Combustível é substância que produz energia por meio de reação química

Inicio » Agronegócio » Combustível é substância que produz energia por meio de reação química
23/07/2019 Por
Combustível é substância que produz energia por meio de reação química

O combustível funciona a partir de reação química com oxigênio

O combustível é caracterizado por qualquer tipo de substância que, ao ser combinada quimicamente a outra de caráter exotérmico, seja capaz de reagir com o oxigênio, fazendo a produção de chamas, calor e gases. À nossa volta, existem inúmeros elementos que são ou que podem ter essa função.

Denominamos de combustão ou queima, as reações químicas pelas quais os compostos do combustível têm combinação junto do oxigênio do ar. As reações são aquelas que acontecem, portanto, nas câmaras de combustão dos automóveis.

Combustível

O que é combustível?

O combustível é o resultado de uma combinação química com o oxigênio. Trata-se, também, de um tipo de material como óleo, carvão ou, até mesmo, gás. Esses produtos são queimados para atingir a produção de energia ou de calor. Responsável por essas funções, são mencionados também as seguintes matérias:

  • madeira;
  • petróleo;
  • gasolina.

Tanto o carvão quanto a madeira, em algumas instâncias são chamadas de combustível sólido. Os alternativos derivam, portanto, do petróleo. Outros têm produção interna, diminuindo a dependência da importação do petróleo. Alguns, ainda, derivam de fontes renováveis.

Tipos de Combustível

O álcool, etanol ou, ainda, o álcool etílico são produzidos de forma interna, por meio do açúcar, milho e demais culturas. Eles produzem menores emissões de gases de efeito estufa do que o combustível convencional.

Esse biodiesel tem derivação do óleo vegetal e, ainda, da gordura animal. De modo geral, têm produção menor de poluição da atmosfera em relação ao diesel que, por conseguinte, provém de petróleos. É uma forma sustentável de aderir a menos transtornos ao meio ambiente.

Já o gás natural é um tipo de combustível fóssil, capaz de gerar uma quantidade muito menor de poluentes na atmosfera e menores gases de efeito estufa.

Há, também, portanto, o gás de petróleo propano, que é denominado liquefeito – GPL. Trata-se de um combustível do tipo fóssil em abundância no Brasil, gerando prejuízos e gases muito menores para a atmosfera.

Um dos tipos de combustível é o hidrogênio que pode ter produção interna através do carvão, que é outro combustível fóssil. Além disso, também pode ser produzido por opções renováveis. A exemplo disso, temos a energia hidráulica. Qualquer automóvel que seja alimentado por combustível feito com hidrogênio puro não é capaz de emitir poluição nociva à atmosfera, e portanto, considera-se uma alternativa sustentável.

Combustível

Combustível Fóssil

O combustível fóssil é resultado de processo de lentidão de decomposição de planta e animal, de matéria orgânica. O processo de transformação teve duração por milhões de anos e deu origem ao petróleo, ao carvão e ao gás natural. Em razão deste período longo, que ressaltamos que esse combustível fóssil não é renovável. Isso quer dizer, logo que se gaste ele, não há a disposição do mesmo tão breve.

Esse impacto traz prejuízos ao ambiente. A queima dá origem a substâncias de combustão, que promovem a poluição do ar regionalmente, colaborando também para o efeito estufa. Veja os exemplos, abaixo:

  • óleo diesel;
  • gasolina;
  • querosene;
  • xisto betuminoso;
  • gás natural;
  • carvão.

Combustível Renovável

O combustível renovável tem maior uso pelo mundo nas substâncias de metanol e etanol. De fato, o país teve desenvolvimento do programa de combustível renovável chamado “Proálcool”. Contudo, considerando que o seu valor é de mesma grandeza de preço da gasolina, o uso gera energia elétrica. Ainda que isso seja possível, não é feito na prática.

Biomassa caracteriza-se pelos recursos renováveis oriundos de matérias orgânicas. Essas substâncias realizam fotossíntese e possibilitam o uso desta forma.

Combustível Etanol

Este é um tipo de combustível renovável que se obtém a partir de fermentações controladas e também de resíduos vegetais destilados, como:

  • milho;
  • beterraba;
  • bagaço de cana-de-açúcar;
  • trigo.

Todos estes elementos acabam passando por procedimentos físicos e químicos até que tenham a transformação em um combustível.

Combustível

Combustível Biodiesel

Combustível que teve alcance a contar os óleos vegetais como:

  • nabo forrageiro;
  • girassol;
  • soja;
  • mamona;
  • algodão;
  • gordura animal.

É alternativa ao diesel do petróleo, portanto, construído por meio de fonte renovável de energia, sem apresentar enxofre em toda a sua fórmula.

Combustível Biogás

É provindo de uma mistura do metano com o dióxido de carbono. Tem produção por meio do efeito de bactérias anaeróbicas que se responsabilizam pelo processo de fermentação de matéria orgânica como:

A fonte de energia renovável pode, também, ter uso como o combustível de motor, fogão e, ainda, gerar eletricidade.

Mas, como é feito o combustível?

É preciso, antes de qualquer coisa, portanto, encontrar o gás e o petróleo. Em seguida, ocorre a explotação das matérias e é realizada por meio de furos nas crostas terrestres. Em virtue de que o petróleo permanece na região do fundo terrestre, não é possível saber, diretamente, em que ponto ele está. Por isso, em razão de não enxergarmos o gás ou o petróleo, são usados suportes e equipamentos para que se possa encontrá-los na parte interna da Terra.

Exploração e explotação

Para que se possa “ouvir” a matéria, faz-se uso da análise sísmica, portanto, pela qual é realizado um tipo de explosão na parte superior e a sonoridade segue até o ambiente em que o petróleo se encontra. O retorno é um eco, que só é possível escutar a partir de um sensor parecido com um microfone.

Combustível

Este eco de gás e petróleo tem diferença nas rochas à sua volta. Cada um deles é reconhecido pelo sensor, portanto, diferenciadamente. É possível fazer a medida do magnético do ambiente, utilizando um ímã para saber se estão por ali.

Ainda, existem inúmeras ferramentas possíveis do uso para a tentativa de descoberta do gás natural e também do petróleo. Denomina-se esta procura como exploração. Ao detectar os locais em que há a possibilidade de existir gás e petróleo, realiza-se um tipo de furo, como um poço mesmo, até a região da rocha em que eles se encontram.

Em seguida, eles são colocados em reservatórios. Depois disso, portanto, são separados e passam por processos de processamentos específicos, até conseguirem a consistência de combustível e sejam deslocados por trens, navios ou, ainda, caminhões pelo país e demais lugares do mundo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo