Rambutan é uma árvore tropical bastante comum no sudeste da Ásia

Inicio » Agricultura » Rambutan é uma árvore tropical bastante comum no sudeste da Ásia
28/05/2020 Por
Rambutan é uma árvore tropical bastante comum no sudeste da Ásia

Primeiro ano de plantio de rambutan rende 1.200 kg

Sem dúvida, o rambutan é uma fruta exótica e não muito conhecida pelo consumidor brasileiro, apesar de se adaptar bem em nosso solo, por não suportar temperaturas muito baixas. Sua aparência chama a atenção por se assemelhar a um pequeno porco-espinho, mas o que parecem espinhos, na verdade, são pelos com coloração vermelho carmim.

O rambutan é parecido com a lichia, tanto em termos de aparência como de sabor, contudo, suas dimensões são maiores. O fruto proporciona benefícios à saúde, principalmente por ser extremamente rico em antioxidantes, não superando – entre as frutas – somente a romã.

Rambutan

O que é rambutan?

Rambutan é uma fruta de uma árvore chamada rambuteira, pertence à família das Sapindaceae e provavelmente se origina da Malásia, mas certamente do sudeste asiático.

A árvore chega a crescer de 6 a 10 metros de altura e é muito resistente a pragas. Seu cultivo precisa ser em regiões quentes, jamais inferiores a 16 °C. Por isso, é muito cultivada em vários países da Ásia e também na Austrália.

Tais exigências de cultivo sem dúvida encontraram no Brasil um bom lugar de reprodução. Atualmente, a maior concentração de rambuteiras situa-se na Bahia e no Pará.

As folhas da fruta rambutan medem de 5 a 10 cm de comprimento. A coloração é verde-escuro na parte superior e verde-pálido na inferior.

Rambutan fruta

O fruto da rambuteira é conhecido como:

  • Rambutan;
  • Rambutã;
  • Rambutão.

A casca é forrada por uma pelugem vermelha e macia, assim como a casca, que é facilmente retirável com uma faca. É desse aspecto que veio a inspiração para o seu nome. Em malaio, a rambutan fruta significa “cabeluda”.

Seu gosto é levemente azedo, lembrando a uva e a lichia. O gomo do rambutan é carnudo, branco e redondo. Devido à facilidade de extração da casca, o desperdício de nutrientes é quase nulo.

Chega a medir de 5 a 6 cm de comprimento e 2 a 4 cm de largura. Sua floração ocorre nas extremidades dos galhos, chegando a produzir uma média de 12 frutos.

A coloração da fruta é o principal indicativo para quando estão maduras. O rambutan nasce verde e vai avermelhando conforme seu amadurecimento. No entanto, pode assumir outras tonalidades ao chegar nessa fase, como amarelo e laranja.

Para ser retirado, necessita do auxílio de uma tesoura de poda bem afiada, pois isso evita a quebra dos galhos.

Propriedades do rambutão

A fruta pode ser consumida in natura, em forma de geleia, de chá, suco ou até ter suas sementes assadas.

Todas essas formas proporcionam o aproveitamento de seu sabor adorável e também de suas propriedades benéficas à saúde.

O rambutan é composto por:

  • Proteínas;
  • Ferro;
  • Vitamina C;
  • Fósforo;
  • Niacina;
  • Cálcio;
  • Carboidratos;
  • Potássio;
  • Catequina xantona;
  • Polifenol;
  • Elagitanino.

O conjunto dessas propriedades acarreta vários benefícios ao organismo humano, tornando-a uma fruta não só saborosa, como também muito saudável.

Rambutan

Os benefícios da rambutan

O consumidor da rambutan, seja na forma in natura, de chá, suco, geleia ou sementes – embora seja mais recomendado para fins medicinais o consumo de suco ou chá – tem a sua saúde beneficiada em vários aspectos.

Vejamos quais são eles a seguir.

Evita o envelhecimento precoce e o despontar de distúrbios como o câncer

A abundância de antioxidantes se explica pela presença de vitamina C. Os antioxidantes são velhos guerreiros de combate dos radicais livres, pequenas degradações do DNA que circulam pelo organismo, atrapalhando o desempenho das células.

Essa inconveniência muitas vezes resulta em distúrbios que geram enfermidades como o câncer. Além disso, também acaba provocando o envelhecimento precoce da pele.

Quanto mais a alimentação for rica em antioxidantes, mais os danos desses agentes serão reduzidos, diminuindo o risco de distúrbios e retardando o envelhecimento da pele.

Fortalece os ossos

Cálcio é outro nutriente que há de sobejo na rambutan.

Como bem sabe, o cálcio é o nutriente mais importante nos anos de formação, pois ele é o responsável pelo desenvolvimento e fortalecimento dos ossos. Na fase adulta, continua a beneficiar os ossos, mantendo a saúde destes ou revitalizando-os.

O ferro e o fósforo contidos na fruta também colaboram para a boa saúde óssea, mas ainda acrescentam benefícios aos pulmões e hemoglobina por elevarem os níveis de oxigênio. Também contribuem para a capacidade de regeneração do corpo.

Limpa os rins

E por falar em fósforo, o nutriente também auxilia para retirar as impurezas presentes nos rins. Essas impurezas podem gerar complicações, como cálculos renais.

Cabe ao fósforo o maior crédito por acelerar a regeneração do corpo, o que é crucial para o desenvolvimento e manutenção de tecidos e células importantes do organismo.

A tabelinha “fósforo e cálcio” acaba sendo útil para o fortalecimento de outras células, pois se torna mais uma arma contra a ação nociva dos radicais livres.

Precisando de uma fruta que faça bem aos rins, a rambutan sem dúvida é uma opção a se considerar. Apesar de exótica e pouco conhecida, não é tão difícil de encontrar e, por ter produção no mercado interno, seu preço não é tão elevado.

Rambutan

Combate e evita a anemia

Pessoas que sofrem de problemas de anemia precisam urgentemente repor vitamina A e ferro. Como vimos, são alguns dos nutrientes presentes na rambutan.

Para suprir essa carência, recomenda-se o consumo de duas unidades da fruta por dia.

O fruto exótico de origem asiática ainda é conhecido por ser útil para:

  • Saúde do cabelo;
  • Perda de peso;
  • Prevenção de diabetes.

Como plantar rambutan?

A árvore não se dá com ventos e nem estiagem. Também não suporta climas frios, não se desenvolvendo em climas com menos de 16 °C.

Ao se interessar em saber como plantar ranbutan, também é preciso saber que o solo deve ser profundo, com boa drenagem e rico em matérias orgânicas.

O espaçamento recomendado entre as sementes enxertadas no solo deve ser de 8 a 10 cm. As covas para inserir as sementes da rambutan devem ter dimensões que atendam as medidas 0,60 x 0,60 x 0,60, em todas as direções.

Ao romper das covas, utilizar matéria orgânica que tenha fertilizante à base de fósforo. Somente ao fazer o adubo, iniciar o plantio. A planta pode dividir terreno com outras espécies e de ciclos diferentes.

No Brasil, mais especificamente no sul da Bahia, a colheita costuma ocorrer de março a maio e agosto a outubro. O tempo para os frutos amadurecerem após a floração é de 3 a 4 meses.

Estima-se que no primeiro ano de produção de rambutan, o rendimento seja de mais de uma tonelada. Com mais de uma década, a produção alcança média de 15 toneladas ao ano.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo