Rolinhas lembram pequenos pombos e podem ser facilmente encontradas

Inicio » Meio Ambiente » Rolinhas lembram pequenos pombos e podem ser facilmente encontradas
13/10/2020 Por
Rolinhas lembram pequenos pombos e podem ser facilmente encontradas

Rolinhas são pequenas aves encontradas em todo o território nacional. Ao todo, são catalogadas 8 espécies espalhadas por todas as regiões do país. Semelhantes a pombos, as rolinhas são aves que se alimentam de gramíneas, bem como de grãos que encontram pelo chão e, de acordo com a espécie, também de frutos e sementes.

As rolinhas se agrupam em bandos ou formam casais. Porém, existem espécies que preferem viver sozinhas. Podem ser encontradas em áreas urbanas, assim como no cerrado, seu habitat.

Rolinhas

O que são rolinhas?

Rolinhas, também chamadas de pomba rolinha, são aves pertencentes à família Columbidae, a mesma que a dos pombos, porém, do gênero Columbina.

Bem menores em tamanho que os pombos, as rolinhas podem medir entre 17 e 29 cm, bem como pesar entre 30 a 200 gramas.

A ave columbina, como também é conhecida, alimenta-se basicamente de gramíneas e grãos. Porém, algumas espécies apreciam algumas frutas e até mesmo pequenos insetos.

Comportamento das rolinhas

As rolinhas possuem hábitos singelos, preocupando-se apenas com sua alimentação e reprodução. São facilmente encontradas em quintais e jardins em busca de alimento e água.

Sem dúvida, em casas que possuem pássaros em cativeiro, elas estão sempre por perto ciscando o chão em busca de grãos que eles deixam cair de suas gaiolas.

Apesar de inicialmente demostrarem certo receio em contato com o ser humano, assim que adquirirem a sua confiança, é possível, inclusive, alimentá-las na palma da mão.

Entretanto, entre elas, costumam brigar com frequência, principalmente quando disputam grãos. Para isso, batem violentamente com as asas umas nas outras.

Reprodução das rolinhas

Em meio a região urbana, os casais constroem seus ninhos em telhados, entre os galhos de árvores ou até mesmo em condutores de água. Para tanto, utilizam ramos finos secos, além de fios que encontram pelo chão.

Quando em região de cerrado, assim como agrícola, formam seus ninhos em meio às árvores independentemente de seu tamanho. Inclusive, podem ser encontradas até em frutíferas.

Bastante territorialistas, protegem seus ninhos evitando que outras aves se aproximem. A postura, a princípio, é de 2 ovos. A incubação é realizada pelo casal e dura aproximadamente entre 12 a 15 dias.

Assim que decorridas duas semanas após o nascimento, os filhotes já conseguem alçar voo.

Espécies de rolinhas

São encontradas várias espécies de rolinhas em todo o Brasil, sendo que algumas estão mais presentes em determinadas regiões.

Rolinhas

Rolinha-roxa

Popularmente conhecida como rolinha-roxa, bem como rolinha-caldo-de-feijão e rolinha-vermelha em algumas regiões, além de outras denominações, é o mais comum exemplar da ave.

A rolinha-roxa (Columbina talpacoti) pode ser encontrada facilmente tanto na região urbana quando no cerrado, além de regiões agrícolas. Elas se agrupam em bandos pequenos ou formando casais.

Sua alimentação tem como base os grãos que encontra no chão. Pequenina, pesa em torno de 45 gramas e mede até 17 cm.

Rolinhas fogo-apagou

A espécie fogo-apagou (Columbia squammata), também conhecida como rolinha-cascavel, em virtude de possuir plumagem em forma de escamas lembrando pele de cobra, pode ser encontrada em todas as regiões do Brasil.

Conhecida também como rolinha-carijó, além de galinha-de-Deus em determinadas regiões do Nordeste, a espécie alimenta-se de alguns frutos, além de grãos e sementes. Seu peso pode chegar a 60 gramas e medir entre 19 a 22 cm. Habitualmente é avistada em bandos pequenos ou formando casais.

Rolinha-cinzenta

Espécie que habita regiões agrícolas, caatingas, além DE matas e espaço urbano, a rolinha-cinzenta (Columbina passerina) pode ser encontrada na região Norte e Nordeste. Entretanto, não existem registros de sua ocorrência tanto no Estado do Acre como também em algumas regiões do Espírito Santo.

Sua alimentação basicamente é constituída de grãos, sementes e alguns tipos de insetos. Pode pesar até 30 gramas e medir aproximadamente 17 cm.

Juriti-pupu

A juriti-papu (Leptotila verreauxi) é uma espécie pertencente à família Columbidae. Pode ser encontrada em todos os estados brasileiros, além da Argentina e parte dos Estados Unidos. Por ser bastante arredia, é difícil de ser avistada. Além disso, prefere viver sozinha.

Alimenta-se principalmente de grãos, pequenas frutas e algumas espécies de brotos. É considerada uma das maiores espécies de rolinha, podendo medir entre 25 a 29 cm e pesar de 160 a 200 gramas. O que a difere das outras espécies é a cor azul encontrada abaixo de sua cabeça.

Vaqueira

Encontrada em vários estados de todas as regiões do Brasil, a rolinha-vaqueira (Uropelia campestres) pode ser avistada em pequenos bandos ou em casais. É avessa a agrupar-se com outras de sua espécie.

O que a diferencia de outras é que possui círculos ao redor dos olhos, assim como patas de cor amarela. Além disso, sua cauda é mais longa que as demais e suas pontas são brancas.

É avistada facilmente em regiões agrícolas, além de pastagens. Sua alimentação é constituída de pequenos frutos, grãos, além de alguns tipos de sementes e vegetais. Não ultrapassa 18 cm de comprimento.

Rolinhas

Rolinha-do-planalto

Reconhecida por biólogos como a mais bela entre todas das espécies, a rolinha-do-planalto (Columbina cyanopis) foi considerada extinta por muitos anos, uma vez que seu último registro data de 1941.

No ano de 2016, foram encontradas 19 aves dessa espécie no Estado de Minas Gerais, o que foi um alento para os pesquisadores.

Pouco se sabe sobre essa espécie. A princípio, aprecia regiões de cerrado com mata arbustiva. Atualmente, a SAVE Brasil mantém o Projeto Rolinha-do-Planalto que atua na preservação da espécie que é considerada criticamente ameaçada.

Rolinha picui

Também chamada de rolinha-branca, a picui (Columbina picui) possui penas quase brancas e, sob suas asas, uma faixa marrom-acinzentada. Pesa aproximadamente 60 gramas e mede até 18 cm.

Pode ser encontrada em todas as regiões do país em áreas urbanas, assim como no cerrado e bordas florestais. É avistada em bandos pequenos e casais. Sua alimentação é basicamente composta por grãos.

Rolinha-de-asa-canela

Espécie pequenina podendo medir entre 14 a 16 cm, a rolinha-de-asa-canela (Columbina minuta) é encontrada em quase todas as regiões brasileiras. Habita áreas de pastagens, além de restingas e canaviais. Porém, raramente é avistada em áreas urbanas.

Suas asas possuem pintas que mudam de cor de acordo com a luminosidade. Pode ser avistada em casais e pequenos bandos. Sua alimentação é baseada em grãos, bem como alguns tipos de sementes.

As rolinhas são serenas e até um pouco tímidas, se é que podemos chamar assim. Se gostar de pássaros e tiver a oportunidade de conviver com essa espécie, não desperdice! Com certeza, será uma experiência muito gratificante e enriquecedora.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo