O reino animal e as suas principais características

Inicio » Meio Ambiente » O reino animal e as suas principais características
23/04/2019 Por
O reino animal e as suas principais características

O reino animal é o conjunto de todos os animais existentes,  divididos por filos específicos

O reino animal é composto por uma infinidade de espécies com estruturas físicas e morfológicas diferentes. Contudo, o que une estes animais e os categoriza em filos é pelo fato de apresentarem algumas características em comum. A mais marcante deste reino é o fato de todos os seus componentes serem heterotróficos, ou seja, não sobreviverem sem outros animais. Em razão disso, são classificados como predadores e presas e, portanto, ativos na cadeia alimentar.

O conjunto do reino animal é definido por meio de seus filos. Estes grupos são classificados de acordo com as individualidades de cada grupo de animal, seja pelo habitat que melhor se adaptam ou o tipo de células que contém. Estes animais estão presentes em todos os ecossistemas e são essenciais para a vida humana.

Reino animal

O que é reino animal?

O reino animal – também conhecido como metazoa ou reino animalia – engloba mais de um milhão de espécies, distribuídas em cerca de 30 filos. Uma das principais características de classificação dentro desse conjunto é a capacidade de locomoção dos seres; desta forma, o reino é dividido em dois principais grupos: invertebrados (os que não contém vértebras) e vertebrados (os que apresentam um crânio e uma coluna dorsal).  Ainda dentro destes dois grupos, existem outras milhares de subdivisões denominadas como filos.

O habitat desses animais está relacionado ao tipo da espécie; além da variabilidade adaptativa, ou seja, a capacidade de cada animal viver em um tipo específico de ambiente por conta de suas características morfológicas.

Por isso, diferentes seres do reino animalia podem viver tanto na água como no solo, sendo assim, diferentes filos estão presentes em variados tipos de ecossistemas.

Deste modo, cada um destes filos desempenham um papel na natureza para o equilíbrio ecológico, seja na manutenção de uma espécie ou mesmo no controle dela – para que sua população não se prolifere mais que o necessário.

Além disso, é importante ressaltar que este imenso grupo de animais também faz parte da dieta humana e é explorado na culinária de todo o mundo; como, por exemplo, os bovinos. A carne bovina é responsável pela alimentação de diversas culturas e fornece inúmeros benefícios para o organismo humano.

Características do reino animal

Os principais elementos do reino animal são marcantes em relação à morfologia entre as espécies e seus filos. Eles são eucariontes, ou seja, suas células apresentam núcleos diferentes; além de serem compostos por uma membrana celular e terem organismos de caráter pluricelular.

Estes animais são heterotróficos, ou seja, necessitam de outros animais para se alimentar, e não produzem seu próprio alimento; em razão disso, eles participam da cadeia alimentar. Além disso, eles também são aclorofilados, ou seja, não realizam a fotossíntese. Este tipo de estrutura se apresenta após o desenvolvimento embrionário do zigoto de cada espécie.

A respiração dos animais varia de acordo com o filo em que são classificados. Existem os que podem sobreviver tanto do oxigênio da água quanto do ar; do mesmo modo que existem aqueles exclusivamente marinhos e outros exclusivamente terrestres.

Outro fator a ser considerado é a forma de reprodução destes animais, pois cada um dos filos é responsável por um tipo de reprodução. Alguns são ovíparos e outros mamíferos e, além deles, há também aqueles que se reproduzem sozinhos; ou seja, não necessitam de um parceiro para realizar o ciclo reprodutivo. Os lagarto são um bom exemplo disso.

O reino animal apresenta uma grande diversidade de animais

As classes do reino animal

As classes do reino animal são conhecidas como filos, e dentre estes filos podemos citar os poríferos; cnidários; platelmintos; nematódeos; moluscos; anelídeos; artrópodes; equinodermos; e cordados. Em cada um destes grupos é possível observar características marcantes que seus indivíduos apresentam em comum.

  • Poríferos

Este grupo é o mais antigo do reino animal. Os poríferos englobam os seres sésseis, ou seja, que não se locomovem. Eles vivem em ambientes aquáticos e, em sua maioria, são simétricos. São também conhecidos por serem seres filtradores e, além disso, o sistema digestório deles está presente apenas no interior de células; ou seja, é uma digestão do tipo intracelular. Um exemplo comum são as esponjas.

  • Platelmintos

Os platelmintos são conhecidos pela nomenclatura de vermes, como a tênia e as planárias. Eles são caracterizados por serem triblásticos, e têm três tipos de tecidos em suas células. Além disso, apresentam uma simetria bilateral, ou seja, um achatamento em seu corpo.

  • Cnidários

Estes seres são também marinhos, em seu filo podemos encontrar as águas-vivas e caravelas. A principal característica destes animais são seus folhetos embrionários, ou seja, camadas celulares que dão origem aos órgãos e tecidos dos seres vivos.

  • Nematódeos

O grupo também tem espécies conhecidas como vermes e apresentam estrutura corpulenta. Além disso, eles não contém um tubo digestório completo, como é o caso dos demais filos do reino animal; característica que dificulta a  metabolização dos alimentos. Os mais conhecidos exemplos deste filo são as lombrigas e filárias.

  • Anelídeos

Os anelídeos são seres caracterizados pelo corpo cilíndrico e segmentado, ou seja, divido por anéis. Eles podem estar presentes na terra, em água doce e salgada; e os mais conhecidos são as minhocas e os sanguessugas.

  • Cordados

Os cordados apresentam como característica marcante uma espécie de bastão maleável e fibroso, chamado de notocorda. Entre os mais conhecidos podemos citar os peixes, aves, répteis, anfíbios e até mesmo os mamíferos.

  • Equinodermos

Os equinodermos são conhecidos pelo seu caráter marinho e, além disso, apresentam características semelhantes às dos cordados. As espécies mais comuns são as estrelas-do-mar e os ouriços-do-mar.

  • Artrópodes

Os artrópodes são conhecidos pelo corpo composto por apêndices articulados e revestidos por exoesqueletos de caráter quitinoso. Em razão do exoesqueleto, eles não se desenvolvem de forma constante. Este grupo representa o maior filo de diversidades de animais em todo o reino animal; e seus principais exemplos são os insetos e os crustáceos.

  • Moluscos

Os moluscos apresentam um corpo mole e coberto por conchas. Além disso, boa parte de seus integrantes são de vida marinha, ainda que haja os terrestres. Os de vida marinha são adaptáveis tanto em água doce como salgada; e os exemplos mais comuns são os caramujos, polvos e as lesmas.

Reino animal

Sendo assim, cada um dos filos representa algumas espécies do reino animal em seus diversos habitats. Por isso, cada um deles pode atuar em determinados segmentos do ecossistema. Desta forma, é importante cultivar o pensamento ecológico e procurar utilizar os recursos naturais de maneira consciente, a fim garantir a manutenção dos animais em seu habitat natural.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo