Tipos de queijo incluem opções que fazem da iguaria uma unanimidade

Inicio » Agronegócio » Tipos de queijo incluem opções que fazem da iguaria uma unanimidade
24/05/2019 Por
Tipos de queijo incluem opções que fazem da iguaria uma unanimidade

Tipos de queijo se diferenciam pelo sabor, formato e até nutrientes

Tipos de queijo variados, de diversas nacionalidades, formatos e temperos enchem os olhos de pessoas no mundo inteiro. Talvez possa ser a única unanimidade gastronômica do planeta; e não é para menos! Há incontáveis formas de fabricar e temperar o queijo. O clima, a água e a raça do mamífero leiteiro , entre outros fatores, lhe conferem uma enorme versatilidade de sabor.

Tipos de queijo leves ou encorpados agradam diferentes paladares e promovem benefícios específicos também. De uma forma geral, o queijo é rico em vitaminas A e D, potássio e magnésio. Os mais brancos e menos gordurosos provocam saciedade e são aliados das dietas. Porém, o consumo dos mais temperados deve ser moderado, devido à gordura.

Tipos de queijo inúmeros também são fabricados no Brasil. Há os tipicamente brasileiros e outros inspirados nos trazidos ao país pelos europeus. O brasileiro consome cerca de cinco quilos de queijo ao ano, segundo a Associação Brasileira de Indústrias de Queijo (Abiq).

Tipos de queijo

Queijo edam ou gouda

Ao lado dos queijos franceses, italianos e suíços, destacam-se os holandeses. O queijo edam é facilmente identificável, por ser comercializado na forma de bola e revestido por uma película vermelha. Já o queijo gouda é o mais popular da Holanda.

O gouda é responsável por dois terços do consumo no país e, no Brasil, é conhecido pela casca rosa. Os dois queijos recebem este nome por causa das charmosas cidades de Edam e Gouda.

Blue cheese

Os queijos azuis são resultado de uma produção bem elaborada, permeada pela injeção de culturas de Penicillium. Desta forma, é esta produção que lhe confere o tom azul o sabor característico. Estas iguarias são provenientes, sobretudo, da Itália e da França.

São exemplos de queijos azuis:

  • Gorgonzola: é um dos queijos mais tradicionais da família dos queijos azuis. Por causa do seu gosto forte, não é unanimidade entre os consumidores.
  • Queijo roquefort: é um dos laticínios mais caros e exclusivos da França. É derivado apenas do leite de ovelha e ganhou este nome por conta da sua região de origem.
  • Stilton: originário da Inglaterra, especialmente dos condados de Derbyshire, Leicestershire e Nottinghamshire. Além disso, é usualmente harmonizado com vinho do porto.

Queijos tradicionais italianos

A mussarela é, dos queijos italianos, o mais tradicional. Mas, na realidade, é muita utilizada nos quatro cantos do mundo. Está presente em muitos alimentos, como tortas, esfihas, saladas e, claro, pizzas.

Já a mussarela de búfala é produzida a partir do próprio leite de búfala. No entanto, a fabricação com uso do leite de vaca foi adotada, através técnicas brasileiras.

Outro italiano (do Sul) famoso no mundo inteiro é o provolone. Mas, no Brasil, é presença constante no cardápio de petiscos de bares.

O queijo parmesão é mais um italiano arrasa quarteirão, presente em cardápios de todos os continentes. Devido a sua popularidade, foi copiado e é produzido em regiões com presença de colônias italianas, como o Brasil.

Menos popular do que seus conterrâneos, o mascarpone faz parte de um dos pratos italianos mais preparados em solo brasileiro, o Tiramisu.

Já o queijo pecorino é feito de leite de ovelha (pecora significa ovelha em italiano). Em suma, É um queijo duro, compacto e salgado, com sabor forte, muitas vezes usado em culinária, ralado. Existem vários tipos de pecorino, um dos mais conhecidos é o pecorino romano, fabricado na região próxima de Roma.

Tipos de queijo

Queijos finos

Tábuas de queijos e ocasiões mais formais pedem tipos de queijo mais refinados. Uma destas iguarias é o queijo brie, fabricados a partir do leite de vaca.

Outro artigo sempre presente nestas ocasiões é o queijo camembert, característico pela casca branca e mofos selecionados. Já o queijo feta é um laticínio de origem grega, resultado da maturação do leite de cabra com o de ovelha.

Queijo suíço

A Suíça é mundialmente famosa por seus queijos sofisticados, uma tradição secular no país. Entre os mais populares no Brasil e no mundo, estão o emmental e o gruyere:

  • Queijo emmental – Popular pelos “furinhos”, é usado em fondues, cremes brancos, entre outras receitas mais elaboradas. Seu consumo deve ser equilibrado, por ser muito gorduroso.
  • Queijo gruyere – Harmoniza bem com o emmental e é muito usado em fondue. É um queijo de leite de vaca, adocicado mas salgado, e que muda de sabor à medida que envelhece.

Queijo Minas

O queijo Minas, ou queijo de Minas, tem sotaque, sabor e nacionalidade brasileira. Produzido em Minas Gerais, também se diferencia pela cura e pelas especificidades, de acordo com a região.

No Estado de Minas, a produção artesanal é responsável por diferentes sabores que, muitas vezes, nem chegam a ser comercializados.

Queijo prato

Queijo Prato, ou queijo lanche, é um tipo de queijo macio de massa prensada e textura semelhante a do queijo Dinamarquês Danbo. Apesar de ser amarelo, tem um sabor suave e, por isso, é muito comum no cotidiano.

Queijo sem lactose

Quem é louco por queijo, mas intolerante a lactose, pode optar pelos “lac free”. O queijo sem lactose é fermentado por bactérias lácteas. Então, a própria lactose é eliminada durante o processo de curagem.

Como se forma o queijo

O queijo é um alimento feito a base de leite. Pode ser de vaca, cabra, leite de búfala, ovelha ou de outros mamíferos. Este laticínio é produzido através da coagulação do leite e a primeira de suas etapas consiste na acidificação por meio de uma cultura bacteriana.

Tipos de queijo

Em seguida, adiciona-se uma enzima chamada quimosina à mistura. Assim, a substância é responsável por transformar o leite em soro e coalhada.

Desta forma, tanto a bactéria quanto o processamento da coalhada têm papéis importantes na definição do sabor e da textura dos queijos. O queijo industrial é feito com leite pasteurizado e em grande escala, com conservantes e corantes.

Enquanto isso, o queijo artesanal é produzido com leite cru, em pequena escala, sem conservantes e sem corantes.

Os tipos de queijo variam de acordo com os países, estados e até cidade. Além disso, o fabricante influencia muito a fabricação. Altitude, clima, umidade do ar, água, pastagem e raça das vacas são fatores determinantes para definir o produto final.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo