Subprodutos do milho fazem parte da cultura brasileira

Inicio » Agronegócio » Subprodutos do milho fazem parte da cultura brasileira
07/04/2021 Por
Subprodutos do milho fazem parte da cultura brasileira

O milho é um grão bastante apreciado no Brasil. Seja por sua utilização na culinária, ou grande aproveitamento no agronegócio. Além da utilização do cereal enquanto grão, os subprodutos do milho têm enorme importância no mercado brasileiro.

Na safra de 2020/21, o Brasil deve alcançar um recorde de grãos com 268,7 milhões de toneladas produzidas. Nesse sentido, o recorde supera o da safra 2019/20 em 4,2%, como mostra a Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab. Dentre os grãos de destaque está o milho, que tem preços de 50% a 100% mais altos do que no ano anterior e isso também gera impactos em subprodutos do milho.

O mercado desses subprodutos tem a característica de atender o consumo de humanos e de animais. Devido ao processamento do milho, é possível obter produtos diversos, como veremos adiante. Ao mesmo tempo, a produção do grão está em alta no país, contribuindo para que mais produtos sejam comercializados dentro e fora do Brasil.

subprodutos do milho

Quais são os subprodutos do milho?

Para entendermos melhor quais subprodutos do milho se destinam para humanos e quais se utilizam na criação de animais, confira a lista de produtos do milho em duas seções:

Subprodutos do milho para consumo humano

A diversidade de produtos que podemos consumir é grande e o Brasil tem uma culinária que explora muito bem isso. Aliás, além de promover uma festa que utiliza o milho para preparar diversas receitas – a famosa Festa de São João -, a alimentação cotidiana dos brasileiros também é cheia de subprodutos do milho. Então, veja alguns exemplos.

  • Fubá
  • Farinha comuns
  • Farinhas pré-cozidas
  • Quirera
  • Óleo de milho
  • Amidos alimentícios
  • Canjicas
  • Pipocas
  • Xarope de glucose
  • Cremes

A lista vai longe, já que a indústria transforma o milho em diversos outros produtos. E muitos deles nós nem imaginamos, como corantes para molhos, bebidas alcoólicas e refrigerantes. Além disso, amidos industriais do milho também resultam em papel, fitas, adesivos e outros.

Subprodutos do milho para consumo animal

O milho faz parte dos cereais que geram subprodutos para alimentação animal. Portanto, são diversos os animais que se beneficiam com os produtos, como a cultura bovina, suína e de aves. Assim como, a ração do produzida com milho também pode atender animais domésticos, como cães e gatos.

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a cadeia produtiva do milho se insere em outras produções, como a cadeia do leite, ovos e carnes.

Os subprodutos são fundamentais para a produção dessas culturas, assim como elas incentivam para que a produção do milho também seja eficiente.

Conheça alguns subprodutos do milho para consumo animal

  • Silagem
  • Farelo de milho
  • Rolão
  • Grãos (inteiros ou moídos – para produção de rações)

Por fim, a utilização dos subprodutos do milho também ganhou espaços que antes pertenciam aos produtos da soja. Um exemplo é o DDG – um produto extraído da destilação de cerveja -, que possui uma concentração grande de proteína, inclusive maior do que farelo de soja.  Do mesmo modo, em regiões em que o preço do milho é mais economicamente viável ao produtor rural, este subproduto é mais utilizado na alimentação dos animais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo