Passeriformes é uma ordem comum da classe das aves

Inicio » Meio Ambiente » Passeriformes é uma ordem comum da classe das aves
08/10/2020 Por
Passeriformes é uma ordem comum da classe das aves

Os Passeriformes estão presentes em mais da metade das aves existentes. Muitas vezes, um simples pássaro que vemos pode, inclusive, fazer parte dessa ordem tão grande. São conhecidos por terem características bem diferenciadas entre si.

Afinal, Passeriformes são muito diversificados. Logo, não há uma fórmula exata de como reconhecê-los, uma vez que eles possuem vários tipos e espécies diversas. Para entender mais sobre o assunto, confira o artigo que preparamos hoje!

Passeriformes

O que são Passeriformes?

Passeriformes é o nome da maior classe de aves existente. A classe é tão grande que abrange o incrível número de, aproximadamente, 6 mil espécies. Essa quantidade seria mais da metade de aves existentes no mundo. Logo, diferente do que muitas pessoas pensam, Passeriformes não se trata de uma única espécie.

É uma classe de aves que possui imensa diversidade, seja biológica, morfológica ou comportamental. Logo, nem sempre é possível saber se tal ave realmente pertence à ordem dos Passeriformes. As aves Passeriformes geralmente possuem dimensões e alimentação semelhantes.

É uma classe muito vasta e diversificada, sendo possível encontrar criador de Passeriformes que visam estudar essas aves, entendê-las e identificar uma forma de melhor catalogá-las.

Aliás, quanto ao seu surgimento, acredita-se que foi no começo do Terciário, aproximadamente há mais de 50 milhões de anos. Mesmo que tenham sido encontrados registros fósseis, não há especificação de datas em nenhum deles. A única coisa que se sabe é que são antigos.

Alimentação dos passeriformes

Em relação à alimentação dessas aves, é possível afirmar que elas possuem gostos e preferências bem semelhantes. Em geral, os alimentos preferidos variam entre as sementes, frutos, invertebrados menores, peixes, roedores, entre outros.

Além disso, mesmo que também sejam aves, quando a caça está ruim, podem invadir o ninho alheio e tentar matar os filhotes de pássaros para poderem se alimentar. Porém, esse não é um comportamento corriqueiro.

Passeriformes

Com relação à sua aparência, o bico é bem variado e depende muito do tipo de alimentação que o pássaro tem. De forma geral, possui todos os seus quatro dedos alinhados ao mesmo nível.

A plumagem dos pássaros dessa classe é geralmente densa. Ademais, em contrapartida, possui penugem delicada.

Com relação ao seu dimorfismo sexual, foi pensado durante muito tempo que isso se devia à sua monogamia, o que está completamente equivocado. Afinal, é possível notar que a sua coloração e demais aspectos divergem bastante entre si.

Além disso, possuem uma vasta diferença de coloração que, geralmente, se dá por conta de suas diferenças microestruturais presentes na pena. Com isso, a luz é absorvida e reflete com ondas de cores diferentes.

Outrossim, nos Passeriformes, o dimorfismo sexual com relação às cores surgiu desde muitos anos atrás e foi uma das primeiras características diferentes entre macho e fêmea. A partir disso, grupos distintos foram sendo formados.

Passeriformes

Reprodução dos passeriformes

Os pássaros pertencentes à ordem dos Passeriformes costumam ser monogâmicos e vivem o resto da vida com um único parceiro, além de só se relacionarem entre si na época do acasalamento. Porém, dentro da mesma classe, também é possível encontrar espécies poligâmicas.

Além disso, no caso da poligamia, é possível notar, quase sempre, um macho dominante que acasala com várias fêmeas. Para a construção de ninhos, nesse caso, é preciso que tudo seja muito mais elaborado, por conta da quantidade de parceiros e ovos que serão colocados.

Os pássaros dessa classe, sendo poligâmicos ou monogâmicos, costumam ser ótimos construtores, fazendo o ninho em grande maioria como se fosse em formato de uma taça.

Quando filhotes, nascem cegos e sem penas. Até atingirem certa idade, são completamente dependentes dos pais e demoram para adquirir independência. Desde o nascimento, já começam a pedir comida através do gesto clássico de esticar o pescoço e abrir o bico.

Além disso, o ninho dos Passeriformes é construído, na grande maioria das vezes, em galhos de árvore. Esses galhos são pequenos e coletados diretamente do chão. Como a maioria possui um tamanho muito pequeno, é mais fácil de seus ninhos serem pequenos e compactos.

O canto dos passeriformes

Hoje em dia, existem estudos que já comprovam que o canto de um pássaro pode evoluir de formas diferentes. Além disso, os cantos possuem uma vasta complexidade, mudando conforme a situação. Fêmeas em busca de macho, por exemplo, podem emitir um som diferente dos demais.

Além da atração de parceiros, o canto também serve para defender o território, no caso dos pássaros machos. Dependendo do motivo pelo qual estão cantando, mudam a entonação, velocidade e volume também.

Inegavelmente, as aves que cantam, assim como as Passeriformes, possuem um órgão vocal bipartido que se chama siringe. A siringe está localizado no elo entre a traqueia e os brônquios, que é onde o som é gerado através da oscilação que as membradas fazem nos dois lados da siringe.

Portanto, para que seja possível cantar, cada lado possui músculos que promovem maior flexibilidade e controle vocal, independente da frequência e volume do som. Ainda existem as aves que cantam de forma padronizada e estereotipada.

Sobretudo, essas aves padronizadas não apresentam variações. O seu canto é determinado somente pela genética e é desenvolvido sem a necessidade de aprender, já que é algo próprio de determinadas espécies.

Além disso, muitas pessoas não sabem, mas as aves possuem seu próprio dialeto e conseguem se entender.

As aves aprendem a se comunicar e a cantar através do processo de memorização e coordenação que envolve a audição e a voz.

Passeriformes

Tipos de passeriformes

É possível dizer com exatidão qual a espécie de cada um dos pássaros presentes na ordem de Passeriformes. Porém, existem alguns exemplos de Passeriformes que são maiores e criam determinados bandos que se reconhecem entre si.

Como é uma classe muito grande, acabam habitando até mesmo centros urbanos e, por conta disso, são mesclados com muitos outros pássaros semelhantes a essa ordem, assim, acabam algumas vezes por acasalar e trazer novas espécies.

Dessa maneira, os Passeriformes acabam ganhando muito mais membros dentro da ordem, se mantendo na posição de maior ordem existente de pássaros, abrangendo diversas regiões e também cidades.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo