Vida útil e o seu significado no mundo do agronegócio

Inicio » Agronegócio » Vida útil e o seu significado no mundo do agronegócio
28/02/2019 Por
Vida útil e o seu significado no mundo do agronegócio

Conheça os diferentes significados de vida útil quando o assunto é agronegócio

Você certamente já ouviu falar sobre a vida útil de algum alimento, aparelho ou objeto.

De modo geral, a vida útil é um indicador da durabilidade de qualquer coisa. Mas no agronegócio pode se referir a diversas áreas, ganhando importâncias diferentes. Isso vai desde os cultivos até as embalagens com as quais os produtos do agronegócio chegam ao mercado.

Maquinário agrícola pode ter vida útil estendida com a manutenção preventiva

O que é vida útil no agronegócio?

O significado de vida útil no agronegócio se refere ao tempo estimado pelo qual produtos ou maquinários são produtivos economicamente.

Portanto, pode ser entendido como o período em que um bem ou uma lavoura funcionam ou produzem normalmente. Após esse tempo, é como se sofressem depreciação e devem ser descartados ou substituídos.

Vida útil de implementos de preparo do solo

Implementos agrícolas como distribuidores de adubo e niveladoras precisam estar nas condições adequadas de uso. O que vale principalmente para os meses que antecedem o início do preparo do solo.

De máquinas e implementos agrícolas

É o tempo estimado que um equipamento funciona de forma eficiente. Pode variar de acordo com as condições de trabalho e qualidade das manutenções.

Tem impacto direto nos custos de produção agrícola. Afinal, existe uma série de procedimentos para prolongar o uso de máquinas e implementos para que continuem funcionando em perfeitas condições.

A principal delas, no entanto, é a manutenção preventiva, que pode dobrar o período de utilidade de máquinas agrícolas e reduzir custos com manutenções corretivas.

De sistemas de irrigação

Cada método de irrigação possui sua vida útil. Assim sendo, a localizada, por exemplo, como o gotejamento tem vida útil estimada de 20 anos. Já motores elétricos, 10 anos apenas.

De embalagens para o armazenamento de produtos do agronegócio

Embalagens inadequadas causam grandes prejuízos, como a perda pós-colheita. No caso de frutas como caquis, há estimativas de 80% de perdas.

Pensando em combater esse problema, o Instituto Nacional de Tecnologia (INT) desenvolveu um projeto para criar embalagens especiais. O resultado? Redução de perdas em 80% e aumento da vida útil para 15 dias. Em embalagens convencionais, a média era de sete a dez dias.

Do cultivo

Indica o tempo e a produtividade de cada ano tanto para culturas semiperenes como para permanentes. Sobre ele impactam fatores como área de plantio, fertilização, pressão do ar, temperatura, umidade e ventilação.

Cultivo de tabaco precisa ser realizado em condições adequadas para prolongar sua vida útil

Vida útil dos produtos na prateleira

Existem cuidados práticos e simples essenciais para aumentar a durabilidade de produtos na prateleira de feiras e supermercados. Um cuidado que começa com a colheita e vai até a comercialização em pontos de venda.

Entre eles, a atenção para que frutas, hortaliças e verduras fiquem sempre à sombra ao serem colhidas. O acondicionamento em caixas limpas e desinfetadas também são fatores decisivos para aumentar sua vida útil até a compra pelo consumidor final.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), 50% dos alimentos produzidos em escala mundial se perde no transporte e manuseio. Já 10% no campo. Números que mostram que a cadeia produtiva precisa se atentar à vida útil de seus produtos.

Agro20 | Portal Vida No Campo