Pododermatite é doença inflamatória que atinge as patas de animais

Inicio » Veterinária » Pododermatite é doença inflamatória que atinge as patas de animais
23/10/2020 Por
Pododermatite é doença inflamatória que atinge as patas de animais

Lesão que interfere na qualidade de vida dos animais, pododermatite é causada por diversos fatores. Muitas doenças podem acometer animais, principalmente se forem doenças contagiosas que atingem um rebanho, podendo ser transmitida de um animal para outro. Exemplo disso é a pododermatite.

A pododermatite é uma doença relativamente comum em rebanho bovinos, principalmente leiteiros, mas que também pode atingir aves e ovelhas.

Pododermatite

O que é pododermatite?

A pododermatite é uma doença infecciosa que atinge o casco dos animais, também chamada de frieira. A doença pode ser causada quando o animal caminha muito em superfícies que não sejam planas ou que tenham muitas pedras.

Além disso, locais úmidos e com pouca higiene também facilitam o surgimento da pododermatite. Essas condições podem prejudicar a movimentação e qualidade de vida do animal, pois, a região dos cascos, quando lesionadas, facilitam a entrada de corpos estranhos e bactérias.

Dentre os primeiros sintomas que podem ser observados, é o animal começar a andar com dificuldade ou mancar. Ademais, podem começar a ficar mais tempo deitado e se alimentar mal devido ao incômodo e dor que a infecção causa.

Os animais mais afetados por este problema são os bovinos, principalmente leiteiro. Períodos chuvosos podem facilitar e agravar essa doença, ainda mais se os animais não tiverem um espaço fechado para se proteger da chuva e da lama.

Pododermatite bovina

A pododermatite em bovinos pode causar, além de danos na saúde do animal, prejuízos ao produtor. Por isso é importante evitar e, quando necessário, tratar o mais rápido possível.

Em bovinos leiteiros, que são os mais acometidos, pode ocorrer perda de peso decorrente da má alimentação, diminuição do leite, dentre outros possíveis problemas. Algumas medidas de prevenção podem ser adotadas:

  • manter a higiene dos locais por onde os animais passam;
  • investir no sistema imune dos animais, com uma alimentação rica em sais minerais e suplementação;
  • evite deixar os animais em pisos muito duros, pois ao caminhar, gera impacto de volta aos cascos e contribui para lesões;
  • manter um espaço de terra mais fofa e drenada para que os animais possam caminhar confortavelmente;
  • nos barracões, verifique o conforto para os animais, tanto em pé quanto deitados;
  • limpeza periódica dos cascos, mantendo sempre limpo o meio do casco, sem acúmulo de matéria orgânica e demais sujeiras.

Pododermatite

Essas recomendações servem tanto para animais confinados quanto para criados a pasto.

Contudo, em caso de animais afetados pela pododermatite, é sempre bom a ajuda de um médico veterinário. Um tratamento comum para esta doença é o pedilúvio, além do uso de medicamentos específicos como antibióticos e manter sempre a limpeza da região lesionada. Assim, se bem tratada, em poucos dias a lesão deve desaparecer.

O pedilúvio, por sua vez, age como preventivo, sendo um local com água, de preferência onde os animais passem com frequência como entrada e saída de ordenha, juntamente com produtos antissépticos para banhar os pés dos animais.

Porém, essa doença não atinge somente bovinos. Existe a pododermatite em aves também, que é uma inflamação causada normalmente por uma cama dura e úmida, no caso das galinhas que não ficam soltas em terrenos. Ademais, há também a pododermatite em ovinos, chamada também de “foot rot”, sendo semelhante a que acomete os bovinos.

Dessa forma, é importante manter o animal doente isolado dos demais, pois a pododermatite é contagiosa e pode atingir mais animais do rebanho.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo