Queratina é um tipo de proteína secundária sintetizada por vários animais

Inicio » Agronegócio » Queratina é um tipo de proteína secundária sintetizada por vários animais
30/05/2020 Por
Queratina é um tipo de proteína secundária sintetizada por vários animais

A maior fonte de extração de queratina é a pena de frango

Amplamente divulgada pela indústria de cosméticos, a queratina de fato é um aliado para a manutenção da saúde dos fios e de sua boa aparência. Mas sua utilidade não se restringe ao cabelo, ao campo da estética, pois há várias utilizações.

Fonte rica de queratina é a epiderme de animais vertebrados, pois a substância se origina dos animais. Por isso, para ser extraída, precisa ser retirada a partir de fios e de penas. A queratina está presente não só nos fios capilares como também na pele, sendo muito importante para a proteção do corpo.

Queratina

O que é queratina?

Queratina é uma proteína fibrosa e secundária de origem animal. Como toda proteína, ela é composta pela combinação de aminoácidos. Nesse caso específico, a combinação de 21 aminoácidos ligados entre si e que têm o hidrogênio como elo.

O aminoácido principal que compõe a queratina é a cisteína que, por ter o enxofre na sua composição, é definida como aminoácido sulfurado.

Essa proteína tem uma conformação rígida, elasticidade e impermeabilidade à água, características essenciais para que exerça algumas de suas principais funções.

Como já exposto, a queratina está presente nos fios capilares. “Está presente” não dá a dimensão exata de sua importância, pois a queratina simplesmente dá forma a 90% de um fio de cabelo.

Mas não se encontra apenas nos fios, pois a queratina ajuda a formar várias partes do corpo. Compõe a epiderme de animais invertebrados e de anexos epidérmicos como pele, unha, cascos, penas e escamas.

A queratina, também conhecida como creatina, envolve as células da epiderme, formando uma camada protetora, isso graças à impermeabilidade à água. Essa resistência está relacionada com as ligações cisteídicas da cadeia que a forma.

Mas para entender a sua real importância, por que é tão destacada nos rótulos de produto de limpeza, por que nosso corpo estaria numa pior sem contar com sua presença, temos que entender a sua função, ou melhor, as suas funções.

É justamente sobre esse tema que nos debruçaremos no próximo tópico. Saiba mais a seguir.

Para que serve a queratina?

Você já sabe que a queratina compõe mais de 90% dos fios de seus cachos, mas qual a importância dessa proteína fibrosa para a saúde do cabelo? Como ficariam os fios se por acaso não tivessem queratina na composição?

Ruim, para dizer o mínimo. Os fios não teriam força, logo, quebrariam com uma facilidade maior do que a habitual.

Cabelo sem a proteína

Imagine o macarrão espaguete na forma crua. Ao se pegar algumas unidades na mão, aplicando um pouquinho a mais de força por descuido, o que ocorre? Estilhaçam-se em várias partes. O mesmo ocorreria com o cabelo sem queratina.

Imagine, você está andando na rua, vem aquele ar fresco levantando o cabelo e, quando se dá conta, perdeu mais da metade dos fios, pois todos se quebraram e caíram no chão. O mesmo ao dar aquela coçadinha na cabeça. Terrível, não?

Queratina

Mas o show de horror não termina aí. Sem queratina seus fios provavelmente seriam não só frágeis, como também inflexíveis. Seriam umas pequenas tábuas que, na menor tentativa de dobra, se quebrariam em vários pedaços.

Isso ocorreria porque cabe à queratina não só dar forma aos fios, mas deixá-los consistentes, firmes e elásticos, flexíveis. Essas são as funções da queratina.

Quando você vê uma propaganda de um produto de beleza colocando em letras garrafais que a fórmula contém queratina, significa que esse produto, em tese, terá efeito de promover revitalização dos fios, reformar camadas, dar proteção. Em outras palavras, repor queratina.

Essa prática é necessária porque, com o tempo, essa proteína é retirada dos fios, o que ocasiona o estado quebradiço, a opacidade, entre outros males.

E como se perde essa proteína? É só com o passar do tempo? O tempo não é o fator preponderante. Ocorre que será inevitável você expor os fios ao sol e submetê-los a procedimentos estéticos que causem desgastes, como químicas, chapinha, secador, entre outros procedimentos.

Função em animais e pele humana

Seguindo com a explicação sobre para que serve queratina, nesse momento você já deve saber que a proteína também cumpre papel importante para a pele, unhas, penas, cascos, escamas, garras e até chifres.

A queratina é um componente presente nas partes mencionadas dos animais, logo, entende-se que exerce função capital para sobrevivência destes, pois como sobreviveriam sem garras, unhas e chifres? Como se alimentariam?

Para o corpo humano, a queratina tem papel não menos importante. Por ser impermeável, a proteína cria uma camada protetora na pele, uma espécie de barragem de represa.

Sem essa proteção, nosso corpo perderia mais líquido do que o normal. Sabe qual seria a consequência? A desidratação e uma qualidade de vida para lá de asquerosa: convenhamos, seríamos a “oleosidade ambulante”.

Queratina

Queratina líquida

Os produtos de beleza e hidratação fornecem ao consumidor final a versão líquida da proteína, ou seja, a queratina líquida. Essa versão ocorre por manipulação laboratorial após se extrair a proteína fibrosa de uma fonte produtora.

Como já bem citado, essas fontes são fios capilares e epidermes de vertebrados.

Pela gigantesca demanda e pelo complexo e doloroso processo de extração, a fonte mais compensatória para a indústria é extrair essa substância dos animais. Por isso, recorre-se com mais frequência às penas de frango, pois 90% da estrutura da pena é formada por queratina.

O modo de aplicação depende do estado do cabelo. Por exemplo, se é apenas um trabalho de revitalização dos fios, lavar o cabelo normalmente com xampu, aplicar a queratina líquida por 15 minutos e depois passar um condicionador é o suficiente.

Mas se o cabelo estiver muito danificado, o mais indicado pode ser lavagem normal, máscara de hidratação, queratina por 15 minutos e depois secagem sem enxágue.

Há variações também no modo de aplicação. A queratina pode ser borrifada diretamente nos fios ou misturada em um recipiente que contenha um pouco de máscara de hidratação e algumas gotas de óleo vegetal.

Uma dúvida em relação à aplicação da queratina é se ela impede o cabelo de cair. A resposta é não.  Pode aliviar os sintomas, mas não resolver por completo o problema, porque precisa se avaliar a causa da queda.

Às vezes, a queda pode ser provocada por questão hormonal, estresse ou má alimentação. Por isso, cabe uma consulta médica para um diagnóstico preciso onde se receitará medicações e talvez a queratina seja recomendada como agente auxiliar para interromper a queda.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo