Sorgo é cereal nutritivo e de cada vez mais popularidade

Inicio » Agricultura » Sorgo é cereal nutritivo e de cada vez mais popularidade
11/04/2019 Por
Sorgo é cereal nutritivo e de cada vez mais popularidade

O sorgo é um alimento rico em fibras e proteínas essenciais ao organismo animal e humano

O sorgo é um tipo de cereal de cor clara e sabor neutro. Ele se assemelha ao trigo, contudo, não contém glúten. Deste modo, é muito procurado pelos que desejam uma alimentação mais rica em fibras e com menor teor calórico. Embora seu consumo na dieta dos seres humanos não seja muito comum no Brasil, pesquisas indicam que suas vantagens alimentares são essenciais para uma vida mais saudável.

O cereal sorgo está muito presente no país, no ramo da agropecuária. Este cereal é muito procurado por pecuaristas como forma de enriquecer as deitas do gado bovino. Entre seus principais benefícios, podemos citar a redução do colesterol, um melhor funcionamento da flora intestinal e a prevenção de doenças, entre outros.

O cereal sorgo apresenta características peculiares

O que é sorgo?

O sorgo é uma planta de origem africana – além de ser da mesma família vegetal do milho – sendo, portanto, um cereal. Seu consumo faz parte da base alimentar de muitos animais, em especial dos bovinos. Por isso, é muito conhecido no âmbito da agropecuária. A planta é comumente comercializada na forma de farinha, também conhecida como farinha de sorgo.

Este cereal é classificado como um dos cinco mais importantes em todo o mundo, logo atrás do trigo, milho e a cevada. No Brasil, seu uso é quase exclusivo do campo rural, pois não é muito procurado para a dieta humana.

Contudo, na África, o cereal ganha força e tem cerca de 75% de sua produção total voltada para consumo humano. Este fenômeno acontece em razão das propriedades que este grão contém e seu baixo custo no plantio. O plantio deste cereal pode ser feito de duas maneiras: manual ou por meio de uma plantadeira. No momento do plantio, é necessário que se tenha um espaçamento de cerca de 20 centímetros entre uma muda e outra.

O maior diferencial o sorgo é a grande concentração de antocianina em sua composição. A antocianina é uma substância rica em antioxidantes e pouco encontrada em alimentos do dia a dia. Além disso, o sorgo também contém altos níveis de minerais, como ferro, magnésio, fósforo e zinco.

Origem do sorgo no Brasil

Na Brasil, este cereal chegou em meados do século 20 e teve o início de sua produção nas terras de Minas Gerais e de Goiás. Atualmente, o estado de maior produção do tipo experimental é o Pará, no Norte do país. Por outro lado, a produção destinada para consumo tem sua maior safra localizada no Centro-Oeste. Somente em 2010, mais de 60% do sorgo produzido foi de orgiem mineira ou goiana.

Existem quatro tipos de sorgo principais: granífero, vassoura, sacarino e forrageiro. Os tipos deste cereal são bastante distintos em suas produções, contudo eles contém praticamente os mesmos benefícios em suas composições.

  • Sorgo granífero

O sorgo granífero é derivado de uma planta de porte baixo, que pode atingir até 170 centímetros. O grão se desenvolve próximo ao cacho da planta e permanece compactado por lá. Para a produção deste tipo de sorgo, o grão é a parcela da planta mais importante; entretanto, os restos da planta são geralmente utilizados no campo, como feno.

  • Sorgo forrageiro

O tipo forrageiro é originário de uma planta de grande porte que pode atingir 2 metros. Esta planta produz muitas folhas e seus cachos são de caráter mais aberto e com poucas sementes. No Brasil, o forrageiro é comum no Agreste e Sertão de Pernambuco. Além disso, ele é utilizado na forragem no campo rural. Há alguns tipos de sorgo forrageiro que contém colmo doce, e podem ser chamados de sorgo sacarino.

O plantio do cereal sorgo

  • Sorgo sacarino

A planta do sorgo sacarino é de porte grande e pode atingir até 2 metros, assim como a anterior. Sua principal característica é a presença de colmo (caule) doce e bastante suculento, semelhante ao da cana-de-açúcar. O cacho desta planta é aberto e são produzidas poucas sementes. No Brasil, este tipo de sorgo é geralmente utilizado como sorgo forrageiro, pois no momento da silagem e do corte, a produção de ambos é bastante semelhante. Todo sorgo deste tipo pode ser forrageiro.

  • Sorgo vassoura 

A planta do tipo de vassoura tem como principal característica o cacho em formato de uma vassoura. Ou seja, seu caule é alongado e contém diversas terminações com a presença de grãos. O estado brasileiro que mais produz este tipo de planta é o Rio Grande do Sul, onde o seu uso é destinado para a fabricação de vassouras.

Para que serve o sorgo?

Embora seu uso no Brasil não seja tão forte como em outros países do mundo, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é que mais utiliza o grão para teste. A partir de experiências sensoriais acerca das propriedades do sorgo, ele é testado como substituto saudável na produção de pipoca, complemento para bolos, biscoitos, entre outros produtos.

Em seu estado de farinha, ele pode ser utilizado como cereal de consumo matinal e apresenta uma composição nutricional semelhante ao de farinhas integrais. A farinha do sorgo é de cor clara e textura macia. Seu sabor é semelhante ao da farinha de trigo, contudo, apresenta mais vantagens em fibras e proteínas.

O sorgo em formato de grãos após a colheita

Benefícios do sorgo

Os benefícios do sorgo são dos mais variados. Além do cereal não apresentar glúten em sua composição, é rico em fibras. Ele pode ser utilizado em culinárias mais saudáveis ou como substituto em receitas que necessitam de farinhas, como em bolos e biscoitos.

Além disso, seu consumo contínuo beneficia na redução da produção de gases em pessoas que possuem alta sensibilidade ou mesmo intolerância ao glúten. Em razão do alto nível de fibras, o sorgo auxilia no melhor funcionamento da flora intestinal. É também um auxiliar para os indivíduos que sofrem de diabetes, pois aumentam o índice de glicose no sangue.

Outro ponto importante sobre as propriedades do sorgo é o fato de ele ser um agente rico em policosanol. Esta substância é responsável por controlar os níveis de colesterol no sangue. Além disso, ele é um auxiliar no processo de emagrecimento, pois seus grãos oferecem saciedade e reduzem a produção e retenção de gordura no organismo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo