Transesterificação é o processo químico que dá origem ao biodiesel

Inicio » Agronegócio » Transesterificação é o processo químico que dá origem ao biodiesel
07/05/2019 Por
Transesterificação é o processo químico que dá origem ao biodiesel

A transesterificação é a reação química promovida entre um éster e um álcool, dando origem a um novo produto.

Apesar de o termo não ser muito conhecido, é através da transesterificação que importantes produtos são gerados, como o biodiesel e a glicerina. O biodiesel, inclusive, é destacado por ser um combustível de fonte renovável.

A transesterificação é realizada através da reação de produtos químicos e catalisadores. Para este processo, então, é necessário que ocorra a reação entre os químicos e os óleos vegetais.

Transesterificação

O que é transesterificação?

Transesterificação é chamada a reação química entre duas substâncias. Mais propriamente falando, é quando ocorre reação de um éster e um álcool, formando assim um novo éster e um novo álcool.

A transesterificação também pode ocorrer entre um éster e um ácido, por exemplo. Ainda assim, a formação sempre dará origem a um novo éster.

Tipos de transesterificação

Conforme a reação dos produtos, é denominado um tipo de transesterificação. Assim, quando o éster reage com o álcool o processo é chamado de alcoólise.

Já quando o éster passa por reação com outro éster, é chamado de interesterificação. Por fim, quando o éster reage com o ácido carboxílio, então, é denominado de acidólise.

Qual o produto resultante da transesterificação,?

Esta reação de transesterificação é bastante utilizada nas indústrias e pode ser feita principalmente com óleos vegetais ou gordura animal. O principal produto fruto deste trabalho é a obtenção do biodiesel, assim como a glicerina.

Com este processamento químico, portanto, é possível transformar óleos disponíveis na natureza em combustível. Assim, pode-se considerar a transesterificação do biodiesel uma fonte renovável de energia, visto que as matérias-prima para a sua fabricação podem ser plantadas e cultivadas.

Quais os óleos mais utilizados na produção do biodiesel?

Para que a reação química ocorra, então, alguns tipos de óleos são necessários. Os mais utilizados pela indústria são:

  • Óleo de soja
  • Mamona
  • Dendê
  • Girassol
  • Canola
  • Amendoim
  • Algodão

Explicando as reações químicas da transesterificação

O processo químico pode ser explicado a partir da reação de um mol de triglicerídeo e três mols de álcool. Alguns pontos importantes na produção do biodiesel são descritas da seguinte forma:

  1. Os triglicerídeos se transformam em monoésteres de ácidos graxos, compondo o biodiesel.
  2. Surge, ainda, a glicerina como um subproduto da reação.
  3. O metanol e o etanol são os tipos de álcool mais utilizados.
  4. Depois que o álcool e o óleo reagem entre si, é necessário separar os componentes do produto. Esse processo acontece através de decantação. Assim, na parte de cima fica o biodiesel, por ter menor densidade. Já na parte mais baixa do recipiente fica a glicerina, com densidade maior.

Transesterificação

Utilidades para os produtos no mercado

O biodiesel, por ser considerado um produto de baixo teor poluente e fonte renovável de energia, é um bom substituto para os combustíveis fósseis.

Já a glicerina que é produzida através da transesterificação é muito utilizada pela indústria farmacêutica, de cosméticos, assim como de explosivos. O produto também é utilizado na fabricação de polietileno, como nas garrafas PET, por exemplo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo