Siriema (ou seriema) é uma ave da família Cariamidae

Inicio » Meio Ambiente » Siriema (ou seriema) é uma ave da família Cariamidae
21/08/2020 Por
Siriema (ou seriema) é uma ave da família Cariamidae

A siriema, também conhecida como seriema em algumas regiões do Brasil, é ave símbolo do estado de Minas Gerais. É uma ave típica do cerrado brasileiro e costuma chamar atenção pelo seu porte imponente.

Uma característica marcante da siriema é o seu grande poderio vocal. Seu canto pode ser ouvido há mais de 1 quilômetro de distância. Imponência e estridência a fazem ser muito popular e motivo de inspirações de muitas histórias e músicas pelos rincões do país.

siriema

O que é siriema?

Siriema é uma ave Cariamiforme pertencente à família Cariamidae. Seu nome provavelmente deriva da língua tupi, onde “çaria” significa “crista” e “am” é igual a “levantada”. Logo temos siriema, “crista levantada”.

É conhecida por diferentes nomes, ainda que próximos, em regiões distintas do país. No Ceará, por exemplo, é referida como “sariema” e outros locais como “seriema”. No mundo acadêmico, sua denominação é Cariama cristata.

É uma ave encontrada no cerrado brasileiro, se destacando no estado de Minas Gerais, no qual é considerada um dos animais símbolos.

Características físicas da siriema

A siriema pode alcançar até 70 cm de altura e 90 cm de comprimento. Costuma pesar até 1,4 kg e, apesar de o porte não ser considerado dos maiores, não deixa de apresentar aspecto imponente.

Isto sem dúvida se deve ao tamanho de sua crista que chega a medir 12 cm. A crista é formada por um tufo de penas que se destaca da plumagem da ave, cinza-amarelada e com finas riscas escuras.

Também contribui para a imponência da siriema o fato de ser uma das poucas espécies de pássaros a ter pestanas.

O abdômen da siriema se diferencia da cor predominante de sua plumagem por ter coloração mais clara, ainda que sutil. Também se diferenciam, do cinza-amarelado, as patas e o bico. Ambos são da cor vermelha.

Essa espécie de pássaro apresenta outra curiosidade que é o fato de jovens e adultos medirem, em alguns casos, o mesmo tamanho, dificultando a distinção.

No entanto, a distinção não é impossível, pois há um aspecto que os diferenciam: a cor dos olhos.

Nos mais jovens, os olhos têm tom amarelado; já nos adultos, a tonalidade predominante é o cinza.

Outro ponto de diferenciação, embora não ocorra com tanta frequência, é o tom do bico, que em alguns casos pode se mostrar mais escuro na siriema jovem.

siriema

Siriema voa?

Essa é uma questão que pode causar estranhamento, uma vez que se trata de uma ave, contudo, não se esqueça que há aves que não voam, como a ema.

Se avaliar o tipo físico da siriema, perceberá que tem semelhanças com a ave citada. A propósito, por isso é cabível o questionamento se siriema voa.

Afinal, se a ema que é uma ave e não alça voo, o mesmo pode ocorrer com a siriema que tem características físicas semelhantes.

E antes que desperte dúvidas, ema e siriema são aves diferentes. No entanto, apresentam mais uma similaridade: ambas as aves preferem caminhar no chão do que planar com as asas.

Isso se deve à musculatura e o tamanho dessas aves que tornam longos trajetos no ar inviáveis.

Mas há uma diferença: a siriema pode voar, se quiser. E isso ocorre, geralmente, no caso de se sentir ameaçada, se mesmo após correr atingindo velocidade superior a 50 km/h, estiver sendo perseguida sem abrir distância.

Distribuição geográfica da siriema

Essa ave gosta de habitar áreas abertas como cerrados, campos sujos e pastagens, sendo por isso uma das poucas aves que se beneficiam dos estragos do desmatamento.

No Brasil há muitas áreas abertas e, infelizmente, desmatamentos, assim, é possível encontra-la em praticamente todo o território nacional.

Está presente desde o Maranhão até o Oeste de Mato Grosso. Também percebe-se grande concentração no sudeste do país, principalmente em Minas Gerais.

Contudo, é ausente em parte significativa no território, onde normalmente se encontram muitas espécies de animais, nas florestas da Amazônia.

Fora do Brasil, é vista no Paraguai, Bolívia, Argentina e Uruguai.

Alimentação da siriema

A alimentação da siriema se assemelha muito com a dos gaviões. Come desde insetos a pequenos vertebrados, com roedores e répteis, se destacando neste último.

Devido ao seu cardápio incluir cobras, é comum que fazendeiros a queiram próxima de suas propriedades para livrar a região dos ataques do animal. Também são protegidas dos fazendeiros por se nutrirem de vermes e ovos de outras espécies de animais.

Sem dúvida, seu bico é o maior trunfo na sua caçada, pois o utiliza para matar as suas presas. Os dedos das patas são pequenos e sem garras, por isso não desempenham grande papel para o abate de suas refeições.

Contudo, se mostram úteis para atacar animais maiores. Com as patas, pisam sobre as presas maiores para, em seguida, desmembrá-las usando o bico poderoso.

siriema

Hábitos da siriema

Anda e prefere ficar no chão. É uma ave sociável, vivendo sempre em pares ou em bandos. Foge correndo em perseguição e pode alçar voo em razão disso, mas ao ficar cansada voa pequenos trechos antes de voltar ao solo para correr. Para dormir, se empoleira no alto de árvores.

Costuma produzir seus ninhos com pouca altura do chão ou em até 4 ou 5 metros do solo. O critério de escolha da árvore ao fazer o ninho deve atender à necessidade de permitir o acesso após curtas esvoaçadas.

Para produzir o ninho, ela se utiliza de galhos frágeis e gravetos, forrando com barro, folhas secas ou até estrume de gado.

A fêmea põe até 2 ovos branco-rosados, com manchas em castanho. Para chocar os ovos, o casal se reveza. Esse período de chocadeira pode durar até 30 dias.

Os filhotes abandonam o ninho decorridas duas semanas de nascimento. As penas de adulto começam a surgir após 4 ou 5 meses.

O canto da siriema

Certamente, o canto desse pássaro é marcante, mais pelo seu poder de alcance do que pela harmonia. O canto da siriema pode ser ouvido a mais de 1 quilômetro.

O canto é marcando por ser alto e longo. É semelhante a uma longa risada que aumenta de tom e de ritmo conforme a repetição do canto.

A siriema pode permanecer vários minutos gritando de forma ininterrupta.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo