Peixe bicuda é conhecido pelos saltos e dificuldade de pesca

Inicio » Pecuária » Peixe bicuda é conhecido pelos saltos e dificuldade de pesca
18/04/2019 Por
Peixe bicuda é conhecido pelos saltos e dificuldade de pesca

Conhecido por seus saltos, acrobacias e boca pontuda, o peixe bicuda é voraz e tem a boca dura, sendo extremamente difícil de ser capturado.

O peixe bicuda é piscívoro, ou seja, é um peixe que alimenta-se de outros peixes. Sua dieta inclui crustáceos e peixes menores. Além disso, ele é conhecido por ser extremamente voraz.

O peixe ataca suas presas violentamente e rapidamente, realizando, inclusive, sucessivos saltos acrobáticos com seu corpo fora d’água. Por isso e pela dureza de sua boca, o peixe bicuda é muito difícil de ser capturado, o que o faz ser uma atração na pesca esportiva.

Peixe bicuda

O que é o peixe bicuda?

De nome científico Sphyraena guachanchoBoulengerella cuvieri, o peixe bicuda é um peixe de escamas que possui uma grande boca pontuda e bastante dura. Sua boca é uma característica marcante, justificando seu nome.

Possui dentes pequenos e pontudos, dispostos lado a lado, que assemelham-se a pequenas agulhas. Seu corpo é alongado, comprido, roliço e fusiforme. Sua cor varia de acordo com a espécie (existem mais de 20 que são conhecidas como bicuda). Normalmente, sua cor é prateada e seu dorso é cinza (ou tem uma tonalidade mais escura).

Ao longo do seu corpo, também pode-se constatar manchas pretas. Possui, na metade posterior do corpo, a sua nadadeira dorsal e as nadadeiras pélvicas e anal, que apresentam margem preta. A caudal, em seus raios medianos, possui uma faixa preta sendo, normalmente, arredondada. Pode apresentar, inclusive, parte dos lóbulos em tom avermelhado e alaranjado.

O peixe bicuda pode atingir cerca de um metro de comprimento e pesar sete quilos.

Distribuição geográfica e habitat do bicuda

Muitas pessoas ficam na dúvida sobre o habitat do peixe bicuda, pois o veem tanto em rios quanto próximo a ilhas e recifes. Afinal, ele se enquadra no grupo de peixes de água doce ou no de peixes de água salgada? A resposta é que, na realidade, ele se enquadra no grupo de peixes de água doce e salgada.

Esse peixe é distribuído na bacia amazônica e na bacia Araguaia – Tocantins.  Ele pode ser encontrado em:

  • áreas de correnteza em beira de rios;
  • áreas marginais;
  • superfície de poços;
  • confluência de rios;
  • escondidos junto a galhos e rochas e
  • boca de lagos.

O peixe bicuda pode permanecer tanto na superfície quanto em águas mais profundas.

As espécimes de pequeno porte podem ser encontradas em água parada ou água com pouco movimento (ambientes lênticos), como em lagos. Além disso, esses peixes costumam se camuflar na vegetação, para proteção, bem como formar pequenos cardumes.

Já na água salgada, a espécie é costeira e vive na superfície, comumente próximo a ilhas e recifes. Os peixes maiores são mais solitários, já os outros vivem em cardumes, sejam grandes ou pequenos.

Peixe bicuda

Pescaria de peixe bicuda

Como dito no início do artigo, a pescaria de bicuda é muito requisitada. Apesar de não possuir muito valor comercial (apenas em algumas regiões), esse peixe é valorizado na pesca esportiva.

Isso porque o peixe bicuda é extremamente voraz e rápido, ataca a isca com rapidez e, devido a sua boca ser dura, é difícil de ser capturado. Como o peixe dá diversos saltos e piruetas fora d’água, torna-se uma verdadeira atração para os pescadores.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo