Diferentes tipos de camarão são criados por pequenos produtores

Inicio » Agronegócio » Diferentes tipos de camarão são criados por pequenos produtores
08/12/2020 Por
Diferentes tipos de camarão são criados por pequenos produtores

Tipos de camarão criados em cativeiro movimentam o agronegócio e são fonte de renda para pequenos produtores. A criação de vários tipos de camarão em cativeiro possibilita um bom retorno financeiro, além de gerar milhares de empregos.

Vários tipos de camarão podem ser criados em cativeiro, mas requer técnicas adequadas e conhecimento para que a produção seja eficaz.

tipos de camarão

O que é camarão?

Camarão são pequenos crustáceos da ordem Decapoda e pode ser encontrado por todo o mundo, tanto em água doce quanto salgada.

O camarão é um alimento muito apreciado, principalmente na alta gastronomia, onde é utilizado para o preparo de pratos gourmet.

Mas, no Brasil, apesar de ser um dos países que mais produzem camarão em cativeiro, o consumo per capita do crustáceo é de apenas 500 gramas/ano, metade da média mundial.

Tipos de camarão e a carcinicultura

Nas últimas décadas, a carcinicultura, ramo da aquicultura, tem crescido no Brasil, pois se tornou fonte de renda para pequenos produtores, principalmente na região Nordeste.

Em 2018, a carcinicultura gerou mais de R$ 1 bilhão, com uma produção superior a 45 mil toneladas.

O estado do Rio Grande do Norte foi responsável por mais de 43% do montante da produção e, o Ceará, com mais de 28%.

Os tipos de camarão mais cultivados na carcinicultura são o camarão de patas-brancas, de água marinha e o camarão da Malásia, de água doce.

Tipos de camarões marinhos

Podem ser encontradas no Brasil vários tipos de camarões marinhos, inclusive algumas espécies criadas em cativeiro, as conhecidas fazendas de camarão.

Em seguida, listaremos as espécies mais encontradas no território brasileiro.

Camarão de patas-brancas

O camarão de patas-brancas, também chamado de camarão-cinza e camarão do Pacífico, pertence à família Penaeidae, espécie Litopenaus vannamei, ordem Decapoda.

A espécie é endêmica do Oceano Pacífico, podendo ser encontrada desde o litoral peruano até o mexicano.

O camarão patas-brancas é a espécie mais criada em cativeiro por todo o mundo, inclusive no Brasil.

A criação da espécie em cativeiro corresponde há 50% de todo volume mundial, uma vez que o patas-brancas tolera bem alterações de temperatura, bem como de salinidade.

A princípio, seu cultivo deve ser realizado em uma temperatura com variação entre 22 a 30 °C e salinidade entre 26 e 30 UPS (Unidade Prática de Salinidade).

O sistema de criação pode ser realizado tanto em tanques quanto em viveiros cavados em solo natural.

Além disso, a criação também pode ser realizada em represas, mar, braços de mar, bem como lagos e lagoas artificiais.

Quando em condições adequadas e dieta rica em proteínas, ao atingir 6 meses, o macho patas-brancas pode chegar a 17 cm e pesar 20 gramas.

Já a fêmea, por sua vez, pode medir 23 cm e pesar até 28 gramas.

O litoral Nordeste brasileiro, principalmente no Ceará e no Rio Grande do Norte, é o maior produtor de camarão em cativeiro, totalizando mais 99% do montante nacional.

A criação de vários tipos de camarão, sobretudo da espécie patas-brancas, é realizada por pequenos produtores.

A produção, então, é comercializada para restaurantes, hotéis, supermercados, além de indústria de pescados e diretamente ao consumidor.

Entretanto, o maior problema encontrado pelo pequeno produtor, é o armazenamento, bem como o transporte para regiões mais distantes.

Por consequência, o produto somente é comercializado em áreas próximas aos criadores, o que prejudica tanto o aumento da renda quanto a geração de novos empregos.

tipos de camarão

Camarão rosa

O camarão-rosa, pertence à ordem Decapoda, família Penaeidae, espécie Farfantepenaus brasiliensis, sendo encontrado tanto no litoral brasileiro quanto nos Estados Unidos.

A espécie é mais apreciada e consumida pelos brasileiros e amplamente utilizada no preparo de inúmeras receitas.

O camarão-rosa é uma espécie que vive em regiões de baixa profundidade, entre 18 a 150 metros.

Alimenta-se basicamente de matéria orgânica em decomposição, além de pequenos peixes. Quando adulto, pode medir até 18 cm e pesar 17 gramas.

Camarão sete barbas

Camarão sete barbas ou camarão de sete barbas como também é conhecido, pode ser encontrado por todo o litoral brasileiro.

A espécie pertence à família Penaeidae, ordem Decapode, de nome científico Xiphopenaeus kroyeri, e habita o Atlântico Ocidental.

O camarão sete barbas pode ser encontrado desde o estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, até o estado do Rio Grande do Sul.

Ainda, ele habita águas com profundidade máxima de 118 metros, entretanto é mais abundante entre 5 a 27 metros.

O camarão sete barbas é fartamente encontrado no estado da Bahia, onde mais de 99% de sua captura é realizada por meio de arrasto.

Tipos de camarão de água doce

Os camarões de água doce pertencem à ordem Decapoda, família Palaemonidae, gênero Macrobrachium.

A espécie pode ser encontrada tanto em rios quanto em riachos nas regiões de clima subtropical e tropical, por todos os seis continentes.

Tanto seu sabor quanto sua textura e tamanho são muito parecidos com os das lagostas e dos lagostins.

No Brasil, 3 tipos de camarão de água doce são amplamente consumidos, além de alguns deles criados em cativeiros.

Conheça, em seguida, um pouco mais sobre eles.

tipos de camarão

Camarão pitu

O camarão pitu, nome científico Macrobrachium carcinus, é o maior camarão de água doce do Brasil, podendo pesar até 300 gramas e medir quase 50 cm.

Ele pode ser encontrado em todos os biomas brasileiros, com exceção do Pantanal.

Camarão da Amazônia

O camarão da Amazônia, nome científico Macrobrachium amazonicum, é nativo da bacia do Amazonas e também da bacia do Pantanal.

Entretanto, também pode ser encontrado em estados da região Sul como, Paraná e São Paulo, por exemplo.

Mas, nos últimos anos, a espécie vem sendo criada em cativeiro, apresentando excelente produtividade.

Aliás, entre os tipos de camarão de água doce, o camarão da Amazônia é uma das espécies que apresenta ótimo desenvolvimento em policultivo com peixes como lambari e tilápia, por exemplo.

Camarão da Malásia

O camarão da Malásia, nome científico Macrobrachium rosenbergii, é a espécie de água doce mais produzida em cativeiros.

A espécie é nativa de países tropicais como, Malásia, Vietnã e Índia e também amplamente criada nas fazendas de camarão encontradas por todo o território.

Em virtude de sua origem tropical, necessita de água com temperaturas superiores a 20 °C, além de viveiros escavados naturais para que a produção seja rentável.

A alimentação do camarão da Malásia deve ser feita com rações específicas para a criação de camarões e que estão disponíveis no mercado.

A criação de vários tipos de camarão, tanto de água doce quanto salgada, vem crescendo no Brasil a cada ano. Para muitos empreendedores, principalmente os pequenos produtores, a atividade é a maior fonte de renda e geradora de empregos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo