Sedimentação é o processo de aglutinação de novas rochas sedimentares

Inicio » Meio Ambiente » Sedimentação é o processo de aglutinação de novas rochas sedimentares
07/05/2019 Por
Sedimentação é o processo de aglutinação de novas rochas sedimentares

Através da sedimentação acontece o movimento de partículas do solo, que são levadas de um local a outro pela ação de chuvas e vento.

A sedimentação acontece quando pequenos grãos de rochas primitivas são carregados por agentes exógenos e, com o tempo, acabam sendo compactados. Assim, novas formações rochosas ou camadas terrestres  vão sendo criadas.

A sedimentação é um processo que também está presente nas atividades humanas. É utilizada na metodologia de diversas indústrias, assim como em exames laboratoriais.

Sedimentação

O que é sedimentação?

Sedimentação é o processo de desgaste de rochas primitivas, que ocorre devido a agentes exógenos como chuva, ventos, e correnteza de rios, por exemplo. Devido a estas modificações de sedimentação, então, a Terra passa por transformações em seu relevo.

Assim, os sedimentos são pedaços de rochas que sofreram deterioração. Estes pedaços podem ter vários tamanhos, como grãos de poeira ou pó. Quando estes pequenos pedaços de rocha e solo se aglutinam, portanto, dão origem à rochas sedimentares.

Este processo também ocorre quando existe o processo de separação entre um sólido suspenso em um líquido Com a ação do tempo e da gravidade, então, as partículas que são mais densas se depositam no fim de um recipiente. Este fenômeno acontece naturalmente na natureza.

Tipos de sedimentação

A sedimentação é uma técnica utilizada também nas indústrias, a fim de separar as partículas sólidas de um determinado líquido. Então, existem diversos processos que podem auxiliar nessa separação e na decantação das partículas. Alguns tipos de sedimentação, são:

  • Discreta
  • Floculenta
  • Em zona
  • Por compressão
  • Fracionada
  • Espontânea

Como ocorre a sedimentação fracionada?

No processo da técnica fracionada ocorre a separação de misturas heterogêneas. Para isso, então, é utilizada a diferença de densidade entre os materiais para realizar esta separação. Para que a sedimentação ocorra, é adicionado um líquido na mistura que se deseja separar. Depois disso, o componente menos denso flutua, enquanto o mais denso decanta para o fundo do recipiente.

Como exemplo de sedimentação fracionada podemos citar a mistura de areia e serragem. A separação destes dois componentes pode ser realizada com água.

Primeiro porque nenhum dos dois irá se dissolver com a adição do líquido. Segundo porque a água ira separar os materiais e, conforme sua densidade, a serragem irá flutuar. Consequentemente, a areia por ser mais densa, decantará.

Sedimentação

Outros usos para a técnica

Além de ser um procedimento realizado em muitas indústrias, como nas estações de tratamento de água e esgoto, por exemplo, a sedimentação ainda possui diversas outras funções.

Uma delas é seu uso para fins medicinais, nos exames laboratoriais. O método de sedimentação espontânea, também chamado de método de Hoffman, Pons e Janer ou Lutz, consiste em um exame que auxilia na descoberta de protozoários e larvas no corpo humano.

Através da sedimentação e da decantação é realizado um processo de mistura entre água e fezes (que serão examinadas). O produto resultante passa por um filtro e fica em repouso, onde o material denso é decantado. Os sedimentos são analisados em uma lâmina e, assim, é possível descobrir a existência de parasitas no corpo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo