Buchinha do norte é planta tóxica e que requer cuidados no seu uso

Inicio » Agricultura » Buchinha do norte é planta tóxica e que requer cuidados no seu uso
27/09/2019 Por
Buchinha do norte é planta tóxica e que requer cuidados no seu uso

A buchinha do norte aborta e só pode ser utilizada com orientação médica

O nome científico da planta medicinal buchinha do norte é Lufta operculata e pertence à família Curcubitaceae.

A buchinha do norte é nativa da América do Sul, no Brasil sendo facilmente encontrada no Ceará e Minas Gerais. Pode ser adquirida em farmácias de manipulação, lojas de produtos naturais e mercados.

Buchinha do norte

O que é buchinha do norte?

Buchinha do norte é uma planta medicinal nativa da América do Sul rica em propriedades tais como antisséptica, expectorante, adstringente, vermífuga, entre outras. Por isso, é muito requisitada e passa a impressão de ser uma planta inofensiva.

É comum pessoas consumirem sem terem ciência de seus efeitos. Mas a buchinha do norte, também conhecida como buchinha, cabacinha, buchinha paulista, abobrinha-do-norte ou purga, tem forte concentração de substâncias tóxicas.

Para que serve buchinha do norte?

E com tais propriedades, a pergunta continua pendente: para que serve buchinha do norte?

Afinal, com tantos benefícios que proporciona, consumi-la só pode trazer benefícios – mas isto apenas no pensamento das pessoas desavisadas.

Isto porque a buchinha do norte é tóxica e pode causar danos terríveis à saúde se não for consumida na quantidade correta e com as orientações de um médico. Dependendo da finalidade e forma de consumo, pode causar danos ao sistema respiratório, contrações uterinas, hemorragias internas e, em casos mais graves, levar um indivíduo à morte.

O jeito correto de consumo deve levar em conta o tamanho, ou melhor, o peso da pessoa a que se destina a infusão de suas folhas.

A buchinha do norte, por ter propriedades antissépticas, é indicada para tratar de feridas, sendo ótima para cicatrização.

Suas qualidades expectorantes e vermífugas a qualificam para auxiliar em tratamentos de bronquite, nariz entupido, rinite e sinusite.

Buchinha do norte

Como usar a planta buchinha?

Para o tratamento de vias respiratórias, é preparada uma solução em água com a planta buchinha.

É importante saber que o fruto da buchinha do norte jamais deve ser ingerido, consumido de forma crua, pois é um fruto muito tóxico e, como apontado acima, pode causar consequências terríveis.

A solução em água deve conter apenas um pedaço da fruta, descascada, e deve-se reservar o pedaço por cinco dias. Depois desse período, retire a fruta do recipiente.

A quantidade de água deve ser um litro. Já o tamanho do pedaço da fruta irá depender da pessoa para a qual a solução de buchinha do norte se destina.

O cálculo normalmente feito é de que 1 grama de buchinha do norte proporciona efeitos tóxicos para um adulto de 70 quilos. Por isso, para não correr o risco de agravar problemas de saúde, é recomendável procurar por orientação médica.

A buchinha do norte na forma líquida deve ser aplicada em gotas no nariz ou aplicada diretamente, de forma moderada, nos locais de feridas, com fins de limpeza e cicatrização.

Uma dose excessiva àquela que o organismo de um indivíduo possa suportar gera males como sangramento e irritação no nariz. Esses são os efeitos mais leves. Os graves podem ocasionar a mudanças no olfato ou até mesmo a morte do tecido da região.

Buchinha do norte aborta?

Tem sido cada vez mais frequente mulheres que pretendem abortar fetos recorrerem ao uso da buchinha do norte para alcançarem seus objetivos. Como no Brasil a legislação proíbe a prática do aborto, com exceção de riscos à vida materna, anencefalia ou estupros, muitas mulheres recorrem a métodos alternativos.

Agrava ainda que as condições de clínicas clandestinas de aborto são muitas vezes precaríssimas e não contam com recursos e profissionais qualificados, difundindo notícias de péssima repercussão em relação às vítimas desse procedimento.

A buchinha do norte é uma das opções recorridas. Mas a buchinha do norte aborta?

Dependendo do consumo dessa planta e fruto, suas consequências à saúde humana podem até mesmo levar uma pessoa a óbito devido a sua toxidade.

Portanto, a fruta tem sim efeitos abortivos, não sendo recomendada sob nenhuma circunstância para mulheres grávidas.

Os efeitos colaterais para fins abortivos incluem:

  • Evacuações frequentes;
  • Cólicas intensas;
  • Enjoo;
  • Hemorragias graves.

Nunca é recomendado usar essa planta para provocar aborto, principalmente sem o auxílio de um profissional da saúde. O ideal é sempre evitar essa situação, se valendo do uso de métodos anticoncepcionais.

Caso consuma uma dose excessiva de buchinha do norte, procure imediatamente um médico para que faça uma desintoxicação com carvão aditivado.

Buchinha do norte

Chá de buchinha do norte

Assim como é expressamente não recomendável consumir a fruta in natura, o mesmo se aplica ao chá. Você jamais deve consumir o líquido, novamente devido à questão de ser um fruto altamente tóxico.

O seu consumo deve acontecer por via respiratória, inalando o vapor oriundo do chá. Em caso de tratamento de vias respiratórias, recomenda-se inalação de 25 a 30 gotas por dia.

Os ingredientes para o preparo do chá são:

  • Folhas de buchinha do norte;
  • Duzentos e cinquenta (250 ml) de água filtrada.

Modo de preparo:

  1. As plantas devem estar secas;
  2. Desfia-as e coloque-as em um recipiente, uma panela com água;
  3. No fogo, deixe ferver;
  4. Quando chegar a fase de ebulição, desligue o fogo e inale o vapor.

Sempre faça a inalação quando o chá ainda estiver quente. Em caso de reação adversa, procure um médico imediatamente. E lembre-se: gestantes não podem ter contato com as propriedades dessa planta.

Outra dica é a de não misturar outros elementos no preparo do chá. Tal medida é desnecessária, uma vez que é desaconselhável o seu consumo por via oral. Ademais, um acréscimo de outro ingrediente poderia prejudicar a absorção das substâncias da planta.

Uso comercial de bucha

Aproveitando este post sobre buchinha do norte, vale rapidamente expor alguns dados interessantes sobre um assunto relacionado: a bucha vegetal.

O plantio de bucha vegetal tem se mostrado uma fonte de renda interessante para pequenos agricultores. Sua comercialização abrange setores de estética e indústria.

Estima-se que um hectare de terra possa produzir 1500 dúzias, em média. Atualmente, a dúzia de bucha grande está sendo comprada no valor de 23 a 25 reais, enquanto a dúzia de bucha média sai por 15 a 20 reais e, a pequena, varia de 10 a 15 reais.

A técnica de plantio é considerada simples e o tempo de colheita estimado é de 6 meses. Ao contrário da buchinha do norte, a bucha vegetal não é tóxica.

One Reply to “Buchinha do norte é planta tóxica e que requer cuidados no seu uso”

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo