Conheça a pimenta mais ardida do mundo e outros tipos populares

Inicio » Agricultura » Conheça a pimenta mais ardida do mundo e outros tipos populares
08/12/2020 Por
Conheça a pimenta mais ardida do mundo e outros tipos populares

A culinária mundial também tem o tempero da pimenta mais ardida do mundo. Excêntricas pela riqueza das cores e as várias ardências que variam de adepto a adepto, as pimentas, inclusive a pimenta mais ardida do mundo, sempre foram ingredientes fundamentais em várias culturas.

Aliás, adicionar a pimenta mais ardida do mundo chega a ser um feito notável até mesmo entre os mais corajosos. De qualquer forma, com a receita certa, esse alimento pode conquistar desde principiantes a consumidores moderados do alimento. Sendo assim, com água na boca antes ou depois, prepare-se para degustar nosso artigo a seguir!

pimenta mais ardida do mundo

O que é pimenta?

Pimenta é o nome comum dado aos frutos originários de plantas que apresentam uma série de benefícios para nosso organismo. Apaixonado ou não por esse fruto, você nem precisa degustar da pimenta mais ardida do mundo para ter na sua dieta um alimento altamente rico em nutrientes.

De qualquer forma, as pimentas já conquistaram de vez o paladar da humanidade ao ganharem os sete mares. Isso porque as especiarias e condimentos à base da planta já eram ingredientes com alto valor econômico e social há séculos.

Prova disso é que, devido às caravanas portuguesas, a gastronomia brasileira ganhou um novo patamar com a chegada dessa saborosa variedade de tempero. Até porque sua variedade de ardências em nossa gastronomia marcou vários pratos.

Enfim, apesar de uma certa briga sobre qual é a pimenta mais ardida do mundo, o que importa é que até os dias de hoje exista quem não abra mão do ingrediente em uma receita. Aliás, quanto mais ardida, melhor a receita.

Quais os mais famosos tipos de pimenta?

Claro que a pimenta mais ardida do mundo está listada entre os mais populares tipos de pimenta. Contudo, antes disso, é bom saber que cada pimenta se diferencia pelo grau de ardência.

Nesse sentido, ainda é bom saber que esse poder de arder a boca tem relação com as substâncias que cada variedade apresenta. De qualquer forma, veja a seguir quais são as variedades mais consumidas em todo o mundo.

  • Dedo-de-moça: mais suave que a variedade conhecida como malagueta, ela costuma ser consumida nas versões fresca, desidratada, em conserva ou até mesma líquida. Vale lembrar que apenas uma colher de chá em pó supre nossa necessidade de vitamina A diária;
  • Malagueta: uma das mais suaves e famosas, a variedade é muito famosa na região Nordeste. Até porque ela é rica na substância que dá sua ardência e é usada no preparo de pratos típicos;
  • Pimenta-do-reino: além de temperar vários pratos populares, essa pimenta tem muito uso na Índia. Além do mais, ela é rica em propriedades termogênicas que, aliadas a uma alimentação equilibrada e à prática de atividades físicas, ajudam na perda de peso;
  • Jamaicana: se estamos falando sobre qual é a pimenta mais ardida do mundo, esse exemplar chega bem perto. Até porque ela não deve ser consumida por qualquer um, visto que molhos famosos são um atrativo para poucos;
  • Cayenna: muito cultivada nas Américas Central e do Sul, a variedade costuma ser enrugada e vermelha. Em receitas, ela geralmente é consumida em pó ou fresca, visto que esse preparo é o ideal para proteger o coração e melhorar a circulação sanguínea.

pimenta mais ardida do mundo

Quais pimentas ardidas são sucesso em receitas?

Nem todo mundo conseguiria saborear uma receita com a pimenta mais ardida do mundo. Sendo assim, confira algumas variedades de pimentas ardidas que precisam estar no prato de quem ama um tempero mais caliente.

  • Chipotle: embora seja uma versão seca da variedade jalapeño, é justamente esse processo que a torna ainda mais picante. No entanto, além de combinar muito bem com grãos e vegetais, ela pode ser consumida em conserva, inteira, em pó ou como um picante tipo de molho;
  • Habanero: aqui a dica é para quem quer saborear uma das pimentas mais ardidas do mundo. Isso porque ela tem a clássica origem mexicana e ainda agrada ao visual pelos tons intensos, como rosa, vermelho, amarela, laranja e verde;
  • Jalapeño: falando em terras e temperos mexicanos, essa variedade tem média ardência, mesmo sendo uma das mais populares no país. Nesse sentido, além de ser consumida desidratada, em conserva, crua ou em molhos, ela é usada em receitas que vão de tacos a geleias;
  • Tabasco: famosa pelo nome imponente, até o molho dessa pimenta mexicana tem renome mundial. Além dos mais, você a encontra na cor vermelha e sendo servida em entradas e porções bem picantes;
  • Chilli: outra atração mundial ao falar sobre a pimenta mais ardida do mundo, essa variedade é estadunidense e pode ser comprada nas cores amarela, vermelha, verde ou laranja. Aliás, seu consumo em pó, como molho ou fresca, torna qualquer receita o prato principal de qualquer encontro de adeptos do ardume;
  • Fidalga: enfim, essa pode ser uma das pimentas mais ardidas do mundo se você não tem preparo para tal. Até porque o tempero de marinadas, conservas e peixes com a variedade garante um grau de ardência além de qualquer coisa normal.

Os compostos da pimenta de cheiro

Até agora, qual seria a pimenta mais ardida do mundo para você? Paladar à parte, é sempre bom saber quais alimentos fazem bem ao nosso organismo. Sendo assim, em relação aos compostos da pimenta de cheiro, saiba que ela costuma seguir uma regra quase que básica sobre o tempero: quanto mais capsaicinoides, mais picante será a pimenta.

Ou seja, você pode consumir a variedade sem problemas. Até porque ela apresenta alto teor de valores nutricionais. Entre eles, podemos adiantar ações anti-inflamatórias, antimicrobianas e até anticancerígenas. Enfim, nem mesmo a pimenta mais ardida do mundo pode garantir uma vida eterna, mas sua ardência é o que motiva os apaixonados pelo tempero.

pimenta mais ardida do mundo

Carolina Reaper

Para finalizar nosso artigo, saiba que cada pimenta tem uma escala chamada de ardência chamada de Unidade de Calor Scoville (SHU). A partir de então, temos os seguintes vetores de ardência que incidem sobre a pimenta mais ardida do mundo:

  • Ácido sinapínico;
  • Violaxantina;
  • Capsaicina;
  • Ácido ferúlico;
  • Luteína.

Até o momento, a pimenta mais ardida do mundo é a variedade Carolina Reaper, 400 vezes mais picante que a jalapeño.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo