Ring neck é ave da mesma família dos papagaios e periquitos

Inicio » Meio Ambiente » Ring neck é ave da mesma família dos papagaios e periquitos
01/11/2020 Por
Ring neck é ave da mesma família dos papagaios e periquitos

O ring neck é um dos tipos de periquitos mais procurados no mercado graças a sua inteligência e aparência exuberante. Entre as aves exóticas comercializadas no Brasil, a ring neck é uma das mais bonitas. De fato, sua variedade de cores fortes e marcantes, sua habilidade de falar, bem como seu canto afinado, atraem a atenção de muitos.

Confira o artigo a seguir para conhecer mais sobre o ring neck, seus hábitos e também sua forma de criação.

Ring neck

O que é ring neck?

O ring neck é um dos tipos de periquito. Sua origem é na África e na Ásia.

Em português, ele é conhecido como periquito de colar ou periquito rabo de junco. Essa espécie de ave recebeu esse nome porque os machos têm uma faixa preta e rosa ao redor do pescoço, que lembra um colar.

Além disso, a sua coloração chama muita atenção, já que varia entre o verde (cor original), cinza, creme, branco, amarelo e até o ring neck azul.

O Psittacula krameri (nome científico) é uma ave resistente e chega a viver cerca de 30 anos. Quando adulto, ele mede 40cm de comprimento, tem cauda fina e longa e pesa entre 100g e 250g. Ademais, ele tem bico grande em forma de gancho e de coloração vermelha.

Por fim, e diferenciação entre macho e fêmea acontece somente entre o segundo e o terceiro ano de vida da ave. De fato, o aparecimento do anel em volta do pescoço é o sinal que o ring neck atingiu a sua maturidade sexual.

Entre os tipos de periquito, essa espécie tem os pais dedicados e confiáveis, o que facilita a sua criação em cativeiro. Além disso, ele é uma espécie muito inteligente e dócil, principalmente quando treinado desde cedo. De fato, é impressionante quando o ring neck fala e interage com o ser humano!

Habitat, alimentação e reprodução do rink neck

O ring neck é um pássaro muito sociável e que vive em bandos. Geralmente encontramos esse tipo de pássaro em cima de árvores ou arbustos.

Embora eles sejam nativos da Ásia e África, como já vimos, também é comum encontrar exemplares da espécie na Califórnia, na Flórida e no Reino Unido.

Além disso, ele pode ser visto em florestas, ambientes áridos, áreas rurais ou em centros urbanos. De fato, devido à sua coloração que se confunde com as folhas das árvores, é mais fácil identificar a presença pelo canto do ring neck.

Por outro lado, a alimentação do ring neck em seu habitat natural é feita à base de sementes, frutas, flores, néctar e bagas. Ademais, a reprodução da ave acontece no final do inverno, entre os meses de julho e janeiro. Para isso, os machos se exibem para as fêmeas, cantando, dançando e alimentando-as com mais frequência.

Em contrapartida, as fêmeas respondem inclinando-se e contraindo os olhos. Contudo, diferente de outras espécies de periquitos, o ring neck não permanece com o mesmo parceiro durante toda a vida.

Por fim, depois do acasalamento, a fêmea poderá botar entre 2 e 6 ovos. Depois de aproximadamente 23 dias os filhotes nascem e, após sete semanas, começam a sair do ninho.

Ring neck

Criação de ring neck

Em primeiro lugar, devemos lembrar que a criação de ring neck só pode ser feita com a autorização do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), já que ele é considerado um animal exótico. Por isso, ao comprar ou iniciar a criação, certifique-se que você e o comerciante solicitaram a autorização na Secretaria de Meio Ambiente do Estado.

De fato, a beleza e a inteligência dessa ave fazem com que o seu mercado de compra e venda seja bem movimentado. Embora os animais bem cuidados sejam muito valorizados, o preço do ring neck depende principalmente da sua cor bem definida e marcante, já que são bastante visadas para ornamentação.

Para quem quer investir na criação de ring neck, pode-se criar cores a partir da herança genética das aves, já que elas podem surgir espontaneamente com o cruzamento entre os animais de nuances diferentes. De forma geral, para que o negócio tenha um bom retorno financeiro, é recomendado que o criador tenha pelo menos 12 casais.

Por outro lado, a criação de ring neck também pode ser feita por quem não tem muita prática na atividade, já que se trata de uma ave rústica e que cuida muito bem dos seus filhotes. Entretanto, é preciso que o seu manejo seja feito em lugares tranquilos e silenciosos. Caso contrário, a ave pode ficar agitada e agressiva. Porém, quando a ave é adquirida filhote e criada em um ambiente apropriado, ela se torna um animal dócil!

Ring neck

Cuidados com o ring neck

Para garantir o bem-estar das aves, é importante que elas sejam criadas em locais onde possam abrir as asas, se movimentar e interagir com poleiros. Além disso, é indispensável que o espaço ofereça proteção de correntes de ar e sol em excesso. Ao mesmo tempo, é importante que o ring neck tenha um espaço para que possa receber luz solar direta pela manhã.

Assim como outras espécies de animais, é recomendado que seja administrado vermífugo com regularidade, bem como de outros remédios para evitar infestação de piolhos. Para isso, é importante que o ring neck seja acompanhado por um médico veterinário especialista em aves.

Além disso, deve-se ter um cuidado especial com o material utilizado nas gaiolas e viveiros, pois alguns dos seus componentes podem ser tóxicos para o animal.

Com relação à alimentação do ring neck, pode-se oferecer uma mistura de sementes, frutas e grãos. As frutas preferidas dessas aves são coco, mamão, maçã, uva, manga e pera. Além disso, é importante oferecer água fresca em abundância, de preferência em recipientes de inox ou porcelana.

Ademais, lembre-se de manter os potes de comida e água longe dos poleiros. Dessa forma, eles ficarão limpos por mais tempo e o seu animal terá muito mais bem-estar.

De fato, o ring neck é uma ave exótica e de aparência exuberante. Se quiser criá-la, tome o cuidado de garantir o seu bem-estar. Assim, ela será uma excelente companheira.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo