Tubérculos estão entre os alimentos com mais fontes de energia

Inicio » Agricultura » Tubérculos estão entre os alimentos com mais fontes de energia
11/04/2019 Por
Tubérculos estão entre os alimentos com mais fontes de energia

O que são tubérculos e quais as vantagens no seu consumo?

Os tubérculos estão presentes na alimentação da maioria dos indivíduos, principalmente daqueles que optam por uma alimentação mais equilibrada e saudável, intercalada com a prática de exercícios físicos. Este tipo de alimento é benéfico para o organismo por possui inúmeros nutrientes.

Os nutrientes dos tubérculos auxiliam no combate à doenças, na redução de possibilidades de algumas complicações no funcionamento do corpo e também são importantes para alguns órgãos em específico. Por serem grande fonte de carboidratos, seu consumo deve ser feito em quantidades controladas.

Tubérculos: beterraba

O que é tubérculo?

Tubérculo é o nome dado a parte da planta que fica abaixo da superfície da terra (subterrâneas). Ou seja, os tubérculos são a parte mais grossa do caule; além de serem o órgão com a função de reservar energia, tornando-se rico em carboidratos. Este tipo de alimento é rico em muitos nutrientes, como vitaminas (A,B e C), fibras, cálcio, sais minerais e fósforo.

As plantas usam os tubérculos como meio de sobrevivência durante o inverno e em outros meses mais secos. Isso acontece pois eles são fontes de energia e nutrientes, possibilitando que a planta cresça na próxima estação. Eles também são considerados alimentos com meios de reprodução assexuada.

Benefícios dos tubérculos

Cada um dos tubérculos fornece quantidades diferentes de hidratos de carbono (amido) e, por isso, cada um desses alimentos possui uma certa particularidade nos valores nutricionais.

O hidrato de carbono – ou amido – é uma das marcas dos tubérculos. Ele possui absorção demorada e contínua, além de uma digestão lenta. Essas características fazem com que ele seja o hidrato de carbono mais propício ao metabolismo humanos e um dos melhores fornecedores de energia, tanto para a realização de esforços intelectuais quanto os esforços físicos.

Os tubérculos recebem grande destaque pois são fontes de energia, sendo extremamente ricos em sais minerais e vitaminas. Esses nutrientes oferecem efeitos bons para o organismo e, por isso, é indicado o seu consumo diário em uma alimentação equilibrada e saudável.

O betacaroteno (pigmento carotenóide antioxidante) presente nesses tipos de alimento são transportadores de vitamina A. A vitamina A é recomendada pois auxilia no crescimento, na saúde da pele e na visão.

Há também vitaminas do complexo B, essenciais incentivadores da produção de serotonina (hormônio que fornece sensação de prazer) e também importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso central. E a vitamina C, que ajuda na redução dos riscos de câncer, reduz as possibilidades de problemas cardíacos e auxilia no melhoramento do sistema imunológico.

Tipos de tubérculos

Tubérculos: cenoura

Existem muitas tipos de tubérculos parecidos entre si e que são consumidos há milhares de década, compondo a base alimentar de muitos povos e por muito tempo. Veja, a seguir, alguns exemplos de tubérculos e seus principais nutrientes.

  • Mandioca: é um dos alimentos que fazem parte da base alimentar indígena. É rico em fibras e carboidratos, oferece grande quantidade de cálcio, vitamina C e fósforo;
  • Beterraba: é um dos alimentos com alta quantidade de vitamina A, B, C e folato, no entanto possui baixo valor calórico. Sua raiz e suas folhas também são recomendadas para consumo, pois possuem altas quantidades de ferro, cálcio e betacaroteno (precursor da vitamina A);
  • Cenoura: é o alimento que possui maior quantidade betacaroteno (por isso a coloração alaranjada). É uma grande fonte de potássio e fibras, por isso são recomendadas para compor a dieta diária. Uma cenoura tem capacidade de fornecer ao organismo a quantidade de nutrientes necessários por dia.
  • Inhame: possui carboidrato com baixo índice glicêmico, é fonte de proteínas, tem alto teor de fibras, cálcio, magnésio e potássio. Possui diosgenina (hormônio) que auxilia no equilíbrio da progesterona, ideal para o controle dos sintomas da TPM e da menopausa, sendo importante também para o funcionamento do sistema reprodutor.

Tipos de tubérculos: batatas

As batatas são tubérculos comestíveis e cada uma delas é responsável por oferecer nutrientes específicos ao organismo. Além disso, suas particularidades também são importantes para controlar as possibilidades de aparecimento de algumas doenças.

  • Batata: é um dos alimentos com maior fonte de carboidratos, grandes quantidade de minerais como o potássio, o zinco e o magnésio. Além disso, ela também possui quantidades altas de vitamina B6 e C. Sua casca pode ser consumida pois é rica em fibras;
  • Batata inglesa: este alimento possui carboidratos com elevado nível glicêmico, ou seja, é rapidamente e facilmente absorvido pelo organismo. Fornece altas quantidades de vitaminas do complexo B e potássio. Suas cascas também são ricas em fibras.
  • Batata baroa (mandioquinha): por ser um alimento leve, é muito recomendado para quem quer emagrecer e para quem pratica atividades físicas constantemente. Ela é rica em carboidratos e vitaminas do complexo B (B1 e B3). Também são alimentos com grande quantidade de zinco, potássio, vitamina A e magnésio. Esse nutrientes são importantes pois auxiliam contra o envelhecimento precoce da pele.
  • Batata doce: ela é um dos alimentos mais nutritivos, com baixo teor de gorduras e proteínas. São fontes de carboidrato com baixo índice glicêmico. Além disso, ajudam na redução das possibilidades de obesidade e diabete e também controlam o apetite. Possui altas quantidades de vitamina A, B1, B3, B6, água, ferro, fósforo e cálcio. É também uma das fontes de betacaroteno, com ação antioxidante que auxilia a prevenir alguns tipos de câncer.

Cultivo e plantio de tubérculos

Tubérculos: cultivo de batata doce

Por ser uma planta com reprodução assexuada, o plantio de tubérculos é simples. Como há muitos tipos de tubérculos, isso também facilita que o cultivo seja feito em muitas variedades de solo e clima. O recomendado é encontrar o tipo certo a ser plantado em cada região.

Seu cultivo pode ser feito cortando-o em rodelas, fazendo com que haja parte da gema em cada pedaço do alimento. Coloque as rodelas no solo e jogue uma camada fina de terra por cima. Feito isso, aguarde o surgimento os brotos.

O tempo de crescimento e desenvolvimento dos tubérculos varia muito, pois depende diretamente do tipo escolhido, da umidade do solo e da luz que chega até o local.

Diferença de tubérculos e raízes

 Há algumas diferenças específicas entre tubérculos e raízes. As raízes tuberosas possuem os nutrientes acumulados dentro da própria raiz; enquanto, nos tubérculos, a parte desenvolvida para o acúmulo de energia é o caule.
Os caules das raízes ficam parcialmente fora da terra, enquanto o caule dos tubérculos são subterrâneos. Por fim, as raízes acumulam energia, enquanto os tubérculos são responsáveis por fixá-la no solo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo