Rochas magmáticas são formadas por magma derretido e resfriado

Inicio » Meio Ambiente » Rochas magmáticas são formadas por magma derretido e resfriado
16/06/2020 Por
Rochas magmáticas são formadas por magma derretido e resfriado

Rochas magmáticas são as solidificações do magma dos vulcões

As rochas magmáticas, comumente chamadas rochas ígneas, têm o nome significando “nascida pelo fogo”, ou rocha incorretamente eruptiva. Essa é uma rocha cujo material está no estado de magma, que é um líquido muito rico em sílica.

Quando os magmas se solidificam, tornam-se rochas: as rochas magmáticas. Assim que saem pela erupção de um vulcão, os magmas são tidos como rochas vulcânicas.

Rochas magmáticas

O que são rochas magmáticas?

Rochas magmáticas são o resultado da cristalização e solidificação das rochas quentes e derretidas. O derretimento se origina nas profundezas da Terra, próximo aos limites ativos da placa ou pontos quentes, e depois sobe em direção à superfície.

As rochas ígneas podem se dividir em dois tipos: intrusivas ou extrusivas, dependendo de onde a rocha derretida solidifica.

Rocha magmática intrusiva

Também chamada de plutônica, ocorre no instante em que o magma se prende nas profundezas da Terra. Grandes quantidades de rocha derretida sobem em direção à superfície.

Parte do magma pode alimentar vulcões na superfície terrestre, mas a maioria permanece presa abaixo, onde esfria muito lentamente por milhares ou milhões de anos até que se solidifique.

O resfriamento lento significa que os grãos minerais individuais têm um tempo muito longo para crescer. Dessa forma, eles tendem a crescer para um tamanho relativamente grande.

Rochas intrusivas têm uma textura granulada grossa.

Rocha magmática extrusiva

As extrusivas ou vulcânicas são rochas produzidas logo que o magma sai e esfria acima (ou muito próximo) da superfície da Terra. Estas são rochas formadas nos vulcões em erupção e fissuras.

O magma, quando a rocha derretida irrompe na superfície, esfria e solidifica quase instantaneamente quando é exposto à temperatura relativamente fria da atmosfera.

O resfriamento mais rápido significa que os cristais minerais não têm tempo suficiente para crescer. Assim, essas rochas têm uma textura muito fina ou até vítrea.

Bolhas de gás quente costumam ficar presas na lava extinta, formando uma textura vesicular e borbulhante.

Rochas magmáticas

A origem das rochas magmáticas

A origem das rochas magmáticas vem de muito, mas muito antigamente. Essas são as rochas mais antigas encontradas na Terra. Elas foram formadas há cerca de 4 bilhões de anos.

Entretanto, ainda hoje, as magmáticas continuam se formando. Como citado acima, elas se originam após o resfriamento e subsequente solidificação dos magmas. Esse processo é chamado de cristalização por resfriamento.

Como se formam as rochas magmáticas?

Conhecer como se formam as rochas magmáticas é extremamente interessante. Elas derivam do resfriamento, portanto, da solidificação dos magmas. Constituem quase 65% da crosta da Terra.

Contudo, na superfície da Terra, essa abundância está oculta pela camada difusa, embora muito fina, de rochas sedimentares e metamórficas.

Rochas magmáticas podem ser classificadas com base em como o magma é resfriado e na composição química.

A solidificação dos magmas pode ocorrer em três condições diferentes, das quais se originam três tipos de rochas magmáticas:

  • Intrusivas: derivam de magmas que se solidificam completamente em profundidade em tempos muito longos;
  • Efusivas: se formam após um rápido resfriamento das lavas;
  • Hipoabísticas: são consideradas intermediárias entre as eruptivas e as intrusivas.

Rochas magmáticas também podem ser classificadas com base em sua composição. A composição é uma função apenas da natureza química do magma.

Dependendo da porcentagem de sílica (SiO2) presente na rocha, podemos distinguir entre rochas:

  • Siálicas;
  • Intermediárias;
  • Fêmicas;
  • Ultrafêmicas.

Exemplos de rochas magmáticas

Existem pelo menos 700 tipos conhecidos. Muitas delas são criadas sob a crosta terrestre, porque as erupções vulcânicas não ocorrem com muita frequência. Entre os exemplos de rochas magmáticas estão:

Granito

Rocha magmática intrusiva ácida com textura holocristalina, granular, hipidiomórfica. Contém cerca de 10% de minerais máficos (biotita) e 90% entre feldspatos alcalinos, plagioclases e quartzo.

O quartzo tem uma cor vítrea e acinzentada, as plagioclases são brancas-leitosas e os feldspatos alcalinos vão do branco ao rosa.

Basalto

É o tipo mais comum de todas as rochas efusivas que compõem grande parte do fundo do oceano. A cor é geralmente preta acinzentada, a estrutura é principalmente porfirítica e é essencialmente composta por:

  • Piroxênios;
  • Anfibólios;
  • Olivina;
  • Plagioclase rica em cálcio.

Quando um basalto mantém contato com água, esfria rapidamente, originando rochas completamente vítreas. Estas são altamente fraturadas e re-fermentadas, chamadas hialoclastitos.

Rochas magmáticas

Tefrita e leucitita

São rochas de sílica subterrânea, muito comuns nos vulcões do Vesúvio e do Lácio.

Gabro

É uma rocha escura com plagioclases cálcicas associadas a piroxênios, anfibólios e olivina. O colorido claro com estrutura lamelar é chamado de eufotídeo, o verde e preto é norito.

Peridotito

Essas rochas negras e pesadas são formadas em grande parte a partir de olivina associada ao piroxeno. Raramente emergem na superfície, pois é o componente fundamental do manto superior.

Elas são comuns nos Alpes e na Ilha de Elba. Em alguns casos podem estar presentes minerais dos quais é possível extrair, em quantidades exploráveis, tal como o cromo e a platina.

Andesita

As andesitas são simplesmente rochas magmáticas extrusivas de grão fino com tonalidade cinza claro. Elas consistem principalmente em minerais de plagioclásio que são misturados com hornblenda, biotita e piroxeno.

Diorito

Dioritos são rochas ígneas intrusivas de granulação grossa. Elas são compostas de uma mistura de minerais como piroxeno, hornblenda, feldspato e às vezes quartzo. Dioritos são de cor clara com algumas manchas escuras.

Opala de fogo

As opalas de fogo são rochas magmáticas de cor laranja, amarelo ou vermelho de flamingo. Além disso, são vistas como as rochas geológicas mais fascinantes.

Elas são criadas muito tempo depois que o riolito esfria, e a água rica em sílica pode fluir dentro das rochas. A água geralmente deixa depósitos de pedras preciosas como ágata, jaspe, topázio e opala nas aberturas das rochas.

Pedra-pomes

É uma rocha ígnea porosa e vesicular que resulta da rápida solidificação do magma. A porosidade e a vascularidade de sua textura são causadas pelo gás aprisionado na rocha derretida à medida que é solidificado.

Pedras-pomes são comumente usadas como componentes abrasivos em produtos como placas de esmeril e sabonetes manuais.

Tufo vulcânico

Esta é uma rocha ígnea vulcânica composta pelos componentes que são descarregados de uma erupção vulcânica. Eles caem na superfície da Terra, mas se transformam em rochas através da litificação. Tufos são compostos principalmente de cinzas vulcânicas e, às vezes, têm partículas enormes, como clínquer.

Viu como as rochas magmáticas são interessantes? Entre vários tipos existentes, é bem possível que conheça um.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo