Poejo destaca propriedades medicinais e requer alto cuidado no consumo

Inicio » Meio Ambiente » Poejo destaca propriedades medicinais e requer alto cuidado no consumo
22/10/2019 Por
Poejo destaca propriedades medicinais e requer alto cuidado no consumo

Poejo é uma planta medicinal que atua contra sintomas de gripes e problemas gastrointestinais

O poejo é uma planta da espécie Mentha, que apresenta folhas dentadas com formato que remete a uma lança. A planta apresenta talos que podem atingir uma altura de até 40 centímetros, além de flores pequenas que desabrocham em grupos.

O poejo é muito conhecido por suas propriedades medicinais, e é bastante usado no tratamento de diversas doenças das mais diversas; embora seja contraindicado para mulheres gestantes.

poejoO que é poejo?

O Poejo, de nome científico Mentha Pulegium, é uma planta medicinal. Popularmente conhecida como hortelãzinho, a espécie costuma ser utilizada para tratar problemas no sistema digestivo, além de gripes e resfriados. Ele costuma ser encontrado na margem de rios e lagos, uma vez que prefere ambientes úmidos para se desenvolver bem.

Há uma série de curiosidades que giram em torno dessa planta e ela também é conhecida por diferentes nomes, incluindo:

  • folha da bíblia
  • erva-de-são-lourenço
  • menta-selvagem

No entanto, conforme citado anteriormente, o seu chá é altamente contraindicado para as mulheres que estejam grávidas; já que um dos seus efeitos mais conhecidos é o abortivo.

Em função disso, o chá de poejo, inclusive, dá nome a uma das mais famosas músicas da banda do finado Kurt Cobain,  Nirvana. Na letra de Pennyroyal Tea – na tradução, chá de poejo – o cantor fala sobre ingerir a bebida e “destilar a vida que há dentro de mim”.

Origem do poejo

As propriedades e benefícios do poejo são conhecidas pela humanidade há séculos. Em regiões próximas ao Mediterrâneo e na Ásia Ocidental, por exemplo, a planta era utilizada em técnicas de relaxamento.

Além disso, existem relatos que ressaltam que os povos antigos usavam as folhas pequenas e ovais desta planta para ornamentação; evidenciando que há tempos o poejo já era considerado um item decorativo. A planta era usada, inclusive, na confecção de coroas e outros acessórios da nobreza – geralmente, utilizados em cerimônias.

poejo

Propriedades do poejo

Entre as propriedades mais importantes da planta estão a ação digestiva e a tônica estomacal. A planta também é adstringente, o que pode estimular a contração de tecidos e a aridez das mucosas. Dessa forma, no momento em que está em contato com a boca, pode produzir sensação de asperidade.

Outra propriedade relevante da planta é a sua capacidade estimulante, uma vez que ela eleva o fluxo sanguíneo da área pélvica e do útero. Além disso, ainda atua na proteção do corpo, uma vez que possui ações vermífuga, sudorífera, febrífugo e expectorante

Quais os benefícios do Poejo?

O consumo da planta é extremamente benéfico para o organismo, porque atua contra vários sintomas de gripes e resfriados; entre eles, tosse, coriza, catarro e febre. Além disso, ele também é eficiente no tratamento de doenças respiratórias, como por exemplo, bronquite e asma.

No entanto, os benefícios do poejo para a saúde não se limitam apenas as doenças respiratórias. Ele é também eficaz no tratamento de doenças gastrointestinais. Além desses benefícios, ele atua diretamente em incômodos e problemas variados como, por exemplo:

  • Falta de apetite
  • Má digestão
  • Azia
  • Gases e cólicas intestinais
  • Vermes intestinais
  • Alterações de ciclo menstrual

Como plantar poejo?

A planta medicinal pode ser plantada por meio de rizomas ou de mudas. A muda de poejo é facilmente encontrada em viveiros, enquanto os rizomas (ou seja, os seus caules subterrâneos) podem ser comprados diretamente dos produtores. Na hora da compra, é fundamental ficar atento se o material apresenta pragas ou doenças.

O poejo se adapta bem ao clima subtropical de nosso país. No entanto, vale ressaltar que, tanto em geadas severas como no calor excessivo, as chances de uma produção farta de poejo são mínimas.

Caso queira plantar poejo, a dica é escolher um solo úmido e alcalino. Logo, a primavera e outono são as melhores estações para o plantio.

Além destes períodos,  a planta pode ser cultivada ao longo de outros meses do ano, desde que seja regada constantemente para que o solo fique úmido. Outro cuidado em relação ao poejo é não deixá-lo exposto diretamente a luz solar.

A versatilidade da planta medicinal

O poejo é uma planta extremamente versátil, uma vez que além de ser usada para ornamentação e técnicas de relaxamento, é também muito utilizada na gastronomia.

O poejo é utilizado como tempero de saladas, seja de frutas e hortaliças ou na decoração de pratos. Sendo assim, é comum a planta ornamentar receitas com peixes, vinhos e pães, muito consumidos em países da península ibérica e da culinária mediterrânea.

Uma das receitas mais famosas com a planta é o licor de poejo lusitano. A iguaria, quando consumida, ainda facilita o processo digestivo e combate a constipação.

Outra curiosa a respeito da planta é que ela pode afastar os insetos de casa. Isso porque, ao ser queimada, a planta produz um forte aroma que impede a circulação dos bichos.

Cuidados com o poejo

Apesar de apresentar diversos benefícios e propriedades relaxantes, é imprescindível consumir a planta com cautela. Conforme já citado, o consumo da planta por gestantes pode acarretar em problemas graves, já que é sabido que o poejo aborta. Também vale lembrar que seu consumo no início da gravidez pode provocar hemorragias.

As mulheres que estão no puerpério (logo após o parto) ou mesmo em fase de amamentação também não devem ingerir o poejo, poisa planta pode levar a uma parada respiratória.

poejo

A planta pode agravar, ainda, a situação de pacientes com doenças hepáticas e renais. Por esta razão, é necessário consultar um médico antes de consumir chá de poejo ou mesmo temperos feitos a partir da planta.

Além disso, o uso excessivo e equivocado da planta pode trazer efeitos colaterais tanto leves como graves. Sendo assim, caso o paciente apresente sintomas como tontura, dor de estômago, náusea, vômito, queimação da garganta e febre, o ideal é procurar um médico.

Os efeitos colaterais do poejo ainda incluem confusão, inquietação, convulsões, problemas de visão e audição, pressão arterial alta, falha dos pulmões e danos cerebrais. Logo, ter cuidado é fundamental ao lidar com esta planta medicinal.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo