Tabela de frete: entenda como funciona e qual a sua importância

Inicio » Agronegócio » Tabela de frete: entenda como funciona e qual a sua importância
13/10/2020 Por
Tabela de frete: entenda como funciona e qual a sua importância

Entender a tabela de frete é fundamental para precificar adequadamente as suas mercadorias e traçar estratégias eficazes para fidelizar e captar clientes. A tabela de frete é, sem dúvidas, um importante elemento integrante dos custos logísticos de uma empresa. Portanto, o assunto deve ser tratado de forma estratégica, sobretudo quando o foco está nos custos de transporte.

Desse modo, a busca pelos custos mais competitivos é essencial para organizações que almejam maior representatividade em seu segmento de atuação. Com efeito, os gastos de transportes devem ser eficientemente gerenciados. A melhor maneira de desempenhar essa atividade consiste, justamente, em partir de uma tabela de frete.

tabela de frete

O que é tabela de frete?

Tabela de frete é uma ferramenta capaz de determinar os valores mínimos aos transportes realizados em território nacional, tendo sido criada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Os detalhes do cálculo da tabela de frete no Brasil podem ser encontrados na Resolução 5820, de 2018, que informa, em sua totalidade, os custos a serem considerados para a definição dos valores.

Como funciona a tabela de frete?

A tabela de frete deve trazer os cálculos referentes aos valores mínimos que devem ser cobrados a respeito dos custos fixos, bem como certas informações variáveis, tais como a quantidade de eixos dos caminhões e as distâncias percorridas em cada entrega.

Taxas adicionais, como Ad Valorem e pedágio, não devem ser incluídas na composição dos custos mínimos, deixando espaço para que as transportadoras criem seus preços e, assim, a competitividade seja fomentada nesse mercado.

Como elaborar a tabela de frete?

Há fatores cruciais para garantir a precisão de uma tabela de frete – tanto paro os clientes, que visam valores competitivos, quanto para os transportadores, que necessitam de lucro. Elencamos, a seguir, alguns dos itens mais importantes. Confira!

1. As características das cargas da tabela de frete

As cargas são as demandantes de especificações em cada transporte. É importante que a tabela de frete traga a descrição dos valores a cada tipo de carga, sejam mercadorias frágeis, pesadas, leves, se são cargas soltas ou paletizadas, entre outras especificações.

2. O modelo dos veículos

O mercado, na atualidade, oferece os mais variados tipos de veículos, desde grandes, como caminhões de vários eixos, que possibilitam o carregamento das mais pesadas cargas, até pequenos, caso das vans, que são utilizadas para prazos mais curtos de entrega e cargas leves.

3. Prazo de entrega

Os caminhões de 2 eixos, por exemplo, apresentam velocidades menores de entrega em comparação a um caminhão toco. Logo, os prazos de entrega são de grande importância na definição dos valores de fretes, uma vez que cada tipo de veículo tem valores específicos.

tabela de frete

4. Fator cubagem influencia na tabela de frete

O fator de cubagem é expresso pela relação entre o espaço físico ocupado pela carga e o seu respectivo peso. A partir desses cálculos, é possível chegar à quantidade de metros cúbicos a serem efetivamente ocupados, resultando no chamado “peso cubado”. Sempre que este for superior ao peso real, o frete deverá se basear nesse valor.

5. Combustíveis

Os preços dos combustíveis são uma variável impossível de controlar. Entretanto, é altamente recomendável que tal custo seja atualizado junto à tabela de frete. Ademais, a empresa deve ter motoristas capacitados para que os gastos com combustíveis não excedam a média calculada.

6. Impostos e taxas

Os custos relativos ao transporte precisam, ainda, englobar todos os impostos e taxas que incidem sobre serviços prestados, como as taxas referentes a restrição de trânsito, ISS, ICMS, GRIS, Ad Valorem, entre outros, que variam segundo o valor da carga e localização da entrega.

7. Distâncias percorridas

As quilometragens a serem percorridas estão entre os principais fatores na determinação dos custos de frete, à medida que é partindo desses dados que as demais variáveis, como combustíveis e pedágios, podem ser calculadas.

Quais são os custos de frete mais relevantes?

O valor de um frete é, a grosso modo, o preço cobrado para a efetuação dos serviços de transporte das mercadorias, de seus pontos de venda ou armazéns até as residências dos consumidores finais, bem como as coletas de produtos. Dito de outra forma, o valor do frete articula 3 operações distintas: entrega ao destinatário, transporte e coleta.

Para que a empresa possa remunerar com os serviços de transportes rodoviários de cargas, é indispensável que o valor de frete seja calculado corretamente. O consumidor atual está cada vez mais esclarecido. Sendo assim, não perderá a oportunidade de desfrutar de fretes mais baratos ou, até mesmo, de sua isenção.

1. Frete peso

Este fator consiste na determinação da cobrança devida em relação ao peso cubado ou real. Caso a carga ocupe um espaço maior, o preço do frete cubado deve ser maior, sendo considerado na definição do valor final.

2. Frete valor

No que tange ao frete valor, o preço dos transportes é o que determina os valores das cargas. Esse elemento é amplamente usado em mercadorias com alto valor agregado, uma vez que há, via de regra, maiores cuidados durante a gestão de riscos.

3. Generalidades

As generalidades podem ser resumidas como os custos referentes às necessidades específicas das mercadorias. Por exemplo, para a realização de entregas em locais de acesso difícil, algumas taxas podem ser cobradas, a fim de ressarcirem o tempo adicional dispendido nos gastos com essas operações.

tabela de frete

4. Abrangência

A abrangência, por sua vez, se refere às regiões atendidas pelas transportadoras, bem como as quilometragens e rotas entre o destino e a entrega, que devem ser incluídas junto à tabela de frete.

5. Impostos

Conforme mencionado, as atividades de impostos incidem, também, na cobrança do ICMS. Essa alíquota pode variar dependendo da localidade de destino, sendo possível chegar aos 18%.

6. Prazos

Os prazos fornecem a informação do tempo que uma entrega leva para ser concluída, isto é, o chamado transit time. O cálculo realizado deve considerar o momento de saída dos materiais dos estoques até sua chegada ao cliente.

7. Ad Valorem

O Ad Valorem é uma porcentagem variável na tabela de frete, dependendo de elementos como o tipo da mercadoria, a localização e a distância, incidindo sobre os valores das notas fiscais, com o intuito de cobrar os valores referentes à segurança, durante o transporte, das cargas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo