Vespa é um inseto com diferentes variedades que podem ser perigosas

Inicio » Meio Ambiente » Vespa é um inseto com diferentes variedades que podem ser perigosas
27/08/2019 Por
Vespa é um inseto com diferentes variedades que podem ser perigosas

Vespa é importante para o controle biológico

Vespa, ou marimbondo, como pode ser conhecida no Brasil, é benéfica para a natureza e para as práticas agrícolas.

O inseto é responsável pela polinização de diversas espécies de plantas, além de auxiliar no controle de pragas. Continue lendo o texto para saber mais sobre a vespa.

vespa

O que é vespa?

Vespa é qualquer inseto da ordem Hymenoptera e subordem Apocrita, que não é uma abelha nem uma formiga. Vespas são de suma importância para o controle biológico, uma vez que são os predadores naturais de todos os insetos considerados como pragas.

História da vespa

Vespa apareceu pela primeira vez em um registro fóssil do período Jurássico. Em seguida, se diversificou em várias superfamílias sobreviventes pelo período Cretáceo.

De fato, as vespas são um grupo bem-sucedido e diversificado de insetos com dezenas de milhares de espécies descritas. Estes insetos se espalharam por todas as partes do mundo, exceto em regiões polares.

A maior vespa conhecida é a vespa mandarina, que pode alcançar a marca de cinco centímetros de comprimento.

Qual a diferença entre vespas e abelhas?

De fato, vespas e abelhas possuem estruturas sociais similares. Como as das abelhas, as colônias de vespas são lideradas por uma única rainha fértil que põe todos os ovos para o grupo.

Vespas têm um sistema de castas semelhante às abelhas também, com fêmeas chamadas operárias. Todavia, além de diferenças biológicas em sua estrutura física, as vespas se diferem das abelhas na alimentação, na picada e na produção de mel.

Ao contrário das abelhas, as vespas se alimentam de outros insetos. Além disso, elas são capazes de ferroar mais de uma vez. No que se refere à produção de mel, o mel das vespas é caracteristicamente mais escuro e voltado para o consumo interno do grupo de marimbondo. Afinal de contas, seu sabor é considerado muito amargo e forte para o consumo humano.

A vespa é benéfica?

Qual é o objetivo das vespas na natureza? Ao contrário do que se imagina, esses insetos são muito importantes e não devem ser atacados. Apesar de, à primeira vista, soarem irritantes e insistentes, as vespas são uma peça chave para o controle biológico.

À medida que aprendemos mais sobre essas pequenas criaturas, muitas vezes rejeitadas e injustiçadas, percebemos o quão equivocados estamos sobre elas.

De fato, se você acha que as vespas são apenas insetos desagradáveis ​​e de picada dolorosa, pense novamente! As vespas são boas para o planeta e desempenham um papel útil em fazendas e jardins.

Abaixo, você conhecerá as razões pelas quais a vespa é benéfica tanto para as pessoas quanto para o ecossistema na totalidade.

vespa

Polinização por vespas

Como as abelhas, as vespas são polinizadoras e algumas são exclusivamente importantes para certas culturas, como dos figos. Se você possui plantio em fazendas ou jardins, pense duas vezes antes de espantar esse inseto voador!

Vespa e o controle natural das pragas das colheitas

A vespa é benéfica no jardim, além de possuir um valor inestimável para os agricultores. De fato, a importância da vespa na agricultura e na horticultura é cada vez mais reconhecida.

A vespa desempenha um papel especialmente útil no controle natural de pragas, uma vez que o inseto é o predador de vários invertebrados que se alimentam de cultivos.

Por exemplo, no caso da conhecida vespa comum, bem como no caso da vespa alemã, os insetos adultos capturam pragas de plantas, como pulgões e mosca negra, para alimentar suas larvas.

Isso é muito útil nos jardins, e não é de surpreender que seja ainda mais importante na agricultura.

Vespas parasitas

Algumas vespas são parasitas, portanto, possuem um método diferente de matar os invertebrados de pragas, como os pulgões.

Você já deve ter se deparado com a “vespa joia”, uma chamativa espécie de cor verde metálica. Essa bela vespa, também chamada de vespa esmeralda, ajuda a controlar a praga das baratas. Sua técnica consiste em colocar um ovo no abdômen do respectivo inseto. Dessa maneira, suas larvas se alimentam do interior da barata, matando-a rapidamente.

No entanto, as vespas parasitas tendem a ser menos conhecidas do que as vespas amarelas e pretas com as quais estamos familiarizados. Isto é, essas vespas incluem a vespa Ichneumon xanthorius e a vespa Braconidae.

O uso dessas vespas predatórias na agricultura é algo que está sendo cada vez mais pesquisado pelas empresas e adotado pelos agricultores.

Na verdade, algumas vespas parasitas são tão eficazes que agora estão sendo criadas e vendidas comercialmente para agricultores a fim de ajudá-los no controle das pragas.

O benefício aqui é que isso permite que os agricultores reduzam ou eliminem pesticidas. Afinal de contas, os pesticidas podem matar espécies não-alvo, como as abelhas. Desse modo, o uso de vespas é favorável ao aproveitamento da natureza, uma vez que utiliza um predador natural que ataca apenas os invertebrados que o agricultor pretende se livrar.

Por exemplo, Aphidius colemani é particularmente eficaz contra as espécies de pulgões Myzus persicae, conhecidos como pulgões do pessegueiro. O mesmo pode ser dito das espécies de pulgões Aphis gossypii, popularmente chamado de piolho do algodão.

Isto é possível a partir do momento em que a vespa adulta insere seu ovo no pulgão e a larva do parasita se desenvolve dentro do seu corpo, matando-o e deixando para trás apenas a “múmia” do que um dia já foi o pulgão.

vespa

Compartilhamento de ninho

Algumas vespas ajudam outros insetos benéficos. Isso mesmo! Surpreendentemente, alguns ninhos de vespa fornecem abrigo para outras criaturas benéficas. Por exemplo, o ninho da vespa comum pode fornecer uma casa para algumas espécies de moscas das flores.

Métodos naturais de construção

Vespas fazem seus ninhos de papel de casca de árvore. Elas tiram a casca de certas árvores, mastigam, adicionam certas enzimas e regurgitam em forma de polpa para depois criarem seus ninhos.

Vespas são prevalentes

Vespas vivem em todos os cantos do mundo – exceto na Antártida. Ou seja, você não terá dificuldade de encontrá-las.

Vespas raramente são agressivas

Esses insetos raramente são agressivos, a menos que seja provocado. Geralmente, você não experimentará a picada da vespa se deixá-la em paz.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo