Salada de feijão tem muitas versões e é ótima no verão

Inicio » Agronegócio » Salada de feijão tem muitas versões e é ótima no verão
10/10/2020 Por
Salada de feijão tem muitas versões e é ótima no verão

A salada de feijão, por ser rica em fibras, gera a sensação de saciedade, contribuindo para evitar excessos. O feijão, além de contar com textura e sabor marcantes, é muito nutritivo. Nesse sentido, a salada de feijão representa uma opção fresca e leve, ideal para aqueles dias mais quentes. Seu preparo é bastante fácil, com variações que podem combinar diversos ingredientes.

O feijão fradinho, por exemplo, por ser combinado a legumes e frios, pois o resultado sempre será surpreendente e delicioso. A salada de feijão, portanto, oferece a possibilidade de receitas simplesmente irresistíveis.

Salada de feijão

O que é salada de feijão?

Salada de feijão é uma variação bastante comum de saladas, podendo ser constituída por diversos elementos. Estes, tipicamente, envolvem cebolas cruas, pimentas e/ou outros vegetais, em meio a molhos e vinagretes que, por seu turno, são caracteristicamente adocicados com um pouquinho de açúcar.

Com efeito, a salada de feijão também pode ser preparada como pratos em conserva, desde que o método de armazenamento não seja usado em mais de um ano, a fim de preservar suas melhores qualidades.

Diferentes culturas têm suas próprias versões da salada de feijão. Por exemplo, a “balela” é uma salada oriunda do Oriente Médio que, tradicionalmente, utiliza feijão preto e grão de bico com suco de limão, ervas e tomates.

As saladas sul-americanas apresentam saladas de feijão acompanhadas de vinagre, azeite e tomate, sendo servidas com bifes grelhados. É bastante comum que, em certas partes dos Estados Unidos, esse tipo de prato seja referenciado pela variedade de feijões presentes em cada receita.

O termo “salada de feijão” é utilizado para se referir a receitas relacionadas, com variantes ricos em amidos, que contêm arroz, macarrão, cevada, entre outros.

Benefícios do feijão para a saúde

O feijão é considerado pelos nutricionistas como um alimento repleto de nutrientes. Ademais, quase todos os brasileiros o incluem em sua dieta, devido ao seu incomparável sabor.

Efetivamente, há cerca de 15 diferentes variedades e todas elas contam com um grande valor nutricional. Sem embargo, essa leguminosa, que é uma das maiores fontes de ferro entre os alimentos, integra os itens básicos de alimentação em todo o país, sendo os tipos azuki, branco, carioca e preto, os mais conhecidos.

Ao todo, são consumidos, em nosso país, cerca de 13 kg de feijão per capita ao ano. Esse é um excelente hábito, pois, conforme mencionado, o alimento proporciona altas concentrações de minerais e vitaminas.

Nesse sentido, o feijão é uma importante fonte de vitaminas B9, B3, B2 e B1 (que contribuem para o correto funcionamento da medula óssea e do sistema nervoso), de minerais (magnésio, zinco, cobre, cálcio, fósforo, ferro e potássio), proteínas, lisina e aminoácidos que colaboram para o crescimento de adolescentes e crianças.

Vale lembrar que, embora essenciais, estes elementos não são naturalmente produzidos pelo organismo, motivo pelo qual necessitam ser retirados dos alimentos. Entretanto, a baixa quantidade de calorias do feijão (cerca de 96 em cada concha), articulada à saciedade, é outro elemento que justifica a ingestão da salada de feijão.

Em termos práticos, as suas fibras formam, no estômago, uma espécie de “gel”, assim, faz com que a sensação de fome demore mais tempo para se manifestar. Com tantas vantagens, o feijão obteve, inclusive, recomendação positiva no Guia Alimentar – documento do Ministério da Saúde – que indica que a leguminosa contribui para a prevenção de doenças.

De fato, uma boa salada de feijão reduz, por exemplo, o risco de enfermidades como câncer de cólon, diabetes e distúrbios cardiovasculares, assim como auxiliam o funcionamento adequado do intestino.

Salada de feijão

Por que não abrir mão do feijão em suas refeições?

Devido aos benefícios proporcionados à prevenção de doenças, saúde bucal e trato digestivo, não faltam bons motivos para incluir o feijão em suas refeições. Entre os principais benefícios, destacam-se:

  • Prevenir a prisão de ventre: as altas concentrações de fibras contribuem para o bom funcionamento de seu sistema digestivo, facilitando os trânsitos intestinais;
  • Evitar cáries: o feijão propicia, diariamente, uma dose de flúor, ajudando no controle de cáries, à medida que absorvem melhor todo o flúor presente em águas tratadas;
  • Controlar os picos de açúcar sanguíneo: o feijão impede que os açúcares entrem rapidamente em sua corrente sanguínea, facilitando a manutenção das taxas de glicose em níveis ideais;
  • Fonte de potássio: devido ao fato de ser rico em potássio, o alimento contribui para a saúde de seu coração. Além disso, contribui para evitar cãibras, mediante o relaxamento muscular, depois ou antes da realização de atividades físicas;
  • Combater a anemia: consumir feijão regularmente evita a chamada “anemia ferropênica”, isto é, aquela causada por deficiências de ferro. Caso seja combinado a outros alimentos ricos em vitamina C, como a laranja, o seu organismo absorverá ainda mais esse mineral;
  • Fonte importante de vitamina B – as vitaminas do complexo B evitam a fadiga, o cansaço, as alterações de humor e uma vasta gama de distúrbios neurológicos.

Receita de salada de feijão

Para preparar uma deliciosa receita de salada de feijão, você precisará de:

  • Salsinha e cebolinha a gosto;
  • Pimenta do reino e sal a gosto;
  • O suco de um limão, de preferência, grande;
  • Um tomate grande;
  • Meio pimentão amarelo;
  • Meio pimentão verde;
  • Uma cebola de tamanho médio;
  • Uma xícara de chá de grão de bico previamente cozido;
  • Três xícaras de chá de feijão carioca previamente cozido.

Esta receita leva cerca de 15 minutos para ser preparada e pode render até 5 porções.

Após reunir os ingredientes, você deve misturá-los e temperá-los. O ideal é servir a salada fria. Apesar de ser um elemento opcional (de modo que você pode fazer essa salada apenas com o feijão), vale a pena experimentá-la com o grão de bico.

Salada de feijão

Salada de feijão azuki

Para fazer essa salada de feijão azuki, você necessitará de:

  • Uma cebola roxa picada;
  • Cheiro verde picado;
  • Sal a gosto;
  • Azeite de oliva;
  • 100 gramas de pimenta biquinho (em conserva);
  • 100 gramas de feijão azuki, deixados previamente de molho.

É altamente recomendável deixar o feijão de molho ao longo da noite que precede a execução do prato. Então, você deve cozinhar o feijão em uma panela comum, até que ele fique al dente, o que leva cerca de 30 minutos.

Depois do cozimento, escorra a água (lembre-se de que essa água é rica em ácidos fólicos e pode ser congelada e usada como base de preparo de uma sopa de legumes). Espere o feijão esfriar, então, escorra a água da conserva de sua pimenta biquinho.

Coloque, em um refratário, o feijão já esfriado, a pimenta em conserva, o cheiro verde e a cebola. Tempere com azeite de oliva e sal a gosto. Pronto, você terá uma deliciosa salada de feijão para servir toda a família!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo