Transporte fluvial permite deslocar pessoas e cargas através dos rios

Inicio » Agronegócio » Transporte fluvial permite deslocar pessoas e cargas através dos rios
14/01/2021 Por
Transporte fluvial permite deslocar pessoas e cargas através dos rios

A navegação através dos rios é uma prática muito antiga, antes mesmo de serem inventados os barcos e navios. Dessa forma, o que hoje chamamos de transporte fluvial, nem sempre foi moderno e com trajetos delimitados.

A utilização dos rios para facilitar o transporte de materiais de um lado para outro era feita em troncos de árvores, de forma improvisada. Contudo, essa técnica foi se aprimorando ao longo dos anos. Hoje, temos canais e embarcações adequadas para o transporte fluvial.

transporte fluvial

O que é transporte fluvial?

Transporte fluvial é a utilização de rios como via para navegação, transportando cargas ou pessoas, considerado um antigo meio de transporte criado pelo homem. É uma modalidade aquaviária, ou seja, realizada através de hidrovias. Dessa forma, alguns rios podem ser percorridos por embarcações de todos os tipos e tamanhos. Essas embarcações podem fazer o trajeto de grãos, mercadorias e também passageiros.

Ademais, os transportes aquáticos se classificam de acordo com as vias utilizadas. O transporte fluvial, diz respeito aos rios. Já o transporte marítimo é através dos mares e oceanos e o transporte lacustre, em lagos e lagunas.

Porém, não são todos os rios que podem ser navegados. Para isso, o rio precisa passar por uma avaliação de especialistas para conferir se a navegação é possível. É preciso então verificar detalhes como a profundidade, largura, relevo, dentre outros aspectos do rio.

Entretanto, as hidrovias abrangem percursos regionais, já que o transporte fluvial não pode ser implementado em todo o país. Isso porque há algumas limitações geográficas, como a ausência de rios em algumas regiões ou águas muito rasas.

Vantagens do transporte fluvial

Dentre as principais vantagens desse tipo de transporte, destacam-se o custo reduzido e menos poluição. Dessa forma, por ser econômico e menos poluente, pode substituir o transporte rodoviário onde há rios navegáveis.

Porém, esse sistema de transporte também passa por problemas. Assim, para que a navegação seja possível, é preciso levar em consideração eventos naturais, como a época de cheias dos rios. Outro fator a ser observado é o período seco, onde o nível de água baixa. Ademais, a implantação de hidrovias também só é possível em locais planos.

transporte fluvial

Transporte Fluvial no Brasil

O Brasil conta com aproximadamente 63 mil km de rios navegáveis, com 16 hidrovias e 20 portos fluviais. Apesar disso, um estudo da Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra que o Brasil utiliza apenas um terço das águas navegáveis. De acordo com o estudo, são utilizados 19 mil km para o transporte de cargas e pessoas. Isso equivale a 30,9% da malha hidroviária do país. Esses dados apontam que apenas 5% da movimentação de cargas é feita através dos rios.

Ademais, os principais sistemas de hidrovia no Brasil são:

  • Tocantins-Araguaia;
  • Solimões-Amazonas;
  • Hidrovia São Francisco – o São Francisco é o maior rio que fica totalmente no Brasil;
  • Hidrovia da Madeira – no rio Madeira, que é um dos principais afluentes do rio Amazonas;
  • Tietê-Paraná;
  • Taguari-Guaíba.

Todos esse canais movimentam milhares de toneladas em cargas por ano.

Nos últimos anos, várias obras vem sendo planejadas com o objetivo de tornar mais trechos de rios brasileiros navegáveis. Assim, com a navegação facilitada, o transporte fluvial pode ter seu significado econômico elevado a outro patamar, possibilitando o escoamento de cargas com um transporte de baixo custo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo