores de todas as espécies de papagaios do mar conhecidos, chegando a 35 centímetros de altura. Conforme chegam na época reprodutiva, as penugens acima da cabeça vão se tornando amarelas, no verão. São aves migratórias que retornam às colônias em épocas de acasalamento. Assim como as suas espécies próximas, formam casais e dividem os cuidados com o filhote.

Papagaio do mar

Preservação do papagaio do mar

Alguns fatores como a própria reprodução da espécie podem acabar favorecendo a diminuição de sua população. Contudo, fatores agravantes como o aquecimento global acelerado, a pesca e caça predatória e a poluição marítima estão contribuindo para que a espécie desapareça muito rápido dos seus próprios ambientes naturais, antes livres para a vida animal.

Os pássaros sofreram durante muito tempo com a caça, e por cada casal reproduzir apenas um filhote por ano, a sua população tem diminuído drasticamente, preocupando cientistas. A poluição, por sua vez, afeta indiretamente esses animais, destruindo ambientes aquáticos de reprodução de peixes e moluscos que lhes servem de alimento. Estas espécies vivem em ambientes de baixas temperaturas e, assim como o pinguim, necessitam de muitas calorias para sobreviver.

Habitat do papagaio do mar

Em vários países, como Estados Unidos e Portugal, é possível avistar essas aves banhando-se no mar, principalmente em sua época de reprodução. No entanto, é muito difícil identificar a espécie estando em terra firme, sendo mais facilmente avistados de embarcações. As suas cores pretas na parte de cima e brancas na parte de baixo são estratégias de mimetismo. Assim, as aves ficam difíceis de serem identificadas por predadores do alto e também não são percebidas por peixes, podendo planejar a sua pescaria.

São aves belíssimas, com características raras e que compõem a fauna de ambientes costeiros. Nessa mesma perspectiva, vale ressaltar a importância do papagaio do mar e das demais aves para o equilíbrio ecológico e também a manutenção de outras espécies nativas dos oceanos, compondo a cadeia alimentar. Portanto, faça a sua parte e colabore para a preservação das espécies!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo