Pelagem de cavalos é muito diversa entre as raças

Inicio » Agronegócio » Pelagem de cavalos é muito diversa entre as raças
01/11/2020 Por
Pelagem de cavalos é muito diversa entre as raças

A pelagem de cavalos pode ser dividida em vários tipos, pois a coloração chega a variar com a raça. Eles são alguns dos mais belos animais do nosso planeta. Até porque grande parte dessa beleza toda está ligada à pelagem de cavalos. Além do mais, devido ao grande número de raças, essa camada de pelos chega a apresentar uma infinidade de tamanhos e formas.

Se você é apaixonado por esse assunto, saiba o artigo a seguir vai abordar muita relacionada à pelagem de cavalos. Como simples exemplos, vamos citar os tipos e as colorações mais comuns e até falar sobre a pelagem das raças mais majestosas que existem.

Pelagem de cavalos

O que é pelagem de cavalos?

Pelagem de cavalos é o nome dado ao conjunto que é composto pelas seguintes partes do animal: pelo, pele, crina e cauda. Aliás, por ser determinada pelos genes, a pelagem é apenas um dos fatores utilizados por criadores para determinar uma raça e até mesmo qual a idade do animal.

Em outras palavras, a cor de cada pelo tem sua formação a partir de uma combinação de mais de trinta genes, o que garante um número infindável de tonalidades. Ou seja, a cor da pelagem de cavalos é um fator relevante na composição de várias raças.

No entanto, entre algumas associações de criadores, é comum acharem que os aspectos mais importantes desse animal sejam a conformação correta e a capacidade funcional de movimentos. Nesse sentido, cavalos que apresentem manchas ou pintas chegam a ser classificados não pela raça, mas pela pelagem.

Historicamente, vale lembrar que a maioria das raças tem cores descendentes dos animais ibéricos. Já na pelagem de cavalos puro-sangue árabes, saiba que não há a presença de pelos dos tipos pampa, palomino ou multicolor.

Quais os mais comuns tipos de pelagem de cavalos?

Os tipos de pelagem de cavalos é um tema que tende a ser muito amplo e controverso ao mesmo tempo. Isso porque, de acordo com especialistas, podem existir mais de duas mil nomenclaturas relacionadas à pelagem de cavalos no mundo todo.

Além do mais, entre cada uma elas existem as diferenciações relacionadas a denominações raciais, aspectos regionais e até linguísticos. Ainda assim, definir quais os principais tipos é possível, mas difícil. Afinal, dependendo da raça elas também podem apresentar variantes.

  • Gateado: tipo “café-com-leite” mais forte;
  • Alazão: vermelho-claro alaranjado;
  • Zaino: de marrom escuro, embora algumas variações apresentem patas brancas;
  • Branco: inteirinho branco;
  • Colorado: vermelho mais carregado, quase encarnado;
  • Baio: cor suave de “café-com-leite”;
  • Douradilho: vermelho suave, brilhoso ao sol;
  • Rosilho: com pintas brancas sobre um fundo vermelho e anca esbranquiçada;
  • Mouro: com pequenas pintas pretas e brancas;
  • Tobiano: com faixas brancas e vermelhas ou pretas e brancas, mas bem definidas e largas;
  • Bragado: todo coberto com manchas vermelhas, pretas ou brancas, semelhante a um buquê de flores;
  • Oveiro: apresenta manchas brancas, vermelhas e pretas arredondadas e grandes;
  • Tostado: na cor da castanha madura, mas alguns também têm crinas brancas;
  • Ruano: de crinas brancas e tons vermelho claro;
  • Pangaré: simplesmente um tom “café-com-leite”, mas focinho e barriga brancos.

Pelagem de cavalos

Ainda vale lembrar que qualquer potro tem sua indefinida até que o animal complete dois anos de vida. Por exemplo, no caso de um tordilho, ele pode até nascer castanho, alazão ou preto, mas vai atingir seu tom definitivo apenas depois da maturidade. Como complemento, veja abaixo como são classificados os tipos de pelagem de cavalos.

  • Simples e com extremidades pretas: quando a cor cobre todo o corpo, mas as pontas as pretas;
  • Com a pelagem composta: aqui, o cavalo tem duas ou mais cores, sendo interpoladas ou em tons diferentes;
  • Uniformes e simples: neste caso, a pelagem de cavalos apresenta apenas uma cor no corpo todo.

A pelagem de cavalo mangalarga marchador

No caso da pelagem de cavalo mangalarga marchador, os tons são muito elegantes, além de apresentarem uma rica variação. Ao todo, estima-se que já são mais de cinquenta cores registradas, visto que as três mais comuns são:

  • Alazã: um exemplo de pelagem de cavalos mais simples, aqui o corpo todo é avermelhado, incluindo cauda, extremidades e crina;
  • Castanha: aqui os pelos do tronco, pescoço e cabeça são avermelhados, enquanto caudas, extremidades e crinas são pretas;
  • Tordilha: neste caso, o mesmo fio pode ter dois ou mais tons devido à interpolação das cores.

Conforme você pode notar, a pelagem de cavalos diz muito sobre sua origem e também sobre sua raça. Afinal, a questão genética não é apenas um fator determinante para a beleza e valorização de rebanhos. Até porque fatores como hormônios, clima, condições de criação e até alimentação também interferem na pelagem.

Pelagem de cavalos

A pelagem de cavalo quarto de milha

Para quem ama cavalos e demais animais do agronegócio, ao encontrar um quarto de milha numa exposição o que chama mais a atenção é a beleza da pelagem de cavalos dessa raça. Aliás, para ser enquadrado em alguma raça, vários critérios precisam ser seguidos de acordo com normas oficiais.

De qualquer forma, há ainda quem não conheça as principais características da pelagem de cavalo quarto de milha. Ou seja, todo bom criador saber distinguir dizer se ele é castanho ou alazão, por exemplo. Apenas para esclarecimento, no caso de dúvidas, vamos falar sucintamente sobre essas normas.

Claro que não serão admitidos nessa categoria animais pintados e pampas em todas as suas variações. Contudo, em linhas gerais, de acordo com a ABQM, ou Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Quarto de Milha, o regulamento padrão racial para essas pelagens precisa ser:

  • Preta;
  • Alazã tostada;
  • Palomina ou Baia amarilha;
  • Alazã;
  • Tordilha;
  • Zaina;
  • Castanha;
  • Rosilha;
  • Baia;
  • Lobuna.

Ainda assim, essa regulamentação exige que qualquer cruzamento entre alazães deve dar origem apenas a novos alazães, assim como um tordilho precisa ter um pai tordilho. Aliás, nessa pelagem não estão incluídas espécies com áreas localizadas de pelos brancos, ou calçamentos.

Isso porque cada calçamento tende a variar em forma e altura. Enfim, conforme o padrão racial dessa pelagem de cavalos para quarto de milha, saiba que essas áreas de pelos brancos no corpo não podem ultrapassar os dez centímetros quadrados.

Tags:

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo