Manjericão é uma das ervas mais populares como tempero no Brasil

Inicio » Agricultura » Manjericão é uma das ervas mais populares como tempero no Brasil
12/09/2019 Por
Manjericão é uma das ervas mais populares como tempero no Brasil

Manjericão era usado como antídoto para veneno de cobra

O manjericão (Ocimum basilicum) é uma das ervas mais populares do mundo. No entanto, muitos desses cultivos se tornaram populares nos últimos anos e trouxeram sabores únicos à cozinha.

Afinal, a erva anual chamada de manjericão é fácil de cultivar e é um ótimo acompanhamento para tomates, aspargos e outros vegetais.

Manjericão

O que é manjericão?

O manjericão, também conhecido como basílico,  é uma erva anual da família da hortelã, cultivada por suas folhas aromáticas. A erva, possivelmente nativa da Índia, é amplamente cultivada como um tempero de cozinha.

Seu cultivo mais comum, o manjericão de folha larga, é conhecido por seu sabor atemporal; e suas folhas são usadas frescas ou secas para dar sabor a carnes, peixes, saladas e molhos.

O chá de manjericão, por sua vez, é usado como estimulante. Embora se calcule que haja de cinquenta a cento e cinquenta espécies de manjericão, a maioria dos manjericões culinários são cultivos de Ocimum basilicum.

História do manjericão

Acredita-se que a erva tenha sido encontrado ao redor da tumba de Cristo após sua ressurreição. As Igrejas Ortodoxas da Sérvia, da Macedônia e da Romênia usam a planta para preparar água benta. Além disso, os vasos são frequentemente colocados abaixo dos altares da igreja.

O nome “manjericão” vem do latim basilius e do grego βασιλικόν φυτόν (basilikón phutón), onde significa “planta real”. O manjericão cresce entre trinta e sessenta centímetros de altura.

Suas folhas são verde-claras, sedosas, planas e brilhantes, com três a sete centímetros de comprimento e um a três centímetros de largura. As flores, por sua vez, são bem grandes e de cor branca.

Manjericão

Banho de manjericão

O banho de manjericão é um ritual místico e esotérico. Por exemplo, acredita-se que ao tomar um banho com a erva, você estará protegendo seu corpo com uma camada de energia que atua de dois modos distintos.

Primeiramente, a planta limpa seu corpo de todas as partículas negativas que atrapalham seu progresso e crescimento. Dessa maneira, o banho é indicado para momentos emergenciais e pontuais, como após um dia estressante.

Além disso, também é recomendado um banho da erva logo após entrar em contato com pessoas que transferiram energia negativa para seu corpo.

Já o segundo modo acontece em seguida, quando o banho reveste a pele com uma camada protetora contra energias negativas.

Como plantar manjericão?

A erva não é apenas útil na cozinha. De fato, existem muitos usos para esta planta aromática que, além disso, é muito fácil de crescer.

Confira abaixo algumas dicas de como plantar manjericão:

  • Em suma, a erva precisa de seis a oito horas de sol por dia e cresce melhor em um canteiro. Se estiver cultivando dentro de casa, coloque sua planta em um parapeito da janela voltado para o sol;
  • A planta gosta de calor, portanto, é recomendado plantá-la em períodos e estações quentes. Qualquer frio fora do habitual fará com que as folhas escureçam e se enrolem;
  • O manjericão precisa de solo rico com muita matéria orgânica para reter a umidade e melhorar a drenagem;
  • Separe as hastes inteiras fazendo cortes logo acima de um par de folhas e retire as flores para impedir que a planta produza sementes. Isso incentivará um maior crescimento das folhas;
  • Coloque cachos de hastes dentro de potes ou vasos de vidro com um pouco de água;
  • A planta é extremamente sensível à geada e cresce melhor em climas quentes. Além disso, a planta é suscetível à murcha de fusarium, à ferrugem e bolor, principalmente quando cultivada em condições úmidas.

Benefícios do manjericão

Sem dúvidas, os benefícios do manjericão são inúmeros. Para começar, a erva é um poderoso antioxidante. Afinal, ela está cheia de flavonoides polifenólicos, que protegem grande parte das estruturas do corpo dos radicais livres que danificam as células.

Os radicais livres podem causar muitos problemas, como oxidar o colesterol na corrente sanguínea. Quando os radicais se acumulam nas artérias, isso aumenta o risco de derrame e ataque cardíaco. Além disso, asma, certos tipos de artrite e diversas outras doenças também podem ser atribuídas aos radicais livres.

Enquanto uma fonte rica em magnésio, o manjericão promove o fluxo sanguíneo. Por outro lado, como fonte de vitamina A, a planta promove uma visão saudável.

Por causa do eugenol (um componente importante do óleo produzido pelas folhas do manjericão), também demonstra ser um anti-inflamatório tão eficaz quanto aspirina e ibuprofeno.

Propriedades do manjericão

O manjericão é uma excelente fonte de vitamina K, manganês, ferro, vitamina A e vitamina C. Também é uma boa fonte de cálcio, magnésio e ácidos graxos ômega-3.

De fato, a planta não é voltada apenas para uso interno. Quando os óleos de manjericão são extraídos para formar um óleo essencial, ele é usado no tratamento de cortes, feridas e infecções de pele. Também foi mostrada sua eficácia no combate à acne.

O óleo essencial de manjericão também é comumente usado na aromaterapia para tratar:

  • Tensão nervosa;
  • Fadiga mental;
  • Melancolia;
  • Enxaqueca;
  • Depressão.

Além disso, pode ser usado para tratar certos sintomas dessas doenças, incluindo vômitos e náuseas.

Manjericão

Para que serve o manjericão

Como todos sabemos, a planta é uma das ervas culinárias mais populares, usada nas cozinhas de todo o mundo.

De fato, a planta é muito simbólica e tem uma história extremamente rica. Na Índia, por exemplo, de onde é oriunda, a erva é usada em tribunais onde fazem juramentos. Na Itália, por outro lado, a planta simboliza o amor e muitas vezes é usado nos cabelos de noivas.

Na Grécia, onde a palavra manjericão significa “rei” ou “real”, a planta é considerada a rainha das ervas e está associada aos poderes de cura medicinal, sendo usada em banhos. Em contrapartida, pode ser também interpretada como um símbolo de luto.

Além disso, a erva foi encontrada em múmias no Egito, uma vez que os antigos egípcios usavam-na para embalsamamentos.

O manjericão também tem uma forte história em medicamentos tradicionais antigos. Entre eles se encontra o Ayurveda, o sistema medicinal tradicional da Índia antiga.

Na antiguidade, o manjericão foi usado como um antídoto para picadas de cobra, além de estar associada à força e sustento durante o jejum religioso.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo