Refinarias: entenda a influência delas na economia do Brasil

Inicio » Agronegócio » Refinarias: entenda a influência delas na economia do Brasil
17/08/2020 Por
Refinarias: entenda a influência delas na economia do Brasil

Não é de hoje que estão sendo feitos investimentos quanto à modernização das refinarias brasileiras. Assim, um dos intentos é a melhoria na qualidade de sua produção.

A redução do impacto ambiental no processo, ao passo em que se aumenta a produtividade, é também uma prática necessária. Dessa forma, a melhor base nacional e internacional possível em termos de meio ambiente, segurança e saúde são o norte das ações das refinarias.

refinarias

O que são refinarias?

Refinarias são as instituições que transformam o petróleo em forma bruta nos produtos de cunho essencial do dia a dia de todos os indivíduos. Conquanto, tais produtos são os que atendem a uma demanda crescente de derivados no país.

Hoje em dia, o Brasil conta com cerca de 13 refinarias, uma vez que estão distribuídas dentro do território nacional. Além disso, tem-se:

  • Uma organização para processamento do xisto, localizada no Paraná;
  • O Comperj, que ainda está em obras.

As refinarias da Petrobrás produzem uma média diária de 1,8 milhão de barris com derivados, sendo eles:

  • Gasolina;
  • Diesel;
  • Nafta;
  • Querosene da aviação;
  • Lubrificantes;
  • Gás liquefeito do petróleo;
  • Entre outros subprodutos que servem como matéria-prima para variados produtos.

Para entender o que são refinarias, deve-se conhecer o ciclo que possuem para a produção dos derivados do petróleo. Portanto, são três processos essenciais:

  1. Destilações – O processo de destilação é o que faz a separação da matéria-prima. Uma vez que se aquece o petróleo com altas temperaturas, ele acaba evaporando. O vapor retorna para o estado líquido, ao passo em que vai resfriando dentro dos diversos níveis nas torres de destilação. Nos níveis existe um recipiente coletor que acondiciona os subprodutos do petróleo;
  2. Conversões – O processo transforma em moléculas de forma menor a parte mais pesada e com valor menor do petróleo. Assim, isso origina derivados de ordem nobre. É o que aumenta o aproveitamento da matéria;
  3. Tratamentos – O processo se volta para a adequação dos derivados dentro das normas de qualidade, uma vez que são exigidas pelo mercado. Por exemplo, nessa fase, faz-se as remoções de enxofres.

refinarias

A refinaria de petróleo

O petróleo, matéria-prima de muitos produtos que usamos no dia a dia, constitui-se de misturas de hidrocarbonetos (compostos orgânicos). Este se divide em três fases:

  • Gasosa (gás);
  • Líquida (óleo);
  • Mista (gases dissolvidos no óleo).

Quando o petróleo é retirado da jazida, está contaminado pelas diversas impurezas, tais como:

  • Areia;
  • Pedaço de rocha;
  • Água;
  • Entre várias outras coisas.

A refinaria de petróleo tem como intento fazer a separação dessas impurezas, assim como de seus componentes.

Etapas do refino do petróleo

Existem determinadas etapas que antecedem esse refino de petróleo. Estas são:

  • Decantação – Essa etapa é onde se faz a separação dos óleos das águas. O petróleo, em boa parte das vezes, tem menos densidade que a água. Assim, ele pode ser classificado como leve, mediano, pesado ou extrapesado. Dessa forma, a água vai se acumulando na parte de baixo, o óleo na parte de cima, sendo separados;
  • Filtração – É a segunda etapa, uma vez que tem como objetivo a separação das impurezas de cunho sólido do material. Posteriormente, o óleo bruto passa para o refino, que é onde se separa as frações.

A qualidade de todas as etapas do refino de petróleo é primordial para não ocorrer perdas significativas ao longo do processo. Cada uma das refinarias possui suas especificidades que dependem da qualidade que tem o petróleo que foi extraído.

No Brasil, boa parte dos óleos é exportada para refino. Dessa forma, investimentos dentro do setor são de extrema importância na agregação de valores relacionados ao petróleo que é extraído no nosso país.

O refino privado

O Brasil tem a chance de ganhar em Sergipe uma refinaria nova: a Noxis Energy. Ainda em fase experimental, caso o projeto funcione como esperado, poderá ter sua aplicação ativa em mais 3 estados, sendo:

  • Maranhão;
  • Espírito Santo;
  • Amapá.

Esse projeto concede ao Brasil os conceitos das mini refinarias de combustíveis de navios (bunker). Eles têm baixos teores de enxofre na exportação, o que passa a ser obrigatoriedade em janeiro de 2020. A Petrobrás produz esse novo combustível, sendo que realizou, em julho, sua primeira entrega.

Ao que parece, ainda na fase para captação dos recursos, este projeto tem a estimação de R$ 1,8 bilhão. A Noxis tem o plano de começar com a refinaria que tem a capacidade de processar diariamente 25 mil barris com petróleo importado. A produção será dividida em:

Caso o modelo do negócio funcione como o desejado, serão construídas mais 3 unidades. O total dos investimentos será de R$ 7,2 bilhões.

refinarias

Refinarias no Brasil

As refinarias no Brasil, coordenadas pela Petrobrás, transformam os óleos brutos, extraídos nos campos, em diversos produtos para serem utilizados diariamente. A modernização dos parques de refino intentam maior produção, assim como melhores produtos.

Entre as refinarias existentes no Brasil, temos:

  • A Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco;
  • Refinaria Potiguar Clara Camarão no Rio Grande do Norte;
  • O Complexo Petroquímico no Rio de Janeiro (COMPERJ);
  • A Refinaria Landulpho Alves na Bahia;
  • Refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste no Ceará;
  • A Refinaria Capuava (RECAP) em São Paulo;
  • Refinaria Duque de Caxias (REDUC) no Rio de Janeiro;
  • A Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP) no Rio Grande do Sul;
  • Unidade da Industrialização do Xisto (SIX) no Paraná;
  • A Refinaria Gabriel Passos em Minas Gerais;
  • Refinaria Isaac Sabbá (REMAN) no Amazonas;
  • A Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR) no Paraná;
  • Refinaria Presidente Bernardes (RPBC) em São Paulo;
  • A Refinaria de Paulínea (REPLAN) em São Paulo;
  • A Refinaria Henrique Lage (REVAP) em São Paulo.

Como é possível notar, a maior parte das refinarias está localizada próxima a:

  • Pontos principais onde se produz petróleo;
  • Cidades que são mais industrializadas;
  • Centros que são mais populosos.

Essa é tida como uma estratégia única para se reduzir custos com os deslocamentos de quem produz, bem como para quem consume. No nosso país, por exemplo, existe uma enorme concentração das refinarias na região sudeste. Essa é tida a porção que é mais populosa, assim como industrializada e que tem os estados onde mais se produz petróleo no Brasil.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo