Patógeno é todo agente causador de doença infecciosa

Inicio » Veterinária » Patógeno é todo agente causador de doença infecciosa
08/10/2020 Por
Patógeno é todo agente causador de doença infecciosa

Patógeno é agente infeccioso grave, e todo organismo que causa doença no hospedeiro se chama patógeno. Isso vale tanto para animais quanto para os seres humanos. Logo, é importante sempre tomar muito cuidado para não ingerir e nem ter contato direto e descuidado com nada que esteja infectado.

O patógeno nem sempre é fácil de identificar à primeira vista, somente com o passar dos dias é possível notar sintomas aparentes. Ainda assim, nem sempre é fácil saber de onde ele veio. Por isso, é muito importante estar sempre atento para evitar qualquer contaminação. Leia o artigo e descubra mais sobre o assunto!

Patógeno

O que é patógeno?

Patógeno é toda bactéria que causa doença no hospedeiro. O patógeno vai além das bactéricas e podem ser considerados fungos e vírus – inclusive, os próprios protozoários podem se considerar patógenos.

Além disso, como os patógenos são responsáveis por produzir doenças infecciosas que, muitas vezes, são consideradas graves, eles podem ser transferidos de um hospedeiro para outro. Justamente por isso, para pessoas que possuem animais de estimação, é muito importante manter o ambiente limpo, bem como os próprios animais.

Em relação aos alimentos, também é muito importante mantê-los limpos. Um exemplo é quando as frutas são compradas em supermercados. Ao chegar em casa, elas devem ser lavadas e somente depois podem ser guardadas. Na hora de comer, devem ser lavadas novamente.

Dessa forma, o significado de patógeno deriva de patogênico, que é algo específico e causador de doença. É daí que vem a palavra Patologia, que significa o estudo das doenças.

Inclusive, graças aos profissionais da Patologia humana e veterinária, é possível identificar as doenças causadas pelo patógeno e, dessa forma, conseguir tratá-las com muito mais chances de sucesso e eficácia.

Patógeno oportunista

Após saber o que é patógeno, é possível aprender sobre os patógenos oportunistas. Esse tipo de patógeno se aproveita da debilidade da imunidade e defesa dos organismos do hospedeiro.

Esse tipo de bactéria oportunista é mais comum em pessoas que possuem um sistema imunológico fraco. Afinal, quando a imunidade está baixa, é muito mais fácil que certos organismos causem uma infecção generalizada, podendo levar o hospedeiro a óbito.

A diferença para um patógeno normal é que, em casos de pessoas saudáveis, o patógeno pode, sim, estar presente.

Porém, a diferença é que ele não causará infecções ao ponto de se proliferarem de tal forma a levar o hospedeiro até quase a morte. Isso ocorre pois um sistema de defesa forte consegue se unir e manter demais doenças afastadas.

Patógeno

Grupos de risco

Além disso, existe um grande número e perfil de pessoas que estão sujeitas a esse tipo de patógeno. Entre elas, é possível citar:

  • Pessoas portadoras do HIV;
  • Pacientes submetidos a quimioterapia;
  • Pessoas aguardando transplantes de órgão;
  • Vítimas de desnutrição;
  • Idosos;
  • Pessoas com infecções já existentes.

O patógeno, muitas vezes, pode já estar no corpo de uma pessoa com uma imunidade não tão forte, mas ele inicialmente se manifesta com sintomas pequenos e fracos. Porém, ao menor sinal de que algo não está certo, é preciso evitar contato com demais pessoas e procurar o médico mais próximo.

Dessa forma, explica-se porque pessoas constipadas, com febre, vômitos, tosse, entre outros, devem evitar contato com as pessoas que possuem imunidade baixa ou, melhor ainda, devem evitar contato com a maioria das pessoas.

Igualmente, as pessoas saudáveis devem ter o bom senso de não ter uma aproximação muito forte para com pessoas de baixa imunidade, afinal, qualquer coisa pode ser motivo para transferir a elas algum patógeno que pode agravar o quadro clínico.

É justamente por isso que, quando nasce uma criança, é indicado que ela não seja visitada com frequência, nem fique passando de colo em colo.

O patógeno do tipo oportunista pode ser parado ao tomar remédios especialmente receitados para proteger o corpo dos ataques.

Patogenicidade ou virulência

A patogenicidade é, na verdade, a capacidade que um patógeno tem de provocar determinadas alterações gerais no corpo do hospedeiro. Existem organismos que causam grande patogenicidade e que é difícil ter um infectado que não apresente sintomas.

Um exemplo é o sarampo, que possui sintomas muito nítidos e particulares – mas que, de qualquer forma, somente um médico pode detectar. Há também aquele tipo de patógeno que é dotado de baixa patogenicidade, que significa que ele causa poucos sintomas ou nenhum.

Em contrapartida, há a virulência. A virulência significa a intensidade dos sintomas e qual a gravidade da doença que o patógeno está causando. O patógeno que possui alta virulência costuma ser o responsável pela morte de diversos hospedeiros.

Ainda existe o patógeno de baixa virulência, que não indica quase nenhum sinal de que algo está errado, e isso é o mais preocupante. Afinal, a qualquer momento o paciente pode ter uma morte súbita ou simplesmente apresentar um quadro preocupante de saúde.

Patógeno

Formas de proteção contra patógenos

É praticamente impossível saber de onde o patógeno veio, caso instalado no hospedeiro. Mas, com certeza, alguns cuidados básicos podem fazer com que a proteção seja mais eficaz. Uma das dicas é sempre estar alinhado com uma alimentação saudável, evitando alimentos industrializados.

Ainda com relação à alimentação, é muito importante higienizar os alimentos antes de comer, optar por alimentos feitos de forma caseira e natural, além de consumir alimentos que ajudem a aumentar a imunidade.

Aliás, em relação à higiene, é necessário manter uma higiene corporal regular, adequada e minuciosa. Lavar as mãos sempre antes, durante e depois de cozinhar, é muito importante. Além disso, higienizar as mãos assim que o indivíduo chega em casa também é prioridade.

Outrossim, quanto aos animais, é importante mantê-los em ambientes limpos, sempre higienizados. Indica-se evitar que o animal lamba o rosto do dono, independente de qual animal for. Além disso, estar com o antígeno em dia é muito importante para evitar que o patógeno se instale com facilidade no corpo.

Em casos de haver criança em casa, é preciso estar atento para que ela não coloque nada desconhecido na boca. Exercícios físicos também podem ajudar a aumentar o sistema imunológico e proteger contra os vários tipos de patógeno.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo