Pica-pau é ave de tamanho médio e penas coloridas

Inicio » Meio Ambiente » Pica-pau é ave de tamanho médio e penas coloridas
10/10/2020 Por
Pica-pau é ave de tamanho médio e penas coloridas

A forma curiosa como o pica-pau se comunica e se alimenta faz crer que seja uma ave que oferece apenas riscos, mas isso é um engano. O pica-pau é muito útil ao homem, pois destrói larvas e insetos que prejudicam o bom estado da madeira.

Pode-se dizer que o pica-pau tem o mesmo poder de atração da arara, especialmente a espécie de topete-vermelho, que confere um visual muito exótico à ave. No entanto, avistá-la não é tão simples, pois é um pássaro de hábitos solitários.

Pica-pau

O que é pica-pau?

Pica-pau é uma ave da família Picidae e da ordem dos piciformes. Também é conhecido como ipecu, pinica-pau e carapina. Somente no Brasil há 50 espécies de pica-pau, das 239 conhecidas no mundo.

Alguns de seus hábitos a tornam muito popular, principalmente o hábito de se alimentar tamborilando o bico forte e flexível em troncos de árvores e também para se comunicar com outros pássaros de sua espécie.

Seu visual é outro fator que explica a sua fama, pois é exótico em razão da crista vermelha exuberante, detalhe que serviu de inspiração para a criação de um dos personagens mais famosos do mundo dos desenhos animados.

Essas características e hábitos fazem do pica-pau uma espécie simples de se identificar, mas não tão simples de encontrar, pois é uma ave de hábitos solitários, apesar de viver em pares ou até em bandos.

Até o momento, existem mais de 200 espécies de pica-paus catalogadas no mundo inteiro e, no Brasil, é possível encontrar mais de 50 espécies desse piciforme.

Características do pica-pau

Além da exuberante crista vermelha, a ave conhecida como pica-pau tem uma faixa branca em cada lado do pescoço. Suas asas costumam ter as extremidades pretas e mistura de tons laranja, dourado e verde.

O bico que utiliza para perfurar a madeira do tronco das árvores ou alargar orifícios criados por outros animais é longo, firme e flexível.

A musculatura entre o maxilar e o crânio conta com uma articulação especial capaz de reduzir parte do impacto das bicadas na madeira.

Muitos pensam que o bico é o responsável pela captura dos insetos que se alimenta, no entanto, é apenas um meio para se atingir o objetivo, já que a sua língua longa e cheia de muco se aproveita das cavidades dilatadas pelo bico para envolver suas presas.

As garras da ave são fortes e curvas, fundamentais para que consiga escalar os troncos das árvores e realizar a caça.

O pica-pau mede de 33 a 38 cm e pesa algo em torno de 250 gramas.

Pica-pau

Alimentação do pica-pau

A alimentação dessa espécie de piciforme é a que desperta mais curiosidade, pois se utiliza do bico para perfurar diversos tipos de madeira, as mais frágeis, e dessa forma se alimentar. No entanto, se engana quem pensa que o pica-pau simplesmente abre buracos aleatórios em troncos para encontrar suas presas.

Na verdade, a ave explora as cavidades onde se encontram as larvas de insetos e as dilatam, perfurando mais um pouco a madeira, se entender ser necessário para conseguir obter as larvas.

O cardápio do pica-pau é constituído por larvas e insetos, como libélulas e borboletas, mas também caça frutas como laranja e mamão se estiver em dificuldade de encontrar insetos nas redondezas.

Hábitos do pica-pau

É um pássaro agressivo que se recolhe muito cedo e inicia o dia já com a hora avançada. Abriga-se em tocas para descansar e escapar da chuva.

Apesar da capacidade de perfurar madeira, os pica-paus não conseguem furar todos os tipos, por isso é mais comum encontrá-los em árvores mortas ou com tronco apodrecido. Também tem preferência por vegetação que tenha resistido a queimadas.

Uma curiosidade é que o pica-pau consegue fazer ninhos cuja entrada corresponda perfeitamente ao diâmetro de seu corpo.

Outro detalhe envolvendo a toca é a preferência por galhos que se inclinem em direção ao solo, uma demonstração de como se preocupa com as condições do tempo.

Apesar de tal zelo, isso não evita que outros pássaros se aproveitem de sua ausência para ocupar o ninho. Isto se deve ao fato de muitos pássaros não terem a habilidade de produzir tocas em árvores.

Outros animais acabam se aproveitando dessa habilidade do pica-pau, como saguis, mico-leões, anfíbios e répteis.

Reprodução do pica-pau

A batida do bico no tronco da árvore não serve apenas para produzir tocas ou para garantir o sustento. É usado também para se comunicar com outras espécies por meio do ritmo e vibração do som das bicadas na madeira.

Esse recurso também é importante para o acasalamento, pois é dessa forma que o macho atrai a fêmea.

O casal busca junto o ninho para abrigarem e botarem os ovos. Os ovos são incubados pelo casal durante 15 dias.

Os filhotes deixam os ninhos ainda em época que não conseguem alçar voo. Contornam essa condição ficando em galhos próximos, pelo menos por alguns dias até o desenvolvimento da habilidade de voo.

Tipos de pica-pau

Como informado anteriormente, há centenas de espécies de pica-pau. Veja a seguir quais são os principais tipos de pica-pau.

Pica-pau

Pica-pau-rei

Provavelmente uma das espécies mais famosas, também conhecida como pica-pau-de-cabeça-vermelha, pica-pau-soldado e pinica-pau.

O nome científico do pica-pau-rei é Campephilius robustus e é considerada a maior espécie de pica-pau do Brasil.

A cabeça e o pescoço da espécie são vermelhos. O peito tem listras pretas e brancas. Macho e fêmea são bem parecidos, mas se diferenciam por um detalhe: o macho tem uma mancha próxima a seu bico.

Pica-pau-cabeça-amarela

Um pica-pau ainda mais inusitado é o de cabeça-amarela. Conta com uma crista espetacular amarela e rosto com manchas vermelhas, fazendo se destacar enormemente entre qualquer tipo de pássaro. A plumagem de seu tronco é preta e suas asas têm penas pretas, mas com manchas brancas.

Benedito-de-testa-amarela

A referência à testa amarela é óbvia: tem mancha amarela bem no centro de sua testa e no pescoço. A cabeça pode apresentar plumagem vermelha ou preta e suas asas são uniformemente negras.

O tronco e patas têm plumagem bege e o ventre é marcado por uma longa faixa vermelha.

É barulhenta. Tem grito forte e rápido que se assemelha muito ao nome “Benedito”, daí a inspiração para o seu nome.

Como é de praxe em se tratando de pica-pau, se alimenta de larvas, insetos e frutas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo